Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
CVV aponta: um suicídio a cada 40 segundos no mundo

Terça, 1/9/2020 17:12.
Divulgação/PMBC

Publicidade

Balneário Camboriú também conta com um posto do Centro de Valorização da Vida (CVV), que atua no Brasil há 61 anos – na cidade a ONG acaba de completar cinco anos, comemorados na segunda-feira (31).

O Página 3 conversou com o voluntário e porta-voz do CVV de Balneário, André Luiz Santos. Ele salienta que o número de suicídios infelizmente não está diminuindo, citando que a cada 40 segundos alguém tira a própria vida no mundo.

“Consideramos que o suicídio é uma epidemia, com cerca de um milhão de casos por ano. No Brasil acontece um entre 32 e 45 minutos. O número de tentativas é ainda maior: uma a cada quatro segundos no mundo. É uma crise de saúde pública muito grave. Precisamos debatê-la e lembrar o peso que tem a saúde mental, adotando uma postura de comunicação. É preciso gerar uma confiança para que na hora que alguém precise, consiga pedir ajuda”, explica.

André diz que Balneário possui uma boa rede de apoio, citando a presença do CVV e também do programa Abraço à Vida, mas lembra que a cidade sempre teve números altos de suicídios.

“A comunidade sabe que Balneário tem uma rede de acolhimento, mas é preciso falar e lembrar disso constantemente. A redução de índices é complexa, ainda não sabemos se a pandemia afetou. Só teremos um número no final do ano. Mas por experiência, sabemos que 2021 tende a ser um ano complexo, refletindo em muitas pessoas a carga emocional que a pandemia trouxe”, analisa.

Presença em Balneário

Hoje, o CVV-BC conta com 30 voluntários, mas apenas 15 estão em plantão (atuando das 15h às 19h), já que os outros 15 precisaram se afastar por conta da pandemia de Covid-19. O CVV atende através de chat online (www.cvv.org.br), por ligação (188) ou diretamente com os voluntários de Balneário por e-mail ([email protected]). Se você liga para a Central pode ser atendido por um voluntário de qualquer lugar do Brasil. Segundo André, o CVV recebe mensalmente cerca nove mil contatos/mês. Somente a Central de Balneário atende diariamente cerca de 40 a 80 pessoas, totalizando pelo menos 800 atendimentos/mês.

Quem quiser conhecer e trabalhar no CVV pode acessar o site da instituição (www.cvv.org.br), que inclusive está realizando capacitações à distância por conta da pandemia.

Setembro Amarelo do CVV será digital

O voluntário conta que por recomendação da diretoria nacional do CVV, a programação do Setembro Amarelo da entidade em Balneário Camboriú será inteiramente digital, com a realização de lives através do Instagram (@cvvbalneariocamboriu), sempre das 19h30 às 20h30. Confira:

- 1º de setembro, abertura do Setembro Amarelo: live musical, reflexão e apresentação do CVV com André Luiz, Diego Fernandes e convidados.

- 08 de setembro, entrevista com Eduardo Carvalho sobre ansiedade, desafios atuais e o autoconhecimento como proposta.

- 15 de setembro, Setembro Amarelo – live musical, com reflexões sobre a campanha e a valorização da vida, com André Luiz, Diego Fernandes e Rafa Salvador.

- 22 de setembro, entrevista com Anita Bacellar sobre a valorização da vida e a resiliência emocional.

- 29 de setembro, encerramento: entrevista com o coordenador nacional de expansão do CVV, João Régis da Silva sobre a entidade, sua história e expansão nacional do CVV.

André aproveita para lembrar que a prevenção do suicídio e valorização da vida deve ser debatida diariamente, mas que o Setembro Amarelo serve exatamente para concentrar informações e realizar debates.

“É uma campanha que nos ajuda demais. Esperamos criar uma cultura de prevenção ao suicídio, divulgando a rede de apoio”, completa.


Leia também:


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/PMBC

CVV aponta: um suicídio a cada 40 segundos no mundo

Publicidade

Terça, 1/9/2020 17:12.

Balneário Camboriú também conta com um posto do Centro de Valorização da Vida (CVV), que atua no Brasil há 61 anos – na cidade a ONG acaba de completar cinco anos, comemorados na segunda-feira (31).

O Página 3 conversou com o voluntário e porta-voz do CVV de Balneário, André Luiz Santos. Ele salienta que o número de suicídios infelizmente não está diminuindo, citando que a cada 40 segundos alguém tira a própria vida no mundo.

“Consideramos que o suicídio é uma epidemia, com cerca de um milhão de casos por ano. No Brasil acontece um entre 32 e 45 minutos. O número de tentativas é ainda maior: uma a cada quatro segundos no mundo. É uma crise de saúde pública muito grave. Precisamos debatê-la e lembrar o peso que tem a saúde mental, adotando uma postura de comunicação. É preciso gerar uma confiança para que na hora que alguém precise, consiga pedir ajuda”, explica.

André diz que Balneário possui uma boa rede de apoio, citando a presença do CVV e também do programa Abraço à Vida, mas lembra que a cidade sempre teve números altos de suicídios.

“A comunidade sabe que Balneário tem uma rede de acolhimento, mas é preciso falar e lembrar disso constantemente. A redução de índices é complexa, ainda não sabemos se a pandemia afetou. Só teremos um número no final do ano. Mas por experiência, sabemos que 2021 tende a ser um ano complexo, refletindo em muitas pessoas a carga emocional que a pandemia trouxe”, analisa.

Presença em Balneário

Hoje, o CVV-BC conta com 30 voluntários, mas apenas 15 estão em plantão (atuando das 15h às 19h), já que os outros 15 precisaram se afastar por conta da pandemia de Covid-19. O CVV atende através de chat online (www.cvv.org.br), por ligação (188) ou diretamente com os voluntários de Balneário por e-mail ([email protected]). Se você liga para a Central pode ser atendido por um voluntário de qualquer lugar do Brasil. Segundo André, o CVV recebe mensalmente cerca nove mil contatos/mês. Somente a Central de Balneário atende diariamente cerca de 40 a 80 pessoas, totalizando pelo menos 800 atendimentos/mês.

Quem quiser conhecer e trabalhar no CVV pode acessar o site da instituição (www.cvv.org.br), que inclusive está realizando capacitações à distância por conta da pandemia.

Setembro Amarelo do CVV será digital

O voluntário conta que por recomendação da diretoria nacional do CVV, a programação do Setembro Amarelo da entidade em Balneário Camboriú será inteiramente digital, com a realização de lives através do Instagram (@cvvbalneariocamboriu), sempre das 19h30 às 20h30. Confira:

- 1º de setembro, abertura do Setembro Amarelo: live musical, reflexão e apresentação do CVV com André Luiz, Diego Fernandes e convidados.

- 08 de setembro, entrevista com Eduardo Carvalho sobre ansiedade, desafios atuais e o autoconhecimento como proposta.

- 15 de setembro, Setembro Amarelo – live musical, com reflexões sobre a campanha e a valorização da vida, com André Luiz, Diego Fernandes e Rafa Salvador.

- 22 de setembro, entrevista com Anita Bacellar sobre a valorização da vida e a resiliência emocional.

- 29 de setembro, encerramento: entrevista com o coordenador nacional de expansão do CVV, João Régis da Silva sobre a entidade, sua história e expansão nacional do CVV.

André aproveita para lembrar que a prevenção do suicídio e valorização da vida deve ser debatida diariamente, mas que o Setembro Amarelo serve exatamente para concentrar informações e realizar debates.

“É uma campanha que nos ajuda demais. Esperamos criar uma cultura de prevenção ao suicídio, divulgando a rede de apoio”, completa.


Leia também:


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade