Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Dia Da Consciência Negra Em Belo Horizonte

Sexta, 22/11/2019 13:25.
Thinkstock

Publicidade

O dia 20 de Novembro é o Dia da Consciência Negra, celebrado em todo país.
A data foi escolhida pois foi em 20 de Novembro de 1965 que Zumbi dos Palmares, líder quilombola foi morto.
Zumbi tornou-se referência em relação à resistência da escravidão. Lembrando que a abolição da escravidão só ocorreu no país, em 13 de maio de 1888, por decreto da Princesa Isabel.
A data de 20 de Novembro tornou-se referência para comemoração das conquistas dos negros e também para questionamento sobre racismo e preconceito.
Geralmente, há sempre reportagens e textos sobre a importância do dia da Consciência Negra.
Em alguns locais, essa data é feriado, mas mesmo nas cidades que não são, como é o caso de Belo Horizonte. Mesmo assim, há diversas comemorações e manifestações sobre a data.
Falando especificamente sobre Notícias de Belo Horizonte, vamos falar mais sobre o Dia da Consciência Negra na cidade.
Por Que O Dia Da Consciência Negra Não É Feriado Em Belo Horizonte?
O dia da Consciência Negra não é feriado na cidade de Belo Horizonte em virtude do artigo 2 da Lei 9.093, promulgada pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso, que estabelece que cada cidade pode decretar até 4 feriados municipais.
No caso de Belo Horizonte, os feriados municipais são Sexta-Feira da Paixão, Corpus Christi, Dia de Assunção de Nossa Senhora (15 de Agosto) e Dia de Nossa Senhora da Conceição (8 de Dezembro).
Para que o dia 20 de Novembro fosse considerado um feriado, ele deveria ser transformado em feriado estadual. Por essa mesma razão que outras cidades também não tem o Dia da Consciência Negra como feriado.
Comemorações Da Data Em Belo Horizonte
Além de inúmeras manifestações nacionais e em redes sociais sobre a importância da data, em Belo Horizonte acontecerão diversas comemorações, confira:
Festival de Arte Negra
O Festival de Arte Negra acontecerá entre os dias 18 e 24 de Novembro e chega à sua décima edição.
Diversas atrações de música, teatro e dança estarão espalhadas por mais de 20 locais na cidade.
Ocorrerão debates, curtas, exposições e mini-cursos dos mais variados temas considerando a importância da arte negra no país e no mundo.
Há inúmeras atrações, juntando diversos artistas não só de Minas Gerais, mas também expoentes de SP, RJ, PA e até atrações internacionais. Confira alguns destaques, conforme as datas.
Dia 20 de Novembro
  • Minicurso - Cinema Africano pela descolonização das telas com Janaína Oliveira (RJ);
  • Heranças Ameríndeas e da Africanidade com Bené Fonteles (SP);
  • Residência Artística e Civilização do Bambu, com Lúcio Ventania (MG);
  • Música - Casa de Amigo, com Luíz Otávio (RJ).
Dia 21 de Novembro
  • Aula Pública: Afroperspectividade, ancestralidade e memória: cantares, com Leda Maria Martins (MG);
  • Os Filhos de Zumbi, encontro de compositores - Dona Jandira - Edição Especial;
  • Música: Show de Sérgio Pererê (MG).
Dia 22 de Novembro
  • Minicurso: Considerações sobre as sociedades africanas pré-coloniais com Joab Costa Cruz;
  • Música: Samba de Meia Noite e Elisa de Sena convida Negras Autoras, Azzura e Maíra Baldaia, DJ Brechó e Show Babadan Banda de Rua (cortejo da Praça da Estação ao Viaduto Santa Tereza);
Dia 23 de Novembro
  • Infancialização, Ubuntu e Teko Porã: educação e ética afroperspectivas com Renato Noguera (RJ);
  • Música: Projeto Poliphonicos (MG), Roger Deff convida Imane Rane (MG), DJ Ananindeusa (PA), Margem convida Tamara Franklin e Raquel Cabeneco (MG), Samba na Lagoinha.
Dia 24 de Novembro
  • Música: Swing Safado (MG), Abaixo de zero Hello Hell com Black Alien (MG), Iza Sabino apresenta Augusta (MG), Hakili (MG), BNegão canta Dorival Caymmi (SP), DJ Fê Linz (MG), DJ Black Josie (MG).





Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Thinkstock

Dia Da Consciência Negra Em Belo Horizonte

Publicidade

Sexta, 22/11/2019 13:25.
O dia 20 de Novembro é o Dia da Consciência Negra, celebrado em todo país.
A data foi escolhida pois foi em 20 de Novembro de 1965 que Zumbi dos Palmares, líder quilombola foi morto.
Zumbi tornou-se referência em relação à resistência da escravidão. Lembrando que a abolição da escravidão só ocorreu no país, em 13 de maio de 1888, por decreto da Princesa Isabel.
A data de 20 de Novembro tornou-se referência para comemoração das conquistas dos negros e também para questionamento sobre racismo e preconceito.
Geralmente, há sempre reportagens e textos sobre a importância do dia da Consciência Negra.
Em alguns locais, essa data é feriado, mas mesmo nas cidades que não são, como é o caso de Belo Horizonte. Mesmo assim, há diversas comemorações e manifestações sobre a data.
Falando especificamente sobre Notícias de Belo Horizonte, vamos falar mais sobre o Dia da Consciência Negra na cidade.
Por Que O Dia Da Consciência Negra Não É Feriado Em Belo Horizonte?
O dia da Consciência Negra não é feriado na cidade de Belo Horizonte em virtude do artigo 2 da Lei 9.093, promulgada pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso, que estabelece que cada cidade pode decretar até 4 feriados municipais.
No caso de Belo Horizonte, os feriados municipais são Sexta-Feira da Paixão, Corpus Christi, Dia de Assunção de Nossa Senhora (15 de Agosto) e Dia de Nossa Senhora da Conceição (8 de Dezembro).
Para que o dia 20 de Novembro fosse considerado um feriado, ele deveria ser transformado em feriado estadual. Por essa mesma razão que outras cidades também não tem o Dia da Consciência Negra como feriado.
Comemorações Da Data Em Belo Horizonte
Além de inúmeras manifestações nacionais e em redes sociais sobre a importância da data, em Belo Horizonte acontecerão diversas comemorações, confira:
Festival de Arte Negra
O Festival de Arte Negra acontecerá entre os dias 18 e 24 de Novembro e chega à sua décima edição.
Diversas atrações de música, teatro e dança estarão espalhadas por mais de 20 locais na cidade.
Ocorrerão debates, curtas, exposições e mini-cursos dos mais variados temas considerando a importância da arte negra no país e no mundo.
Há inúmeras atrações, juntando diversos artistas não só de Minas Gerais, mas também expoentes de SP, RJ, PA e até atrações internacionais. Confira alguns destaques, conforme as datas.
Dia 20 de Novembro
  • Minicurso - Cinema Africano pela descolonização das telas com Janaína Oliveira (RJ);
  • Heranças Ameríndeas e da Africanidade com Bené Fonteles (SP);
  • Residência Artística e Civilização do Bambu, com Lúcio Ventania (MG);
  • Música - Casa de Amigo, com Luíz Otávio (RJ).
Dia 21 de Novembro
  • Aula Pública: Afroperspectividade, ancestralidade e memória: cantares, com Leda Maria Martins (MG);
  • Os Filhos de Zumbi, encontro de compositores - Dona Jandira - Edição Especial;
  • Música: Show de Sérgio Pererê (MG).
Dia 22 de Novembro
  • Minicurso: Considerações sobre as sociedades africanas pré-coloniais com Joab Costa Cruz;
  • Música: Samba de Meia Noite e Elisa de Sena convida Negras Autoras, Azzura e Maíra Baldaia, DJ Brechó e Show Babadan Banda de Rua (cortejo da Praça da Estação ao Viaduto Santa Tereza);
Dia 23 de Novembro
  • Infancialização, Ubuntu e Teko Porã: educação e ética afroperspectivas com Renato Noguera (RJ);
  • Música: Projeto Poliphonicos (MG), Roger Deff convida Imane Rane (MG), DJ Ananindeusa (PA), Margem convida Tamara Franklin e Raquel Cabeneco (MG), Samba na Lagoinha.
Dia 24 de Novembro
  • Música: Swing Safado (MG), Abaixo de zero Hello Hell com Black Alien (MG), Iza Sabino apresenta Augusta (MG), Hakili (MG), BNegão canta Dorival Caymmi (SP), DJ Fê Linz (MG), DJ Black Josie (MG).





Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade