Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Hoje tem Mostra de Cinema e Meio Ambiente

Quinta, 30/5/2019 16:14.
Cena do filme O chalé é uma ilha batida de vento e chuva.

Publicidade

Cinco filmes, lançamento do projeto Alterama e do Ecotur Cine Festival no Dia Mundial do Meio Ambiente, 05/06.

AMostra CinemaeMeio Ambienteacontecem em um único dia, 05/06 entre 19h e 23h, e exibirá“Amanhã Chegou”, “Ama Sam”, “O Chalé é Uma Ilha Batida de Vento e Chuva” e“Tito e os Passaros”, quatro filmes de longa-metragem premiados em diversos festivais ao redor do mundo e um filme de curta-metragem,“Mais que a Lama: Memórias, Ausências e História”, que será projetado durante a abertura do festival e seguido de debate com equipe.

As exibições acontecerão nasSala Artecinee noAuditório da Cidade, ambos localizados naCineramabc Arthouse, Rua São Paulo 581 – 1, Bairro dos Estado, Balneário Camboriú. A abertura do evento será gratuita e basta retirar o ingresso na chegada ao evento. Os ingressos para os filmes de longa-metragem custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) na bilheteria do cinema. Para vendas online, bastaclicar aqui

Durante a abertura do evento o diretor da mostra,Ike Gevaerd, fará breve resgate histórico sobre o longo caminho que este projeto percorreu, até sua atual realização.

É muito estimulante, ver este projeto que foi concebido há três décadas, ser ressuscitado agora, numa parceria entre a Cineramabc e a Biosphera Empreendimentos Ambientais. Na época, 1989, o embrião do projeto se chamava – ECOCINE – Festival Internacional de Cinema e Meio Ambiente de Balneário Camboriú, e foram desenvolvidas diversas ações para a sua realização, mas ele acabou indo para a pasta de futuros projetos. Na época, seria ele o primeiro festival de cinema com a temática Meio Ambiente do Brasil, conforme registrado em uma matéria do Jornal de Santa Catarina.”

Durante a mostra será anunciado oECOTUR CINE FESTIVAL, um evento que abordara a temáticaMeio Ambiente, EcoturismoeEsportes na Natureza, e que já nasce com casa própria, aCineramabc Arthousee acontecerá anualmente, em junho, naSemana do Meio Ambiente.

Também será lançado oProjeto Alterama, criado em julho de 2018, propõe viabilizar um espaço de compartilhamento de conteúdo digital sobre diferentes temas no âmbito das Relações Internacionais e por ocasião da data busca incentivar o debate sobre o meio ambiente no país com o especial“Semana Chico Mendes”. Entre os materiais compartilhados, está o curta-metragem“Mais que a Lama: Memórias, Ausências e História”, resultado da parceria entre universidades UFOP, UNIVALI e UNIVILLE, em articulação com oMovimento dos Atingidos por Barragem (MAB), a Sala Verde de Itajaí e o Projeto das Escolas Sustentáveis. O curta denuncia os reais impactos desse crime ambiental das mineradoras Samarco, Vale e BHP Billiton no município de Mariana (MG), que continua sem apresentar uma solução efetiva para a situação dramática que se encontram as famílias das comunidades atingidas há quase dois anos. Contaremos com a presença tanto de uma das responsáveis peloProjeto Alteramaquanto com parte da equipe de produção do curta-metragem.

PROGRAMAÇÃO

DIA 05/06

AUDITÓRIO LIVRE

19h00 – **Abertura** - Gratuito
19h45 – **Tito e os Pássaros**, de Gustavo Steinberg, André Catoto e Gabriel Bitar
21h15 – **Ama San**, de Claudia Varejão

ARTECINE

19h45 – **Amanhã Chegou**, de Renata Simões
21h15 – **O Chalé é Uma Ilha Batida de Vento e Chuva**, de Letícia Simões

FILMES

• O Chalé é Uma Ilha Batida de Vento e Chuva, de Letícia Simões
(Documentário – 72 min – Livre – Brasil – 2019)

Sinopse:Após uma viagem para o Pará, a diretora Letícia Simões entrou em contato com o livro de Dalcídio Jurandir. O documentário é uma homenagem ao romancista, que, enquanto escrevia os livros que compõem sua saga de 10 volumes, subia e descia o Rio Tapajós de barco para trabalhar como inspetor de escola.

Curiosidade:Filme exibido na mostra Outros Olhares da 7ª edição do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba.

Trailer:https://www.youtube.com/watch?time_continue=32&v=92bnCnlWkxs

• Ama San, de Claudia Varejão
(Documentário – 113 min – Livre – Portugal, Japão – 2019)

Sinopse:O documentário mostra a vida de mulheres que trabalham arriscando as suas próprias vidas. Elas mergulham enquanto a luz do meio-dia se infiltra pelos mares do Japão. Ao encher os pulmões de ar, elas se aventuram no fundo do mar em busca de ostras, algas e pérolas. Uma tarefa que acontece no Japão há mais de 2000 anos.

Curiosidade:Fünf Seen Filmfestival 2016 Vencedor na categoria Lobende Erwähnung – Dokumentarfilmpreis.Porto Post Doc: Film & Media Festival 2016Vencedor na categoria Teenage Award.doclisboa Festival Internacional de Cinema Documental 2016Vencedor na categoria Íngreme/Doclisboa Award de Melhor Filme em Competição Portuguesa.

Trailer:https://www.youtube.com/watch?time_continue=3&v=uPBowQocxj8

• Tito e os Pássaros, de Gustavo Steinberg, André Catoto e Gabriel Bitar
(Animação, Ação – 73 min – Livre – Brasil – 2019)

Sinopse:Tito é um menino tímido de 10 anos que vive com sua mãe. De repente, uma estranha epidemia começa a se espalhar, fazendo com que pessoas fiquem doentes quando se assustam. Tito rapidamente descobre que a cura está relacionada à pesquisa feita por seu pai ausente sobre o canto dos pássaros. Ele embarca numa jornada com seus amigos para salvar o mundo da epidemia. A busca de Tito pelo antídoto se torna uma jornada para encontrar seu pai ausente e sua própria identidade.

Curiosidades:Mais de 50 festivais ao redor do mundo. O filme foi concorrente brasileiro para o Oscar 2019.

Trailer:https://www.youtube.com/watch?time_continue=13&v=htzVNXpMUBY

• Amanhã Chegou, de Renata Simões
(Documentário74 min – 10 anos – Brasil – 2018)

Sinopse:Durante muitas décadas, sonho e consumo material foram duas coisas que sempre andaram juntas. Por mais que esta associação de pensamento ainda seja perpetuada na sociedade, hoje tenta-se desmitificar a ideia de que dinheiro sempre será poder. Enquanto a escolha do consumidor leva órgãos governamentais a destruírem culturas nativas e o meio ambiente, algumas instituições tentam fazer diferente.

Curiosidade:Primeiro longa-documental dirigido pela jornalista Renata Simões.

Trailer:https://www.youtube.com/watch?v=F7odFRIrVGI

INFORMAÇÕES

AsMostraseFocosapresentam programação imperdível para os verdadeiros amantes do audiovisual. Longas, curtas, séries, telefilmes e diversos outros formatos são exibidos em sessões com data e horário marcado. Obrigatório para todo cinéfilo que se preze.

  • Endereço:Cineramabc Arthouse / Rua São Paulo 581-1 / Bairro dos Estados / Balneário Camboriú
  • Ingresso:R$ 20,00 (inteira) ou R$ 10,00 (meia) a venda na bilheteria do cinema ou onlineclicando aqui
  • Bilheteria:de terça a domingo das 16:00 às 22:00 / Dinheiro, Débito ou Crédito


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Cena do filme O chalé é uma ilha batida de vento e chuva.
Cena do filme O chalé é uma ilha batida de vento e chuva.

Hoje tem Mostra de Cinema e Meio Ambiente

Publicidade

Quinta, 30/5/2019 16:14.

Cinco filmes, lançamento do projeto Alterama e do Ecotur Cine Festival no Dia Mundial do Meio Ambiente, 05/06.

AMostra CinemaeMeio Ambienteacontecem em um único dia, 05/06 entre 19h e 23h, e exibirá“Amanhã Chegou”, “Ama Sam”, “O Chalé é Uma Ilha Batida de Vento e Chuva” e“Tito e os Passaros”, quatro filmes de longa-metragem premiados em diversos festivais ao redor do mundo e um filme de curta-metragem,“Mais que a Lama: Memórias, Ausências e História”, que será projetado durante a abertura do festival e seguido de debate com equipe.

As exibições acontecerão nasSala Artecinee noAuditório da Cidade, ambos localizados naCineramabc Arthouse, Rua São Paulo 581 – 1, Bairro dos Estado, Balneário Camboriú. A abertura do evento será gratuita e basta retirar o ingresso na chegada ao evento. Os ingressos para os filmes de longa-metragem custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) na bilheteria do cinema. Para vendas online, bastaclicar aqui

Durante a abertura do evento o diretor da mostra,Ike Gevaerd, fará breve resgate histórico sobre o longo caminho que este projeto percorreu, até sua atual realização.

É muito estimulante, ver este projeto que foi concebido há três décadas, ser ressuscitado agora, numa parceria entre a Cineramabc e a Biosphera Empreendimentos Ambientais. Na época, 1989, o embrião do projeto se chamava – ECOCINE – Festival Internacional de Cinema e Meio Ambiente de Balneário Camboriú, e foram desenvolvidas diversas ações para a sua realização, mas ele acabou indo para a pasta de futuros projetos. Na época, seria ele o primeiro festival de cinema com a temática Meio Ambiente do Brasil, conforme registrado em uma matéria do Jornal de Santa Catarina.”

Durante a mostra será anunciado oECOTUR CINE FESTIVAL, um evento que abordara a temáticaMeio Ambiente, EcoturismoeEsportes na Natureza, e que já nasce com casa própria, aCineramabc Arthousee acontecerá anualmente, em junho, naSemana do Meio Ambiente.

Também será lançado oProjeto Alterama, criado em julho de 2018, propõe viabilizar um espaço de compartilhamento de conteúdo digital sobre diferentes temas no âmbito das Relações Internacionais e por ocasião da data busca incentivar o debate sobre o meio ambiente no país com o especial“Semana Chico Mendes”. Entre os materiais compartilhados, está o curta-metragem“Mais que a Lama: Memórias, Ausências e História”, resultado da parceria entre universidades UFOP, UNIVALI e UNIVILLE, em articulação com oMovimento dos Atingidos por Barragem (MAB), a Sala Verde de Itajaí e o Projeto das Escolas Sustentáveis. O curta denuncia os reais impactos desse crime ambiental das mineradoras Samarco, Vale e BHP Billiton no município de Mariana (MG), que continua sem apresentar uma solução efetiva para a situação dramática que se encontram as famílias das comunidades atingidas há quase dois anos. Contaremos com a presença tanto de uma das responsáveis peloProjeto Alteramaquanto com parte da equipe de produção do curta-metragem.

PROGRAMAÇÃO

DIA 05/06

AUDITÓRIO LIVRE

19h00 – **Abertura** - Gratuito
19h45 – **Tito e os Pássaros**, de Gustavo Steinberg, André Catoto e Gabriel Bitar
21h15 – **Ama San**, de Claudia Varejão

ARTECINE

19h45 – **Amanhã Chegou**, de Renata Simões
21h15 – **O Chalé é Uma Ilha Batida de Vento e Chuva**, de Letícia Simões

FILMES

• O Chalé é Uma Ilha Batida de Vento e Chuva, de Letícia Simões
(Documentário – 72 min – Livre – Brasil – 2019)

Sinopse:Após uma viagem para o Pará, a diretora Letícia Simões entrou em contato com o livro de Dalcídio Jurandir. O documentário é uma homenagem ao romancista, que, enquanto escrevia os livros que compõem sua saga de 10 volumes, subia e descia o Rio Tapajós de barco para trabalhar como inspetor de escola.

Curiosidade:Filme exibido na mostra Outros Olhares da 7ª edição do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba.

Trailer:https://www.youtube.com/watch?time_continue=32&v=92bnCnlWkxs

• Ama San, de Claudia Varejão
(Documentário – 113 min – Livre – Portugal, Japão – 2019)

Sinopse:O documentário mostra a vida de mulheres que trabalham arriscando as suas próprias vidas. Elas mergulham enquanto a luz do meio-dia se infiltra pelos mares do Japão. Ao encher os pulmões de ar, elas se aventuram no fundo do mar em busca de ostras, algas e pérolas. Uma tarefa que acontece no Japão há mais de 2000 anos.

Curiosidade:Fünf Seen Filmfestival 2016 Vencedor na categoria Lobende Erwähnung – Dokumentarfilmpreis.Porto Post Doc: Film & Media Festival 2016Vencedor na categoria Teenage Award.doclisboa Festival Internacional de Cinema Documental 2016Vencedor na categoria Íngreme/Doclisboa Award de Melhor Filme em Competição Portuguesa.

Trailer:https://www.youtube.com/watch?time_continue=3&v=uPBowQocxj8

• Tito e os Pássaros, de Gustavo Steinberg, André Catoto e Gabriel Bitar
(Animação, Ação – 73 min – Livre – Brasil – 2019)

Sinopse:Tito é um menino tímido de 10 anos que vive com sua mãe. De repente, uma estranha epidemia começa a se espalhar, fazendo com que pessoas fiquem doentes quando se assustam. Tito rapidamente descobre que a cura está relacionada à pesquisa feita por seu pai ausente sobre o canto dos pássaros. Ele embarca numa jornada com seus amigos para salvar o mundo da epidemia. A busca de Tito pelo antídoto se torna uma jornada para encontrar seu pai ausente e sua própria identidade.

Curiosidades:Mais de 50 festivais ao redor do mundo. O filme foi concorrente brasileiro para o Oscar 2019.

Trailer:https://www.youtube.com/watch?time_continue=13&v=htzVNXpMUBY

• Amanhã Chegou, de Renata Simões
(Documentário74 min – 10 anos – Brasil – 2018)

Sinopse:Durante muitas décadas, sonho e consumo material foram duas coisas que sempre andaram juntas. Por mais que esta associação de pensamento ainda seja perpetuada na sociedade, hoje tenta-se desmitificar a ideia de que dinheiro sempre será poder. Enquanto a escolha do consumidor leva órgãos governamentais a destruírem culturas nativas e o meio ambiente, algumas instituições tentam fazer diferente.

Curiosidade:Primeiro longa-documental dirigido pela jornalista Renata Simões.

Trailer:https://www.youtube.com/watch?v=F7odFRIrVGI

INFORMAÇÕES

AsMostraseFocosapresentam programação imperdível para os verdadeiros amantes do audiovisual. Longas, curtas, séries, telefilmes e diversos outros formatos são exibidos em sessões com data e horário marcado. Obrigatório para todo cinéfilo que se preze.

  • Endereço:Cineramabc Arthouse / Rua São Paulo 581-1 / Bairro dos Estados / Balneário Camboriú
  • Ingresso:R$ 20,00 (inteira) ou R$ 10,00 (meia) a venda na bilheteria do cinema ou onlineclicando aqui
  • Bilheteria:de terça a domingo das 16:00 às 22:00 / Dinheiro, Débito ou Crédito


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade