Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Forças da Segurança de Balneário Camboriú se reuniram e planejam ações conjuntas

Sexta, 31/7/2020 15:24.
Divulgação/PM
O secretário Castanheira, o comandante Nunes e o delegado Osório

Publicidade

As forças da Segurança de Balneário Camboriú – Polícias Militar e Civil e a Secretaria de Segurança estiveram reunidas na noite de quinta-feira (30) e reiteraram que as ações em conjunto continuam. Recentemente, houve troca no Comando do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Balneário Camboriú, que agora é liderado pelo Tenente-Coronel PM Daniel Nunes da Silva. O Página 3 conversou com ele, com o secretário de Segurança Antônio Gabriel Castanheira Junior e com o delegado regional de Balneário Camboriú, Fábio Moreira Osório, que falaram sobre as futuras operações em parceria.

O encontro teve como objetivo aproximar as forças da comunidade, representada pelos Conselhos Comunitários de Segurança (CONSEGs) e discutir as ações em conjunto.

Secretaria Municipal de Segurança

O secretário de Segurança, Antônio Gabriel Castanheira Junior, conta que já havia tido contato com o novo comandante da PM, Daniel Nunes, na última semana, em um jantar organizado pelo ex-comandante da 3ª Região de Polícia Militar (RPM) de Balneário, Cláudio Roberto Koglin, que até maio também ocupava o cargo de sub-comandante da PMSC. “Participamos eu, o Coronel Jofrey (atual comandante da 3ª RPM), dr. Fábio e o Comandante Daniel, já havia sido um contato excelente, e esta reunião de quinta-feira também foi muito positiva. Discutimos as ações que as três forças podem fazer juntas. As expectativas são as melhores, a integração continua, vamos tentar fazer as coisas mais organizadas e não tão individuais, vejo que será ainda melhor”, diz.

Castanheira salienta que a Guarda Municipal e a Polícia Militar farão barreiras itinerantes pela cidade, dividindo as áreas e ocupando o maior número possível de lugares.

“Vamos nos movimentando, assim não iremos sobrepor os serviços. Há algumas outras ações sendo organizadas também, mas que não podemos falar para conseguirmos surpreender a bandidagem”, acrescenta.

O secretário comenta que a situação entre as forças está ‘muito boa’, assim como o clima, que está ‘leve’, muito diferente do que já foi.

“As expectativas dos CONSEGs também são as melhores possíveis. Eles nos repassaram muitas demandas. Com os supervisores em cada bairro que a GM está mantendo também estamos tendo contato direto com os moradores, sabendo exatamente a necessidade deles. Há muita coisa pra fazer, estamos preocupados com o bem de Balneário Camboriú e queremos resolver os problemas de segurança que temos”, afirma.

Reunião aconteceu no Batalhão da PM

Polícia Militar

O Comandante da Polícia Militar, Tenente-Coronel PM Daniel Nunes da Silva, disse que a reunião foi ‘espetacular’, e que vê que as forças da segurança da cidade querem ‘falar sempre a mesma língua’ e considerando isso estão definindo estratégias e pretendem atuar juntos sempre que possível.

“Traçamos alguns objetivos, vamos fazer uma reunião com a cúpula da segurança de Balneário com o foco em otimizar recursos humanos e materiais. Vamos dividir momentos com a Guarda Municipal também, ações que serão delineadas ao longo dos meses”, destaca.

Nunes disse com exclusividade ao Página 3 que em breve acontecerá uma ‘operação de presença’ envolvendo mais de 50 policiais militares e 50 guardas municipais.

“Vamos sempre estar compartilhando informações, com a Polícia Civil também, para assim conseguirmos mapear e identificar quem está receptando produtos furtados na cidade, principalmente bicicletas, que é o indicador da criminalidade de maior relevância em Balneário. Queremos reduzir até ter controle”, pontua.

Sobre a reunião, o Comandante a avalia como ‘muito produtiva e agradável’, acrescentando que possui ‘ótimas expectativas’.

“Não existe a possibilidade de não atuarmos em sinergia única, é sempre o caminho a ser seguido. Essa sempre foi a pretensão de todos os comandos, é a visão da Polícia Militar – trabalhar em conjunto com as outras forças”, completa.

Polícia Civil

O delegado regional, Fábio Moreira Osório, também se mostrou animado com a continuidade da integração das forças de segurança, avaliando que a reunião de quinta-feira foi ‘sensacional’.

“A Polícia Civil vê com muitos bons olhos. Esteve presente também a sociedade civil organizada, que é muito ativa e parceira. Com certeza esse processo de integração continua, solidificando-se. Vejo que, sem dúvidas, a Polícia Militar e a Guarda Municipal estão muito bem representadas, com o Comandante Daniel e o secretário Castanheira”, diz.

Diferente da PM e da Guarda Municipal, que atuam nas ruas, a função da Polícia Civil é mais investigativa e demanda certo sigilo, mas o delegado afirma que pretendem fazer em breve operações de combate ao tráfico de drogas em Balneário e região.

“Planejamos fazer operações em conjunto, sim, visando reprimir os crimes em Balneário Camboriú. Essa integração e, consequentemente, um maior fluxo de troca de informações, facilita muito para a Polícia Civil”, comenta.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação/PM
O secretário Castanheira, o comandante Nunes e o delegado Osório
O secretário Castanheira, o comandante Nunes e o delegado Osório

Forças da Segurança de Balneário Camboriú se reuniram e planejam ações conjuntas

Publicidade

Sexta, 31/7/2020 15:24.

As forças da Segurança de Balneário Camboriú – Polícias Militar e Civil e a Secretaria de Segurança estiveram reunidas na noite de quinta-feira (30) e reiteraram que as ações em conjunto continuam. Recentemente, houve troca no Comando do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Balneário Camboriú, que agora é liderado pelo Tenente-Coronel PM Daniel Nunes da Silva. O Página 3 conversou com ele, com o secretário de Segurança Antônio Gabriel Castanheira Junior e com o delegado regional de Balneário Camboriú, Fábio Moreira Osório, que falaram sobre as futuras operações em parceria.

O encontro teve como objetivo aproximar as forças da comunidade, representada pelos Conselhos Comunitários de Segurança (CONSEGs) e discutir as ações em conjunto.

Secretaria Municipal de Segurança

O secretário de Segurança, Antônio Gabriel Castanheira Junior, conta que já havia tido contato com o novo comandante da PM, Daniel Nunes, na última semana, em um jantar organizado pelo ex-comandante da 3ª Região de Polícia Militar (RPM) de Balneário, Cláudio Roberto Koglin, que até maio também ocupava o cargo de sub-comandante da PMSC. “Participamos eu, o Coronel Jofrey (atual comandante da 3ª RPM), dr. Fábio e o Comandante Daniel, já havia sido um contato excelente, e esta reunião de quinta-feira também foi muito positiva. Discutimos as ações que as três forças podem fazer juntas. As expectativas são as melhores, a integração continua, vamos tentar fazer as coisas mais organizadas e não tão individuais, vejo que será ainda melhor”, diz.

Castanheira salienta que a Guarda Municipal e a Polícia Militar farão barreiras itinerantes pela cidade, dividindo as áreas e ocupando o maior número possível de lugares.

“Vamos nos movimentando, assim não iremos sobrepor os serviços. Há algumas outras ações sendo organizadas também, mas que não podemos falar para conseguirmos surpreender a bandidagem”, acrescenta.

O secretário comenta que a situação entre as forças está ‘muito boa’, assim como o clima, que está ‘leve’, muito diferente do que já foi.

“As expectativas dos CONSEGs também são as melhores possíveis. Eles nos repassaram muitas demandas. Com os supervisores em cada bairro que a GM está mantendo também estamos tendo contato direto com os moradores, sabendo exatamente a necessidade deles. Há muita coisa pra fazer, estamos preocupados com o bem de Balneário Camboriú e queremos resolver os problemas de segurança que temos”, afirma.

Reunião aconteceu no Batalhão da PM

Polícia Militar

O Comandante da Polícia Militar, Tenente-Coronel PM Daniel Nunes da Silva, disse que a reunião foi ‘espetacular’, e que vê que as forças da segurança da cidade querem ‘falar sempre a mesma língua’ e considerando isso estão definindo estratégias e pretendem atuar juntos sempre que possível.

“Traçamos alguns objetivos, vamos fazer uma reunião com a cúpula da segurança de Balneário com o foco em otimizar recursos humanos e materiais. Vamos dividir momentos com a Guarda Municipal também, ações que serão delineadas ao longo dos meses”, destaca.

Nunes disse com exclusividade ao Página 3 que em breve acontecerá uma ‘operação de presença’ envolvendo mais de 50 policiais militares e 50 guardas municipais.

“Vamos sempre estar compartilhando informações, com a Polícia Civil também, para assim conseguirmos mapear e identificar quem está receptando produtos furtados na cidade, principalmente bicicletas, que é o indicador da criminalidade de maior relevância em Balneário. Queremos reduzir até ter controle”, pontua.

Sobre a reunião, o Comandante a avalia como ‘muito produtiva e agradável’, acrescentando que possui ‘ótimas expectativas’.

“Não existe a possibilidade de não atuarmos em sinergia única, é sempre o caminho a ser seguido. Essa sempre foi a pretensão de todos os comandos, é a visão da Polícia Militar – trabalhar em conjunto com as outras forças”, completa.

Polícia Civil

O delegado regional, Fábio Moreira Osório, também se mostrou animado com a continuidade da integração das forças de segurança, avaliando que a reunião de quinta-feira foi ‘sensacional’.

“A Polícia Civil vê com muitos bons olhos. Esteve presente também a sociedade civil organizada, que é muito ativa e parceira. Com certeza esse processo de integração continua, solidificando-se. Vejo que, sem dúvidas, a Polícia Militar e a Guarda Municipal estão muito bem representadas, com o Comandante Daniel e o secretário Castanheira”, diz.

Diferente da PM e da Guarda Municipal, que atuam nas ruas, a função da Polícia Civil é mais investigativa e demanda certo sigilo, mas o delegado afirma que pretendem fazer em breve operações de combate ao tráfico de drogas em Balneário e região.

“Planejamos fazer operações em conjunto, sim, visando reprimir os crimes em Balneário Camboriú. Essa integração e, consequentemente, um maior fluxo de troca de informações, facilita muito para a Polícia Civil”, comenta.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade