Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Geral
Filme ‘Copi’ do cineasta André Gevaerd, de Balneário Camboriú, estreou nesta sexta

O curta é uma adaptação do livro ‘As Fantasias Eletivas’

Sexta, 25/9/2020 12:41.
Divulgação

Publicidade

O filme escrito e dirigido pelo cineasta André Gevaerd, gravado em Balneário Camboriú, estrou nesta sexta-feira (25) e segue em cartaz até amanhã (26), às 16h59, no Florianópolis Audiovisual Mercosul.

A história de Renê, recepcionista de hotel no período noturno e de Copi, uma artista amadora, argentina, que ganha a vida na noite de Balneário Camboriú como travesti, é estrelado pelo ator catarinense de cinema e teatro, Renato Turnes, Mariana Genesio Peña, atriz trans argentina e Nestor Guzini, uruguaio vencedor do Kikito.

“Por isto o filme tem a particularidade de apresentar diálogos em português e espanhol, com olhar no estreitamento dos laços afetivos e comunicativos entre latinos”, disse o cineasta.

A adaptação do romance ‘As Fantasias Eletivas’, de Carlos Henrique Schroeder, bibliografia obrigatória para ingresso nas principais universidades do sul do Brasil, intitula-se ‘Copi’ e retrata na linguagem cinematográfica o universo narrativo da obra literária de maneira fiel e com um olhar sensível e humanizado para enaltecer as particularidades da história que trata de temas como solidão, amizade, preconceito e perda afetiva, e para isso traz em sua narrativa a relação que se estabelece entre um homem comum brasileiro e uma artista travesti argentina.

A cooperação cultural e artística entre Brasil e Argentina reforça a cultura latina enraizada na cultura sul-americana, mas com olhar em sentimentos universais com capacidade de comunicar-se com pessoas de qualquer nacionalidade.

Terceiro curta do cineasta

‘Copi’ é o terceiro curta-metragem do cineasta André Gevaerd como diretor. Ele é fundador da Cineramabc Filmes, produtora de conteúdo audiovisual sediada em Balneário Camboriú há mais de 12 anos. Além disso, é empreendedor cultural e está à frente da Arthousebc, casa artístico-cultural inovadora que apresenta programação completa que integra variadas áreas artísticas (Cinema, Música, Artes Cênicas, Dança, Literatura, Fotografia, Artes Visuais, etc).

Cineramabc Filmes

A produção do curta-metragem é assinada pela Cineramabc Filmes com o patrocínio da Lei Municipal de Incentivo e Fomento à Cultura (LIC-BC/FCBC), através da Fundação Cultural e da prefeitura de Balneário Camboriú com apoio dos Hotéis Camboriú Plaza e Blumenau.

Confira o trailer do curta, que têm exibição exclusiva na Mostra Competitiva de Curtas Mercosul do 24º Festival de Cinema Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM 2020).

Trailer:

Assista o filme no FAM: (clique aqui)


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação

Filme ‘Copi’ do cineasta André Gevaerd, de Balneário Camboriú, estreou nesta sexta

O curta é uma adaptação do livro ‘As Fantasias Eletivas’

Publicidade

Sexta, 25/9/2020 12:41.

O filme escrito e dirigido pelo cineasta André Gevaerd, gravado em Balneário Camboriú, estrou nesta sexta-feira (25) e segue em cartaz até amanhã (26), às 16h59, no Florianópolis Audiovisual Mercosul.

A história de Renê, recepcionista de hotel no período noturno e de Copi, uma artista amadora, argentina, que ganha a vida na noite de Balneário Camboriú como travesti, é estrelado pelo ator catarinense de cinema e teatro, Renato Turnes, Mariana Genesio Peña, atriz trans argentina e Nestor Guzini, uruguaio vencedor do Kikito.

“Por isto o filme tem a particularidade de apresentar diálogos em português e espanhol, com olhar no estreitamento dos laços afetivos e comunicativos entre latinos”, disse o cineasta.

A adaptação do romance ‘As Fantasias Eletivas’, de Carlos Henrique Schroeder, bibliografia obrigatória para ingresso nas principais universidades do sul do Brasil, intitula-se ‘Copi’ e retrata na linguagem cinematográfica o universo narrativo da obra literária de maneira fiel e com um olhar sensível e humanizado para enaltecer as particularidades da história que trata de temas como solidão, amizade, preconceito e perda afetiva, e para isso traz em sua narrativa a relação que se estabelece entre um homem comum brasileiro e uma artista travesti argentina.

A cooperação cultural e artística entre Brasil e Argentina reforça a cultura latina enraizada na cultura sul-americana, mas com olhar em sentimentos universais com capacidade de comunicar-se com pessoas de qualquer nacionalidade.

Terceiro curta do cineasta

‘Copi’ é o terceiro curta-metragem do cineasta André Gevaerd como diretor. Ele é fundador da Cineramabc Filmes, produtora de conteúdo audiovisual sediada em Balneário Camboriú há mais de 12 anos. Além disso, é empreendedor cultural e está à frente da Arthousebc, casa artístico-cultural inovadora que apresenta programação completa que integra variadas áreas artísticas (Cinema, Música, Artes Cênicas, Dança, Literatura, Fotografia, Artes Visuais, etc).

Cineramabc Filmes

A produção do curta-metragem é assinada pela Cineramabc Filmes com o patrocínio da Lei Municipal de Incentivo e Fomento à Cultura (LIC-BC/FCBC), através da Fundação Cultural e da prefeitura de Balneário Camboriú com apoio dos Hotéis Camboriú Plaza e Blumenau.

Confira o trailer do curta, que têm exibição exclusiva na Mostra Competitiva de Curtas Mercosul do 24º Festival de Cinema Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM 2020).

Trailer:

Assista o filme no FAM: (clique aqui)


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade