Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Pescadores pegaram cerca de 800 tainhas em Balneário Camboriú, mas dizem que vai melhorar

A pesca da tainha começou oficialmente na última sexta-feira (1º) e segue até o fim de julho em Balneário Camboriú.

Sexta, 8/5/2020 16:48.
Divulgação

Publicidade

Entre esta quinta e sexta-feira (7 e 8) os pescadores da cidade pegaram cerca de 800 tainhas, o número é positivo considerando o início da pesca. A expectativa é que a safra seja boa, influenciada, segundo os pescadores, por 2020 ser um ano bissexto. Balneário conta com ranchos de pesca em todas as suas praias, inclusive na central, onde a prefeitura cedeu a estrutura de tendas e também colocará pontos de energia para os pescadores utilizarem fogões elétricos, já que costumam ficar 24h esperando pelo peixe.

O pescador Levi Elias Vicente, que durante anos presidiu a Colônia de Pescadores de Balneário Camboriú e possui um rancho de pesca na Praia de Laranjeiras, conta que na manhã desta sexta pegaram 234 peixes no local.

“A expectativa está muito boa, já estão chegando alguns cardumes. Pegaram mais 210 nesta sexta no Estaleirinho, 90 em Taquarinhas e 341 quinta-feira no Estaleirinho também. Deve vir ainda mais peixe, o auge da pesca costuma ser mais para o final de junho, que é quando os cardumes chegam e ficam perto dos costões”, explica.

Levi aproveita para desejar muito sucesso para todos os pescadores da região e de Santa Catarina.

“Que todos possam ter uma boa safra”, diz.

O pescador Ronan Vignolli Pinheiro acrescenta que os cardumes ainda não são tão expressivos, exemplificando que em 2019 somente de uma vez houve uma pesca de 12 mil peixes no Estaleiro.

“Em Bombinhas e Florianópolis já estão chegando peixes, e consideramos o que vem de lá. Está começando a pesca ainda, mas as tainhas já estão aparecendo, a promessa é que vai ser um ano bom. Entre 10 e 20 dias deve aumentar ainda mais”, comenta.

Fiscalização

A pesca da tainha também costuma atrair pescadores ilegais, que atuam principalmente perto dos costões. Ronan afirma que estão sempre de olho, e se veem barcos próximos dos costões denunciam para a prefeitura, mas que até o momento não houve nenhuma ocorrência de pesca ilegal.

A secretária do Meio Ambiente, Maria Heloísa Furtado Lenzi, confirma que as equipes de fiscalização estão atuando diariamente, mas que por enquanto está tudo sob controle.

“As denúncias podem ser feitas ao 153. A nossa fiscalização está sendo por terra, mas na próxima semana a lancha estará disponível e também vamos atuar no mar”, pontua.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

Pescadores pegaram cerca de 800 tainhas em Balneário Camboriú, mas dizem que vai melhorar

A pesca da tainha começou oficialmente na última sexta-feira (1º) e segue até o fim de julho em Balneário Camboriú.

Publicidade

Sexta, 8/5/2020 16:48.

Entre esta quinta e sexta-feira (7 e 8) os pescadores da cidade pegaram cerca de 800 tainhas, o número é positivo considerando o início da pesca. A expectativa é que a safra seja boa, influenciada, segundo os pescadores, por 2020 ser um ano bissexto. Balneário conta com ranchos de pesca em todas as suas praias, inclusive na central, onde a prefeitura cedeu a estrutura de tendas e também colocará pontos de energia para os pescadores utilizarem fogões elétricos, já que costumam ficar 24h esperando pelo peixe.

O pescador Levi Elias Vicente, que durante anos presidiu a Colônia de Pescadores de Balneário Camboriú e possui um rancho de pesca na Praia de Laranjeiras, conta que na manhã desta sexta pegaram 234 peixes no local.

“A expectativa está muito boa, já estão chegando alguns cardumes. Pegaram mais 210 nesta sexta no Estaleirinho, 90 em Taquarinhas e 341 quinta-feira no Estaleirinho também. Deve vir ainda mais peixe, o auge da pesca costuma ser mais para o final de junho, que é quando os cardumes chegam e ficam perto dos costões”, explica.

Levi aproveita para desejar muito sucesso para todos os pescadores da região e de Santa Catarina.

“Que todos possam ter uma boa safra”, diz.

O pescador Ronan Vignolli Pinheiro acrescenta que os cardumes ainda não são tão expressivos, exemplificando que em 2019 somente de uma vez houve uma pesca de 12 mil peixes no Estaleiro.

“Em Bombinhas e Florianópolis já estão chegando peixes, e consideramos o que vem de lá. Está começando a pesca ainda, mas as tainhas já estão aparecendo, a promessa é que vai ser um ano bom. Entre 10 e 20 dias deve aumentar ainda mais”, comenta.

Fiscalização

A pesca da tainha também costuma atrair pescadores ilegais, que atuam principalmente perto dos costões. Ronan afirma que estão sempre de olho, e se veem barcos próximos dos costões denunciam para a prefeitura, mas que até o momento não houve nenhuma ocorrência de pesca ilegal.

A secretária do Meio Ambiente, Maria Heloísa Furtado Lenzi, confirma que as equipes de fiscalização estão atuando diariamente, mas que por enquanto está tudo sob controle.

“As denúncias podem ser feitas ao 153. A nossa fiscalização está sendo por terra, mas na próxima semana a lancha estará disponível e também vamos atuar no mar”, pontua.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade