Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Jovens podem trabalhar na horta do CREAS como medida socioeducativa

Quarta, 29/5/2019 11:51.

Adolescentes que cumprem medida socioeducativa em Balneário Camboriú poderão participar do projeto de manutenção da horta do Centro de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS), que a secretaria da Inclusão Social lançou nesta segunda-feira (27). No total são sete adolescentes que poderão participar fora do horário da escola ou trabalho.

A secretária da Inclusão Social, Christina Barichello disse que o projeto tem a parceria do Departamento de Economia Artesanal (DEA) e os jovens escolhem se querem plantar de manhã, à tarde, ou início da noite.

A coordenadora do CREAS, Cristina Bitencourt, disse que tudo que for produzido nas hortas, será consumido pelos usuários do Centro.

“Atendemos cerca de cinco mil pessoas por mês, todas vítimas de violências. Além disso, recebemos muitas pessoas da Abordagem Social, que nos procuram em busca de alimentos 24h. Nos últimos 30 dias, pudemos ajudar mais de 1500 pessoas”, detalhou.

O CREAS fica na Rua Israel, esquina com a Avenida Martin Luther, e atende das 7h às 19h o público em geral.

 

Informações: secretaria da Inclusão Social (47) 3367-8345 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Jovens podem trabalhar na horta do CREAS como medida socioeducativa

Publicidade

Quarta, 29/5/2019 11:51.

Adolescentes que cumprem medida socioeducativa em Balneário Camboriú poderão participar do projeto de manutenção da horta do Centro de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS), que a secretaria da Inclusão Social lançou nesta segunda-feira (27). No total são sete adolescentes que poderão participar fora do horário da escola ou trabalho.

A secretária da Inclusão Social, Christina Barichello disse que o projeto tem a parceria do Departamento de Economia Artesanal (DEA) e os jovens escolhem se querem plantar de manhã, à tarde, ou início da noite.

A coordenadora do CREAS, Cristina Bitencourt, disse que tudo que for produzido nas hortas, será consumido pelos usuários do Centro.

“Atendemos cerca de cinco mil pessoas por mês, todas vítimas de violências. Além disso, recebemos muitas pessoas da Abordagem Social, que nos procuram em busca de alimentos 24h. Nos últimos 30 dias, pudemos ajudar mais de 1500 pessoas”, detalhou.

O CREAS fica na Rua Israel, esquina com a Avenida Martin Luther, e atende das 7h às 19h o público em geral.

 

Informações: secretaria da Inclusão Social (47) 3367-8345 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade