Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Leitora pede apoio para cãozinho que foi atropelado

Quarta, 5/8/2020 11:45.
Arquivo Pessoal

Publicidade

A chef de cozinha Lara Luiza Borges Becker, tutora do vira-lata George, de um ano, atropelado no início da noite de terça-feira (4), na Rua 1.926, entre as avenidas Terceira e Quarta, pede ajuda da comunidade para os custos, que já ultrapassam R$ 2 mil. Ele está internado no Hospital Veterinário ZooCare, na Avenida do Estado.

Lara encontrou George em novembro/2019, em um dia de chuva, quando ele ainda era filhote. Ele tentava atravessar a Quinta Avenida e escapou de um atropelamento naquele dia. “Escorregava, caía na pista, era um filhotinho. Trouxe pra casa, tinha muita pulga e carrapato. Tratamos dermatite também, com banho com sabonete específico até hoje. Tenho mais três cachorrinhas, resgatadas também, uma com deficiência na pata. E ontem (terça-feira, 4) ele foi atropelado”, diz.

O cão conseguiu escapar pelo portão, que ficou aberto, atravessou a rua e foi atropelado. O motorista parou para ajudar, e Lara conta que ‘não tinha como ele não ser atingido’, já que correu para a rua, era escuro e a pelagem dele é escura. “Levamos no Hospital Veterinário da UniAvan, fomos muito bem atendidos, mas a conta dele já ultrapassou R$ 2 mil. Ele não mexe as patinhas de trás, só arrasta. Não temos condição nenhuma, já parcelamos a garantia de estadia. Ainda não sabemos se há hemorragia interna ou se ficará paraplégico, e por isso a conta pode aumentar”, acrescenta.

Se você puder ajudar George, entre em contato com Lara: 99791-7807 (WhatsApp). Qualquer quantia é bem-vinda.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Arquivo Pessoal

Leitora pede apoio para cãozinho que foi atropelado

Publicidade

Quarta, 5/8/2020 11:45.

A chef de cozinha Lara Luiza Borges Becker, tutora do vira-lata George, de um ano, atropelado no início da noite de terça-feira (4), na Rua 1.926, entre as avenidas Terceira e Quarta, pede ajuda da comunidade para os custos, que já ultrapassam R$ 2 mil. Ele está internado no Hospital Veterinário ZooCare, na Avenida do Estado.

Lara encontrou George em novembro/2019, em um dia de chuva, quando ele ainda era filhote. Ele tentava atravessar a Quinta Avenida e escapou de um atropelamento naquele dia. “Escorregava, caía na pista, era um filhotinho. Trouxe pra casa, tinha muita pulga e carrapato. Tratamos dermatite também, com banho com sabonete específico até hoje. Tenho mais três cachorrinhas, resgatadas também, uma com deficiência na pata. E ontem (terça-feira, 4) ele foi atropelado”, diz.

O cão conseguiu escapar pelo portão, que ficou aberto, atravessou a rua e foi atropelado. O motorista parou para ajudar, e Lara conta que ‘não tinha como ele não ser atingido’, já que correu para a rua, era escuro e a pelagem dele é escura. “Levamos no Hospital Veterinário da UniAvan, fomos muito bem atendidos, mas a conta dele já ultrapassou R$ 2 mil. Ele não mexe as patinhas de trás, só arrasta. Não temos condição nenhuma, já parcelamos a garantia de estadia. Ainda não sabemos se há hemorragia interna ou se ficará paraplégico, e por isso a conta pode aumentar”, acrescenta.

Se você puder ajudar George, entre em contato com Lara: 99791-7807 (WhatsApp). Qualquer quantia é bem-vinda.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade