Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Em vídeo, desembargador catarinense diz que 'vai comer' colegas juízas
Reprodução.
Desembargador sem compostura.

Sexta, 29/3/2019 5:27.

VANESSA DA ROCHA
FLORIANÓPOLIS, SC (FOLHAPRESS) - Um vídeo de 31 segundos gravado por um magistrado de Santa Catarina causou desconforto na classe jurídica e manifestações por respeito às mulheres. Na gravação, o desembargador Jaime Machado Júnior, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, diz que vai "comer" um grupo de colegas juízas.

Na gravação, Machado Júnior está com o cantor sertanejo Leonardo, que fez show em São José, na região metropolitana de Florianópolis no último fim de semana. Com o braço em cima do ombro do músico, o magistrado anuncia o cantor para as colegas, que envia beijos para as magistradas.

A saudação é interrompida por Machado Júnior que diz "nós vamos aí comer vocês". O cantor começa rir e o magistrado continua. "Ele segura e eu como."

O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, determinou a instauração de pedido de providências nesta quinta-feira (28). O procedimento administrativo irá apurar se o desembargador cometeu infração disciplinar.

Machado Júnior terá 15 dias para apresentar explicações ao CNJ. Outro pedido de explicações foi protocolado pelo Tribunal de Justiça catarinense no dia anterior e irá apurar se o magistrado violou o regimento interno do órgão.

Entidades de classe divulgaram manifestações de repúdio ao comportamento de Machado Júnior. "Num país em que uma mulher é estuprada a cada dez minutos é inadmissível o comportamento sexista adotado pelo desembargador", diz a nota divulgada pelo Movimento Nacional de Mulheres do Ministério Público.

O magistrado não concedeu entrevistas sobre o fato. Ele divulgou um novo vídeo na terça-feira (26) dizendo que a gravação com o cantor Leonardo foi uma brincadeira com as juízas de Lages, cidade da serra catarinense, e que elas haviam pedido um vídeo com o músico.

As juízas não tiveram o nome completo divulgado e não se manifestaram sobre o fato. "Eu não publiquei em lugar nenhum, enviei para elas e por alguém desavisado caiu nas redes [...] Quem me conhece sabe que eu sou irreverente, sou expansivo. Eu jamais faria uma coisa dessas de verdade", disse o magistrado na nova gravação.

Depois do vídeo, Machado Júnior divulgou uma nota em que admite que as declarações foram indevidas.

"Reconheço que as colocações foram inadequadas, infelizes e que, de fato, acabam por reforçar uma cultura machista que ainda é latente em nossa sociedade. Assumo os meus erros e com eles procuro aprender. Espero que este episódio sirva de lição não só para mim, mas para todos os homens que tratam um assunto muito sério como se fosse brincadeira" declarou.

A assessoria de imprensa do cantor Leonardo informou que o músico não vai se manifestar sobre o episódio. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Em vídeo, desembargador catarinense diz que 'vai comer' colegas juízas

Reprodução.
Desembargador sem compostura.
Desembargador sem compostura.

Publicidade

Sexta, 29/3/2019 5:27.

VANESSA DA ROCHA
FLORIANÓPOLIS, SC (FOLHAPRESS) - Um vídeo de 31 segundos gravado por um magistrado de Santa Catarina causou desconforto na classe jurídica e manifestações por respeito às mulheres. Na gravação, o desembargador Jaime Machado Júnior, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, diz que vai "comer" um grupo de colegas juízas.

Na gravação, Machado Júnior está com o cantor sertanejo Leonardo, que fez show em São José, na região metropolitana de Florianópolis no último fim de semana. Com o braço em cima do ombro do músico, o magistrado anuncia o cantor para as colegas, que envia beijos para as magistradas.

A saudação é interrompida por Machado Júnior que diz "nós vamos aí comer vocês". O cantor começa rir e o magistrado continua. "Ele segura e eu como."

O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, determinou a instauração de pedido de providências nesta quinta-feira (28). O procedimento administrativo irá apurar se o desembargador cometeu infração disciplinar.

Machado Júnior terá 15 dias para apresentar explicações ao CNJ. Outro pedido de explicações foi protocolado pelo Tribunal de Justiça catarinense no dia anterior e irá apurar se o magistrado violou o regimento interno do órgão.

Entidades de classe divulgaram manifestações de repúdio ao comportamento de Machado Júnior. "Num país em que uma mulher é estuprada a cada dez minutos é inadmissível o comportamento sexista adotado pelo desembargador", diz a nota divulgada pelo Movimento Nacional de Mulheres do Ministério Público.

O magistrado não concedeu entrevistas sobre o fato. Ele divulgou um novo vídeo na terça-feira (26) dizendo que a gravação com o cantor Leonardo foi uma brincadeira com as juízas de Lages, cidade da serra catarinense, e que elas haviam pedido um vídeo com o músico.

As juízas não tiveram o nome completo divulgado e não se manifestaram sobre o fato. "Eu não publiquei em lugar nenhum, enviei para elas e por alguém desavisado caiu nas redes [...] Quem me conhece sabe que eu sou irreverente, sou expansivo. Eu jamais faria uma coisa dessas de verdade", disse o magistrado na nova gravação.

Depois do vídeo, Machado Júnior divulgou uma nota em que admite que as declarações foram indevidas.

"Reconheço que as colocações foram inadequadas, infelizes e que, de fato, acabam por reforçar uma cultura machista que ainda é latente em nossa sociedade. Assumo os meus erros e com eles procuro aprender. Espero que este episódio sirva de lição não só para mim, mas para todos os homens que tratam um assunto muito sério como se fosse brincadeira" declarou.

A assessoria de imprensa do cantor Leonardo informou que o músico não vai se manifestar sobre o episódio. 

Publicidade

Publicidade