Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Centrais se preparam para chamar greve geral em atos do 1º de Maio

Em Santa Catarina atos contra Previdência acontecerão em Florianópolis e Blumenau

Quarta, 1/5/2019 5:18.
Arquivo JP3/Folhapress.

Publicidade

As principais centrais sindicais brasileiras estarão reunidas pela primeira vez na história em atos unificados pelo Dia do Trabalhador nesta quarta-feira (1º).

Segundo a organização, haverá manifestações políticas e culturais em 13 estados, além do Distrito Federal.

O grupo vai anunciar uma greve geral nacional para o dia 14 de junho contra a reforma da Previdência, que tramita na Câmara dos Deputados.

Para garantir a participação de todas as centrais, foi definida uma pauta mínima: em defesa dos direitos dos trabalhadores; contra o fim da aposentadoria; pela geração de novas vagas de empregos e salários decentes.

Dirigentes sindicais chegaram a propor que houvesse a inclusão do movimento "Lula Livre" na pauta.

Porém, segundo organizadores, a Conlutas -ligada ao PSTU- não concordou.

Participam CUT, Força Sindical, CTB, UGT, Intersindical, CSB, CGTB, Nova Central, CSP-Conlutas, além das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Com um orçamento de R$ 700 mil -fruto do rateio das centrais- os sindicalistas pretendem reunir 200 mil pessoas no Vale do Anhangabaú, na região central de São Paulo.

Na capital paulista, a programação começa às 11h.

Além da fala dos organizadores, haverá espaço para discursos de três minutos de lideranças políticas, como do PT, PSOL e PDT, e de representantes da UNE (União Nacional dos Estudantes) e do Fórum Nacional das Mulheres.

A partir das 14h, seguem as apresentações musicais, como a da cantora Lecy Brandão e as das duplas Maiara e Maraísa e Simone e Simaria. Ludmilla fecha às 19h.

Copatrocinador do ato, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), garantiu o fornecimento de banheiros químicos e grades e deu suporte para a instalação do palco. Convidado por Paulinho da Força, Covas avisou que irá ao Vale do Anhangabaú.

PROGRAMAÇÃO NA CIDADE DE SÃO PAULO, NO VALE DO ANHANGABAÚ
Ato político:
11h - representantes das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, Fórum Nacional das Mulheres e lideranças do PT no estado de São Paulo
12h - lideranças nacionais de partidos (PT, PCdoB, PSOL, PCO, PSB, PSTU, Solidariedade, PSD e PDT)
13h - presidentes das centrais (CUT, Força Sindical, CTB, UGT, Intersindical, CSB, CGTB, Nova Central, CSP-Conlutas)

Shows: a partir das 14h; Ludmilla sobe ao palco às 19h para encerrar a programção
20h30 - fim do ato

PROGRAMAÇÃO EM OUTRAS CIDADES DE SP
Campinas
9h30 - concentração no Largo do Pará com caminhada até o Largo da Catedral
10h30 - ato no Largo da Catedral
11h - ida ao 1º de maio em São Paulo, no Vale do Anhangabaú
*a missa dos trabalhadores na Catedral será das 9h às 10h30

Osasco
6h30 - 11º Desafio dos Trabalhadores, tradicional corrida e caminhada de rua do dia 1º de maio, com concentração a partir das 6h30

São Bernardo do Campo

9h - concentração na rua João Basso, 231, com procissão até a Igreja da Matriz
9h30 - missa

Sorocaba
14h às 22h - o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) organiza um ato político-cultural no Parque dos Espanhóis, com a presença de Ana Cañas, Detonautas, Francisco El Hombre, entre outros.

PROGRAMAÇÃO EM OUTROS ESTADOS
Bahia
14h - 1º de maio unificado no Farol da Barra, em Salvador

Brasília
13h - ato no Taguaparque, com apresentações culturais de Vanessa da Mata, Odair José, Israel e Rodolffo, entre outras atrações locais

Ceará
15h - ato unificado na Praia de Iracema, em Fortaleza, com concentração na avenida Beira Mar, próximo ao espigão da Rui Barbosa.

Goiás
14h - concentração na praça Cívica, em frente ao Coreto. Às 17h haverá ato político e atividades culturais com shows e outras atrações na Praça Universitária

Mato Grosso
16h - ato político e cultural, com artistas regionais, na praça Cultural do bairro Jardim Vitória, em Cuiabá

Mato Grosso do Sul
9h às 12h - ato unificado na aua Anacá com a rua Barueri, bairro Moreninha II

Paraíba
14h - Caminhada com concentração em frente ao Centro de Zoonoses dos Bancários
17H - Ato cultural no Mercado Público de Mangabeira

Pernambuco
9h - concentração na Praça do Derby, em Recife

Piauí
8h - ato na Praça da Integração, em Teresina

Rio de Janeiro
9h às 14h - ato na praça Mauá
14h às 17h - trabalhadores sairão em bloco pelas ruas, intercalando fala política das centrais sindicais e movimentos que compõem as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo

Sergipe
8h - concentração do ato na praça da Juventude - Conjunto Augusto Franco. Em seguida, caminhada em direção aos Arcos da Orla de Atalaia, onde ocorrerá um ato político e cultural

Rio Grande do Sul

Porto Alegre
14h - concentração na Rótula das Cuias, avenida Aureliano de Figueiredo Pinto, ao lado do Parque da Harmonia
15h - caminhada na Orla do Guaíba
16h - ato na Rótula do Gasômetro, avenida João Goulart, próximo à Câmara de Vereadores

Caxias do Sul
14h - ato nos Pavilhões da Festa da Uva

Bagé
14h - concentração na Praça do Coreto, com caminhada pela Avenida 7 de Setembro

Erechim
10h - concentração no Bairro Atlântico

Passo Fundo
14h às 17h - ato no Parque da Gare

Pelotas
14h às 18h - ato com mateada e atividades artísticas na praça Dom Antônio Zattera

Santa Maria
10h às 17h - atividades com ato ecumênico, almoço coletivo, apresentações culturais, mateada, lançamento do Comitê Regional contra a Reforma da Previdência e ato público no Alto da Boa Vista, no bairro Santa Marta

Ijuí
14h - concentração seguida de ato na Praça Central

Santa Catarina

Florianópolis
9h30 - debates sobre a reforma da Previdência e atividades culturais na comunidade do Mont Serrat.
Palhoça; debates sobre a reforma da Previdência e atividades na ocupação Nova Esperança

Blumenau
15h - ato público na Praça da Prefeitura


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Arquivo JP3/Folhapress.

Centrais se preparam para chamar greve geral em atos do 1º de Maio

Em Santa Catarina atos contra Previdência acontecerão em Florianópolis e Blumenau

Publicidade

Quarta, 1/5/2019 5:18.

As principais centrais sindicais brasileiras estarão reunidas pela primeira vez na história em atos unificados pelo Dia do Trabalhador nesta quarta-feira (1º).

Segundo a organização, haverá manifestações políticas e culturais em 13 estados, além do Distrito Federal.

O grupo vai anunciar uma greve geral nacional para o dia 14 de junho contra a reforma da Previdência, que tramita na Câmara dos Deputados.

Para garantir a participação de todas as centrais, foi definida uma pauta mínima: em defesa dos direitos dos trabalhadores; contra o fim da aposentadoria; pela geração de novas vagas de empregos e salários decentes.

Dirigentes sindicais chegaram a propor que houvesse a inclusão do movimento "Lula Livre" na pauta.

Porém, segundo organizadores, a Conlutas -ligada ao PSTU- não concordou.

Participam CUT, Força Sindical, CTB, UGT, Intersindical, CSB, CGTB, Nova Central, CSP-Conlutas, além das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Com um orçamento de R$ 700 mil -fruto do rateio das centrais- os sindicalistas pretendem reunir 200 mil pessoas no Vale do Anhangabaú, na região central de São Paulo.

Na capital paulista, a programação começa às 11h.

Além da fala dos organizadores, haverá espaço para discursos de três minutos de lideranças políticas, como do PT, PSOL e PDT, e de representantes da UNE (União Nacional dos Estudantes) e do Fórum Nacional das Mulheres.

A partir das 14h, seguem as apresentações musicais, como a da cantora Lecy Brandão e as das duplas Maiara e Maraísa e Simone e Simaria. Ludmilla fecha às 19h.

Copatrocinador do ato, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), garantiu o fornecimento de banheiros químicos e grades e deu suporte para a instalação do palco. Convidado por Paulinho da Força, Covas avisou que irá ao Vale do Anhangabaú.

PROGRAMAÇÃO NA CIDADE DE SÃO PAULO, NO VALE DO ANHANGABAÚ
Ato político:
11h - representantes das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, Fórum Nacional das Mulheres e lideranças do PT no estado de São Paulo
12h - lideranças nacionais de partidos (PT, PCdoB, PSOL, PCO, PSB, PSTU, Solidariedade, PSD e PDT)
13h - presidentes das centrais (CUT, Força Sindical, CTB, UGT, Intersindical, CSB, CGTB, Nova Central, CSP-Conlutas)

Shows: a partir das 14h; Ludmilla sobe ao palco às 19h para encerrar a programção
20h30 - fim do ato

PROGRAMAÇÃO EM OUTRAS CIDADES DE SP
Campinas
9h30 - concentração no Largo do Pará com caminhada até o Largo da Catedral
10h30 - ato no Largo da Catedral
11h - ida ao 1º de maio em São Paulo, no Vale do Anhangabaú
*a missa dos trabalhadores na Catedral será das 9h às 10h30

Osasco
6h30 - 11º Desafio dos Trabalhadores, tradicional corrida e caminhada de rua do dia 1º de maio, com concentração a partir das 6h30

São Bernardo do Campo

9h - concentração na rua João Basso, 231, com procissão até a Igreja da Matriz
9h30 - missa

Sorocaba
14h às 22h - o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) organiza um ato político-cultural no Parque dos Espanhóis, com a presença de Ana Cañas, Detonautas, Francisco El Hombre, entre outros.

PROGRAMAÇÃO EM OUTROS ESTADOS
Bahia
14h - 1º de maio unificado no Farol da Barra, em Salvador

Brasília
13h - ato no Taguaparque, com apresentações culturais de Vanessa da Mata, Odair José, Israel e Rodolffo, entre outras atrações locais

Ceará
15h - ato unificado na Praia de Iracema, em Fortaleza, com concentração na avenida Beira Mar, próximo ao espigão da Rui Barbosa.

Goiás
14h - concentração na praça Cívica, em frente ao Coreto. Às 17h haverá ato político e atividades culturais com shows e outras atrações na Praça Universitária

Mato Grosso
16h - ato político e cultural, com artistas regionais, na praça Cultural do bairro Jardim Vitória, em Cuiabá

Mato Grosso do Sul
9h às 12h - ato unificado na aua Anacá com a rua Barueri, bairro Moreninha II

Paraíba
14h - Caminhada com concentração em frente ao Centro de Zoonoses dos Bancários
17H - Ato cultural no Mercado Público de Mangabeira

Pernambuco
9h - concentração na Praça do Derby, em Recife

Piauí
8h - ato na Praça da Integração, em Teresina

Rio de Janeiro
9h às 14h - ato na praça Mauá
14h às 17h - trabalhadores sairão em bloco pelas ruas, intercalando fala política das centrais sindicais e movimentos que compõem as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo

Sergipe
8h - concentração do ato na praça da Juventude - Conjunto Augusto Franco. Em seguida, caminhada em direção aos Arcos da Orla de Atalaia, onde ocorrerá um ato político e cultural

Rio Grande do Sul

Porto Alegre
14h - concentração na Rótula das Cuias, avenida Aureliano de Figueiredo Pinto, ao lado do Parque da Harmonia
15h - caminhada na Orla do Guaíba
16h - ato na Rótula do Gasômetro, avenida João Goulart, próximo à Câmara de Vereadores

Caxias do Sul
14h - ato nos Pavilhões da Festa da Uva

Bagé
14h - concentração na Praça do Coreto, com caminhada pela Avenida 7 de Setembro

Erechim
10h - concentração no Bairro Atlântico

Passo Fundo
14h às 17h - ato no Parque da Gare

Pelotas
14h às 18h - ato com mateada e atividades artísticas na praça Dom Antônio Zattera

Santa Maria
10h às 17h - atividades com ato ecumênico, almoço coletivo, apresentações culturais, mateada, lançamento do Comitê Regional contra a Reforma da Previdência e ato público no Alto da Boa Vista, no bairro Santa Marta

Ijuí
14h - concentração seguida de ato na Praça Central

Santa Catarina

Florianópolis
9h30 - debates sobre a reforma da Previdência e atividades culturais na comunidade do Mont Serrat.
Palhoça; debates sobre a reforma da Previdência e atividades na ocupação Nova Esperança

Blumenau
15h - ato público na Praça da Prefeitura


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade