Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Avião com faixa contra Lula tem autorização para voar, mas há limite de altura

Avião sobrevoa a praia de Balneário Camboriú com mensagem política

Segunda, 6/1/2020 17:33.
Credito: Frame Photo/Folhapress
Avião sobrevoa a praia de Balneário Camboriú com mensagem política

Publicidade

Um leitor procurou o Página 3 nesta segunda-feira (6) para comentar que os aviões com frases contra o ex-presidente Lula que sobrevoam as praias da região, patrocinados pelo empresário Luciano Hang, da Havan, estão desrespeitando a lei.

O leitor, que preferiu não se identificar, disse que a situação o incomoda, mas que não quer prejudicar ninguém.

“Esses aviões puxando faixas na cidade estão todos irregulares. A altitude que eles estão sobrevoando é muito baixa, é proibida. O mínimo que eles podem sobrevoar é 300m, que seria mil pés, e os caras têm dias que passam a 50m de altitude. Se dá uma pane na aeronave eles vão fazer um estrago. Não daria tempo de tentar resolver o problema. Eles também invadem o espaço aéreo restrito do Morro do Careca, que tem 100m, e tem dia que eles passam bem abaixo disso. Eles estão cometendo abusos, é bem complicado esse negócio”, explicou.

Neste fim de semana a frase dizia “Melhor que o verão é Lula na prisão”, mas o avião também já rebocou a faixa “Lula cachaceiro, devolve o meu dinheiro”.

Os voos de aeropublicidade são legais e a fiscalização cabe à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Há um processo judicial em andamento em Navegantes, onde os voos são autorizados, no qual os advogados do ex-presidente Lula pediram e não obtiveram liminar para impedir que o empresário continue com a ‘campanha’.

Lula alega danos morais, mas a justiça entendeu que proibir os voos seria censura prévia o que é proibido no país.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Credito: Frame Photo/Folhapress
Avião sobrevoa a praia de Balneário Camboriú com mensagem política
Avião sobrevoa a praia de Balneário Camboriú com mensagem política

Avião com faixa contra Lula tem autorização para voar, mas há limite de altura

Avião sobrevoa a praia de Balneário Camboriú com mensagem política

Publicidade

Segunda, 6/1/2020 17:33.

Um leitor procurou o Página 3 nesta segunda-feira (6) para comentar que os aviões com frases contra o ex-presidente Lula que sobrevoam as praias da região, patrocinados pelo empresário Luciano Hang, da Havan, estão desrespeitando a lei.

O leitor, que preferiu não se identificar, disse que a situação o incomoda, mas que não quer prejudicar ninguém.

“Esses aviões puxando faixas na cidade estão todos irregulares. A altitude que eles estão sobrevoando é muito baixa, é proibida. O mínimo que eles podem sobrevoar é 300m, que seria mil pés, e os caras têm dias que passam a 50m de altitude. Se dá uma pane na aeronave eles vão fazer um estrago. Não daria tempo de tentar resolver o problema. Eles também invadem o espaço aéreo restrito do Morro do Careca, que tem 100m, e tem dia que eles passam bem abaixo disso. Eles estão cometendo abusos, é bem complicado esse negócio”, explicou.

Neste fim de semana a frase dizia “Melhor que o verão é Lula na prisão”, mas o avião também já rebocou a faixa “Lula cachaceiro, devolve o meu dinheiro”.

Os voos de aeropublicidade são legais e a fiscalização cabe à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Há um processo judicial em andamento em Navegantes, onde os voos são autorizados, no qual os advogados do ex-presidente Lula pediram e não obtiveram liminar para impedir que o empresário continue com a ‘campanha’.

Lula alega danos morais, mas a justiça entendeu que proibir os voos seria censura prévia o que é proibido no país.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade