Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Estaleiro e Estaleirinho poderão ter falta de água nesta quarta-feira

Quarta, 11/9/2019 11:43.

Os bairros Estaleiro e Estaleirinho, em Balneário Camboriú, poderão ter falta de água nesta quarta-feira por conta de um registro que foi fechado para conserto emergencial.

Segundo a EMASA, o conserto emergencial está sendo feito em uma rede de água na rua Domingos Mafra. A previsão é que o serviço seja concluído e o registro reaberto a partir das 12h.

Por isso, a EMASA recomenda que os moradores economizem água neste período, e caso percebam a falta de água fechem os registros de entrada dos cavaletes e reabram somente após a normalização, para evitar a ocorrência de água turva.

A Autarquia lembra que, a água que estará na rede de distribuição no primeiro momento sairá turva, já que nas paredes internas das tubulações há o acúmulo de sais inorgânicos, conhecidos na indústria como incrustação, que com grandes variações de velocidade da água devido a despressurização das redes, pode se desprender das partículas, ocasionando o aumento da cor e turbidez. Logo que ocorre o retorno do abastecimento, não é recomendado utilizar para lavar roupas, por exemplo.

Dúvidas e informações pelo telefone 0800 643 6272 ou Fala EMASA - Whatsapp comercial - (47) 3261-0000. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Estaleiro e Estaleirinho poderão ter falta de água nesta quarta-feira

Publicidade

Quarta, 11/9/2019 11:43.

Os bairros Estaleiro e Estaleirinho, em Balneário Camboriú, poderão ter falta de água nesta quarta-feira por conta de um registro que foi fechado para conserto emergencial.

Segundo a EMASA, o conserto emergencial está sendo feito em uma rede de água na rua Domingos Mafra. A previsão é que o serviço seja concluído e o registro reaberto a partir das 12h.

Por isso, a EMASA recomenda que os moradores economizem água neste período, e caso percebam a falta de água fechem os registros de entrada dos cavaletes e reabram somente após a normalização, para evitar a ocorrência de água turva.

A Autarquia lembra que, a água que estará na rede de distribuição no primeiro momento sairá turva, já que nas paredes internas das tubulações há o acúmulo de sais inorgânicos, conhecidos na indústria como incrustação, que com grandes variações de velocidade da água devido a despressurização das redes, pode se desprender das partículas, ocasionando o aumento da cor e turbidez. Logo que ocorre o retorno do abastecimento, não é recomendado utilizar para lavar roupas, por exemplo.

Dúvidas e informações pelo telefone 0800 643 6272 ou Fala EMASA - Whatsapp comercial - (47) 3261-0000. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade