Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Segunda edição do Encontro de Colecionadores teve bom movimento

Domingo, 24/3/2019 19:45.
Any Spenassato.

Publicidade

(Any Spenassato) - Quem resolveu fazer compras no supermercado Meschke do bairro das Nações neste sábado (23) e domingo (24), teve também a oportunidade de visitar a segunda edição do Encontro de Colecionadores de Balneário Camboriú, que aconteceu no estacionamento.

A primeira edição foi realizada em setembro do ano passado e reuniu cerca de 40 expositores. Já nesse, cerca de 50 participaram expondo e/ou vendendo suas coleções.

O início do projeto se deu por conta do grande número de colecionadores em um grupo do facebook e depois de organizar encontros em outras cidades, como Joinville, Florianópolis e Jaraguá do Sul, Marco de Andrade e Daniela Maggio, organizadores do evento, decidiram vir para Balneário, já que desde 2015 não havia um encontro expressivo de colecionadores.

Os acervos vão desde carros em miniaturas, vinis, chaveiros, legos, moedas até ursinhos de pelúcia. Qualquer pessoa pode participar, não importa o que coleciona e não importa a quantidade, basta ter interesse em se juntar e mostrar seu hobbie.

Marco também falou sobre as exposições que mais se destacam até agora, contando as duas edições. “Na primeira um senhor chamou muito minha atenção trazendo para o evento máquinas a vapor, como réplicas de locomotivas em escala menor e máquina funcional. E nessa segunda a novidade foi vinis, no outro encontro não tivemos”, disse.

Entre os expositores, se reuniram desde experientes e frequentadores de feiras do ramo, até quem estava pela primeira vez mostrando suas paixões. Marcio Augusto de Almeida, por exemplo, participa sempre de eventos como este e aproveita para divulgar sua loja de colecionáveis e também para fazer trocas e ampliar suas coleções particulares.

Já Diana Verani, estava pela primeira vez na exposição, mas desde sempre participou de feiras com o objetivo de levar conhecimento sobre vinis e aparelhos toca discos aos mais jovens. “Trabalho comercializando vinis há 4 anos, mas coleciono a vida inteira”, contou.

O próximo evento ainda não tem nada definida, mas Marco acredita que entre setembro ou outubro deste ano. Então se você pratica esse hobby e ficou interessado em expor, fique de olho na data para a nova abertura de inscrições. 

(c180)


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Any Spenassato.

Segunda edição do Encontro de Colecionadores teve bom movimento

Publicidade

Domingo, 24/3/2019 19:45.

(Any Spenassato) - Quem resolveu fazer compras no supermercado Meschke do bairro das Nações neste sábado (23) e domingo (24), teve também a oportunidade de visitar a segunda edição do Encontro de Colecionadores de Balneário Camboriú, que aconteceu no estacionamento.

A primeira edição foi realizada em setembro do ano passado e reuniu cerca de 40 expositores. Já nesse, cerca de 50 participaram expondo e/ou vendendo suas coleções.

O início do projeto se deu por conta do grande número de colecionadores em um grupo do facebook e depois de organizar encontros em outras cidades, como Joinville, Florianópolis e Jaraguá do Sul, Marco de Andrade e Daniela Maggio, organizadores do evento, decidiram vir para Balneário, já que desde 2015 não havia um encontro expressivo de colecionadores.

Os acervos vão desde carros em miniaturas, vinis, chaveiros, legos, moedas até ursinhos de pelúcia. Qualquer pessoa pode participar, não importa o que coleciona e não importa a quantidade, basta ter interesse em se juntar e mostrar seu hobbie.

Marco também falou sobre as exposições que mais se destacam até agora, contando as duas edições. “Na primeira um senhor chamou muito minha atenção trazendo para o evento máquinas a vapor, como réplicas de locomotivas em escala menor e máquina funcional. E nessa segunda a novidade foi vinis, no outro encontro não tivemos”, disse.

Entre os expositores, se reuniram desde experientes e frequentadores de feiras do ramo, até quem estava pela primeira vez mostrando suas paixões. Marcio Augusto de Almeida, por exemplo, participa sempre de eventos como este e aproveita para divulgar sua loja de colecionáveis e também para fazer trocas e ampliar suas coleções particulares.

Já Diana Verani, estava pela primeira vez na exposição, mas desde sempre participou de feiras com o objetivo de levar conhecimento sobre vinis e aparelhos toca discos aos mais jovens. “Trabalho comercializando vinis há 4 anos, mas coleciono a vida inteira”, contou.

O próximo evento ainda não tem nada definida, mas Marco acredita que entre setembro ou outubro deste ano. Então se você pratica esse hobby e ficou interessado em expor, fique de olho na data para a nova abertura de inscrições. 

(c180)


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade