- Publicidade -
- Publicidade -
23.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Ministério Público investigará denúncias contra igreja Bola de Neve

Investigação pode analisar um contrato com a prefeitura de Balneário Camboriú, para o ano de 2024, no valor de R$ 1.128.600,00.

O promotor da moralidade administrativa em Balneário Camboriú, Jean Michel Forest, disse ao Página 3 que investigará denúncias de supostas falcatruas que surgiram na imprensa sobre a igreja Bola de Neve.

A Bola de Neve seria ligada à Organização da Sociedade Civil Árvore da Vida, mantenedora da Casa das Anas, que tem um contrato com a prefeitura de Balneário Camboriú, para o ano de 2024, no valor de R$ 1.128.600,00.

As denúncias, formuladas por ex-integrantes da Bola de Neve, ganharam maior repercussão porque o pré-candidato a prefeito pelo grupo de Fabrício Oliveira, Peeter Lee Grando, é pastor auxiliar da igreja Bola de Neve.

- Publicidade -

Uma dessas denúncias dá conta que uma pastora da Bola de Neve teria desviado recursos materiais da Casa das Anas.

O Página 3 tentou contato com a assessoria de comunicação da igreja Bola de Neve, sem sucesso.

O espaço fica aberto para manifestação.

O promotor Jean Michel Forest comentou que na época pré-eleitoral aumentam as denúncias envolvendo políticos e que por isso sua equipe está intensificando as leituras dos veículos e páginas de notícias da região.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -