Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Aviso marítimo: risco de ressaca no litoral catarinense

Sexta, 5/7/2019 11:10.
Igor Silva
Maré alta subiu na Avenida na Barra Sul

Publicidade

A Defesa Civil, junto da EPAGRI/CIRAM, lançou um aviso marítimo na manhã de hoje (5) sobre a situação do vento forte e do mar grosso, que podem causar ressaca, como já aconteceu ontem (4) em Balneário Camboriú e região.

Segundo a previsão, o aviso segue até às 10h de sábado (6), mas há chance da ressaca seguir até domingo (7).

A intensificação do chamado vento sul, com rajadas 60 a 80 km/h acaba agitando o mar, causando a ressaca e picos de onda de quatro a cinco metros, especialmente em áreas mais afastadas da costa.

Isso também está associado à maré astronômica (fase nova da lua) e maré meteorológica (presença de um ciclone extratropical próximo a costa do Rio Grande do Sul e anticiclone no continente).

Por isso, a Defesa Civil salienta que as embarcações pequenas e médias devem evitar navegar nesses dias. O órgão pede ainda que a comunidade evite o contato com as águas e não dirijam em lugares alagados. É recomendável evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e o cuidado com as crianças e animais próximos de rios e ribeirões deve ser redobrado.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Igor Silva
Maré alta subiu na Avenida na Barra Sul
Maré alta subiu na Avenida na Barra Sul

Aviso marítimo: risco de ressaca no litoral catarinense

Publicidade

Sexta, 5/7/2019 11:10.

A Defesa Civil, junto da EPAGRI/CIRAM, lançou um aviso marítimo na manhã de hoje (5) sobre a situação do vento forte e do mar grosso, que podem causar ressaca, como já aconteceu ontem (4) em Balneário Camboriú e região.

Segundo a previsão, o aviso segue até às 10h de sábado (6), mas há chance da ressaca seguir até domingo (7).

A intensificação do chamado vento sul, com rajadas 60 a 80 km/h acaba agitando o mar, causando a ressaca e picos de onda de quatro a cinco metros, especialmente em áreas mais afastadas da costa.

Isso também está associado à maré astronômica (fase nova da lua) e maré meteorológica (presença de um ciclone extratropical próximo a costa do Rio Grande do Sul e anticiclone no continente).

Por isso, a Defesa Civil salienta que as embarcações pequenas e médias devem evitar navegar nesses dias. O órgão pede ainda que a comunidade evite o contato com as águas e não dirijam em lugares alagados. É recomendável evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e o cuidado com as crianças e animais próximos de rios e ribeirões deve ser redobrado.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade