Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Fiscalização apreende rede ilegal de pesca e polícia prende três pescadores

Quarta, 12/6/2019 10:35.

Depois de receber várias denúncias, a fiscalização da secretaria do Meio Ambiente com apoio da Guarda Ambiental apreendeu na tarde desta terça-feira (11) uma rede, o barco e os três pescadores, que praticavam pesca ilegal no costão da Praia dos Amores, também conhecido como Morro do Careca.

O diretor de fiscalização da secretaria do Meio Ambiente (Semam), Edésio Pereira disse que eles vinham colocando essa rede há algum tempo.

“Estamos recebendo denúncias há mais tempo, mas não conseguíamos encontrar, até que hoje (11) fazendo a fiscalização de rotina, com apoio da Guarda Ambiental deparamos com eles colocando a rede. A canoa também foi apreendida porque não tinha documentação. A Guarda Armada deu todo apoio em terra no canto do costão, no rio Ariribá que dá acesso ao mar, tudo dentro do nosso limite. Eles foram rebocados até o Pontal Norte, onde foram feitos todos os procedimentos”, informou.

Os três pescadores foram conduzidos para a delegacia de polícia. Depois de presos por crime ambiental, pagaram fiança e foram liberados. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Fiscalização apreende rede ilegal de pesca e polícia prende três pescadores

Publicidade

Quarta, 12/6/2019 10:35.

Depois de receber várias denúncias, a fiscalização da secretaria do Meio Ambiente com apoio da Guarda Ambiental apreendeu na tarde desta terça-feira (11) uma rede, o barco e os três pescadores, que praticavam pesca ilegal no costão da Praia dos Amores, também conhecido como Morro do Careca.

O diretor de fiscalização da secretaria do Meio Ambiente (Semam), Edésio Pereira disse que eles vinham colocando essa rede há algum tempo.

“Estamos recebendo denúncias há mais tempo, mas não conseguíamos encontrar, até que hoje (11) fazendo a fiscalização de rotina, com apoio da Guarda Ambiental deparamos com eles colocando a rede. A canoa também foi apreendida porque não tinha documentação. A Guarda Armada deu todo apoio em terra no canto do costão, no rio Ariribá que dá acesso ao mar, tudo dentro do nosso limite. Eles foram rebocados até o Pontal Norte, onde foram feitos todos os procedimentos”, informou.

Os três pescadores foram conduzidos para a delegacia de polícia. Depois de presos por crime ambiental, pagaram fiança e foram liberados. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade