Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Professora de Itapema faz petição por pontos de wi-fi para aulas online

Sexta, 26/6/2020 13:44.
Reprodução

Publicidade

A professora de Itapema, Simone A. da Silva, criou um abaixo-assinado pedindo que a prefeitura disponibilize pontos de internet gratuita para a comunidade menos favorecida do município, focada nos alunos que estão tendo aula online e não possuem acesso à internet em casa. A questão é discutida desde o começo das aulas à distância. As escolas distribuem apostilas impressas para os estudantes que não possuem internet e/ou computador.

"Aula online sem internet?" é o título da petição que já coletou 85 assinaturas - a meta é atingir pelo menos 100. O foco é chamar a atenção da prefeita de Itapema, Nilza Simas. A professora Simone explica que com a petição busca auxiliar na aprendizagem dos alunos, para que todos tenham acesso ao conhecimento em tempos de pandemia.

As aulas online acontecem desde o início da quarentena em prevenção ao Coronavírus e foram alvo de questionamentos da comunidade exatamente por nem todos os estudantes terem acesso à internet ou até mesmo a um computador.

Atualmente, as escolas disponibilizam para esses alunos apostilas impressas, que são retiradas nos colégios no início de cada semana - isso se aplica tanto aos colégios municipais como estaduais. Porém, em Balneário Camboriú, por exemplo, a Secretaria de Educação já cogita avaliar os estudantes no retorno das atividades presenciais para disponibilizar reforço de conteúdo no contraturno para aqueles que precisarem, já que é sabido que mesmo seguindo com o conteúdo de forma remota nem todas as crianças e adolescentes estão tendo o mesmo rendimento.

Para assinar a petição da professora Simone e apoiar a causa, clique aqui.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Reprodução

Professora de Itapema faz petição por pontos de wi-fi para aulas online

Publicidade

Sexta, 26/6/2020 13:44.

A professora de Itapema, Simone A. da Silva, criou um abaixo-assinado pedindo que a prefeitura disponibilize pontos de internet gratuita para a comunidade menos favorecida do município, focada nos alunos que estão tendo aula online e não possuem acesso à internet em casa. A questão é discutida desde o começo das aulas à distância. As escolas distribuem apostilas impressas para os estudantes que não possuem internet e/ou computador.

"Aula online sem internet?" é o título da petição que já coletou 85 assinaturas - a meta é atingir pelo menos 100. O foco é chamar a atenção da prefeita de Itapema, Nilza Simas. A professora Simone explica que com a petição busca auxiliar na aprendizagem dos alunos, para que todos tenham acesso ao conhecimento em tempos de pandemia.

As aulas online acontecem desde o início da quarentena em prevenção ao Coronavírus e foram alvo de questionamentos da comunidade exatamente por nem todos os estudantes terem acesso à internet ou até mesmo a um computador.

Atualmente, as escolas disponibilizam para esses alunos apostilas impressas, que são retiradas nos colégios no início de cada semana - isso se aplica tanto aos colégios municipais como estaduais. Porém, em Balneário Camboriú, por exemplo, a Secretaria de Educação já cogita avaliar os estudantes no retorno das atividades presenciais para disponibilizar reforço de conteúdo no contraturno para aqueles que precisarem, já que é sabido que mesmo seguindo com o conteúdo de forma remota nem todas as crianças e adolescentes estão tendo o mesmo rendimento.

Para assinar a petição da professora Simone e apoiar a causa, clique aqui.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade