Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Com 25 mortes na Amfri em 7 dias, empresários de Balneário Camboriú fazem pressão contra restrições

Sexta, 10/7/2020 14:10.
Sesi

Publicidade

Os 11 municípios da região da Amfri acumularam nos últimos 7 dias 25 mortes de pacientes com covid-19 o que levou a boatos de medidas mais rígidas e a uma carta aberta firmada por representantes de 7 entidades contra “retrocedermos nas ações restritivas”.

Na carta divulgada nesta sexta-feira essas entidades, a exemplo do que ocorre em outras cidades do país, fazem pressão para constranger prefeito e Ministério Público contra iniciativas restritivas, mesmo que elas venham a ser necessárias.

A carta aberta fala em notícias falsas, mas não indica quem as está publicando, o que parece uma leviandade dos signatários num país que neste exato momento discute a necessidade de medidas legais mais rigorosas contra “fake news”.

O texto da carta está reproduzido logo abaixo do quadro que ontem à noite mostrava Balneário Camboriú liderando os casos de covid-19 entre os 11 municípios da Amfri.

Carta aberta

As entidades representativas de Balneário Camboriú relacionadas abaixo vêm a público manifestar que têm acompanhado de perto as ações do Poder Público Municipal para o combate à pandemia do coronavírus.

Em tempos de informações contraditórias e notícias falsas, entendemos ser necessário relatar que desde março deste ano, participamos de inúmeras reuniões com os agentes públicos locais e verificamos os esforços em encontrar caminhos que garantissem o achatamento da curva de contágio, o atendimento de 100% dos doentes que buscam a Rede Pública Municipal e a necessidade de movimentação econômica local, que também impacta diretamente na qualidade de vida das pessoas.

Entre outras ações tomadas pela Prefeitura de Balneário Camboriú, destacamos a abertura de um Centro Municipal exclusivo para atendimento ao COVID-19, com 20 leitos iniciais e agora 26 leitos de UTI, a ampliação da testagem com a instalação de um laboratório específico para este fim e a emissão de decretos municipais que regulam as atividades econômicas com rígidos protocolos de segurança.

Nós, representantes de entidades, também cumprimos nosso papel de cobrança aos órgãos públicos insistindo com a Prefeitura na ampliação da fiscalização e reportando ao Governo do Estado nossa insatisfação com a falta de apoio estadual à Saúde da região da
AMFRI.

Neste momento, em que a doença tem se mostrado mais presente na nossa cidade, conclamamos a população para que colabore neste processo de controle. Usar máscaras, manter o distanciamento social, ficar em casa sempre que puder, são ações simples e que dependem apenas de nós.

É fundamental que avancemos no combate à doença sem a necessidade de retrocedermos nas ações restritivas. Precisamos olhar para a frente, garantindo o equilíbrio entre a Saúde e a manutenção das atividades econômicas. Agora, mais do que nunca, temos que pensar no coletivo e agir como cidadãos conscientes.

A Prefeitura tem feito a parte dela e nossas entidades seguirão trabalhando para que possamos encontrar caminhos de convergência, que não prejudiquem nenhum dos setores da sociedade, mas que garantam que possamos sair deste momento mais rápido e mais fortes do que nunca.

Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú - ACIBALC
Câmara de Dirigentes lojistas de Balneário Camboriú - CDL-BC
Balneário Camboriú Convention &Visitors Bureau
Conselho Municipal de Turismo de Balneário Camboriú - COMTUR
Associação de Bares e Restaurantes de Balneário Camboriú - ABRES
Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Balneário Camboriú - SINDISOL
Observatório Social de Balneário Camboriú - OSBC


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Sesi

Com 25 mortes na Amfri em 7 dias, empresários de Balneário Camboriú fazem pressão contra restrições

Publicidade

Sexta, 10/7/2020 14:10.

Os 11 municípios da região da Amfri acumularam nos últimos 7 dias 25 mortes de pacientes com covid-19 o que levou a boatos de medidas mais rígidas e a uma carta aberta firmada por representantes de 7 entidades contra “retrocedermos nas ações restritivas”.

Na carta divulgada nesta sexta-feira essas entidades, a exemplo do que ocorre em outras cidades do país, fazem pressão para constranger prefeito e Ministério Público contra iniciativas restritivas, mesmo que elas venham a ser necessárias.

A carta aberta fala em notícias falsas, mas não indica quem as está publicando, o que parece uma leviandade dos signatários num país que neste exato momento discute a necessidade de medidas legais mais rigorosas contra “fake news”.

O texto da carta está reproduzido logo abaixo do quadro que ontem à noite mostrava Balneário Camboriú liderando os casos de covid-19 entre os 11 municípios da Amfri.

Carta aberta

As entidades representativas de Balneário Camboriú relacionadas abaixo vêm a público manifestar que têm acompanhado de perto as ações do Poder Público Municipal para o combate à pandemia do coronavírus.

Em tempos de informações contraditórias e notícias falsas, entendemos ser necessário relatar que desde março deste ano, participamos de inúmeras reuniões com os agentes públicos locais e verificamos os esforços em encontrar caminhos que garantissem o achatamento da curva de contágio, o atendimento de 100% dos doentes que buscam a Rede Pública Municipal e a necessidade de movimentação econômica local, que também impacta diretamente na qualidade de vida das pessoas.

Entre outras ações tomadas pela Prefeitura de Balneário Camboriú, destacamos a abertura de um Centro Municipal exclusivo para atendimento ao COVID-19, com 20 leitos iniciais e agora 26 leitos de UTI, a ampliação da testagem com a instalação de um laboratório específico para este fim e a emissão de decretos municipais que regulam as atividades econômicas com rígidos protocolos de segurança.

Nós, representantes de entidades, também cumprimos nosso papel de cobrança aos órgãos públicos insistindo com a Prefeitura na ampliação da fiscalização e reportando ao Governo do Estado nossa insatisfação com a falta de apoio estadual à Saúde da região da
AMFRI.

Neste momento, em que a doença tem se mostrado mais presente na nossa cidade, conclamamos a população para que colabore neste processo de controle. Usar máscaras, manter o distanciamento social, ficar em casa sempre que puder, são ações simples e que dependem apenas de nós.

É fundamental que avancemos no combate à doença sem a necessidade de retrocedermos nas ações restritivas. Precisamos olhar para a frente, garantindo o equilíbrio entre a Saúde e a manutenção das atividades econômicas. Agora, mais do que nunca, temos que pensar no coletivo e agir como cidadãos conscientes.

A Prefeitura tem feito a parte dela e nossas entidades seguirão trabalhando para que possamos encontrar caminhos de convergência, que não prejudiquem nenhum dos setores da sociedade, mas que garantam que possamos sair deste momento mais rápido e mais fortes do que nunca.

Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú - ACIBALC
Câmara de Dirigentes lojistas de Balneário Camboriú - CDL-BC
Balneário Camboriú Convention &Visitors Bureau
Conselho Municipal de Turismo de Balneário Camboriú - COMTUR
Associação de Bares e Restaurantes de Balneário Camboriú - ABRES
Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Balneário Camboriú - SINDISOL
Observatório Social de Balneário Camboriú - OSBC


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade