Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Rede de esgoto de Camboriú deve demorar uma década para ser implantada

Sexta, 1/11/2019 10:11.
Divulgação
A audiência que decidiu sobre saneamento em Camboriú.

Publicidade

Reunidos em audiência pública na última quarta-feira, moradores de Camboriú decidiram que a concessionária Águas de Camboriú implantará a rede de esgotos naquela cidade, com investimentos estimados em R$ 120 milhões e prazo de conclusão de 10 anos.

Na mesma audiência foi decidido que a vizinha cidade terá um sistema próprio de captação e tratamento de água, serviço que hoje é prestado pela Emasa, de Balneário Camboriú.

Em verdade a captação e tratamento de água já faziam parte das obrigações da Águas de Camboriú, mas não foram implantados. O investimento nesta área é estimado em R$ 40 milhões.

A audiência pública não tratou de um aspecto relevante, a necessidade de aumentar a reserva de água bruta pois Camboriú e Balneário Camboriú seguidamente enfrentam risco de desabastecimento.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
A audiência que decidiu sobre saneamento em Camboriú.
A audiência que decidiu sobre saneamento em Camboriú.

Rede de esgoto de Camboriú deve demorar uma década para ser implantada

Publicidade

Sexta, 1/11/2019 10:11.

Reunidos em audiência pública na última quarta-feira, moradores de Camboriú decidiram que a concessionária Águas de Camboriú implantará a rede de esgotos naquela cidade, com investimentos estimados em R$ 120 milhões e prazo de conclusão de 10 anos.

Na mesma audiência foi decidido que a vizinha cidade terá um sistema próprio de captação e tratamento de água, serviço que hoje é prestado pela Emasa, de Balneário Camboriú.

Em verdade a captação e tratamento de água já faziam parte das obrigações da Águas de Camboriú, mas não foram implantados. O investimento nesta área é estimado em R$ 40 milhões.

A audiência pública não tratou de um aspecto relevante, a necessidade de aumentar a reserva de água bruta pois Camboriú e Balneário Camboriú seguidamente enfrentam risco de desabastecimento.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade