- Publicidade -
- Publicidade -
17 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Depois de 10 anos evoluí do pôquer em casa para os cassinos online

Durante uns 10 anos, jogamos pôquer em minha casa, aqui em Santa Catarina, um grupo de amigos composto por engenheiros, médicos, administradores, corretores, advogados e eu que sou jornalista.

O jogo acontecia todas as segundas-feiras, numa área de lazer  na parte superior da casa. Alguém fazia as compras e comandava a cozinha, em sistema de rodízio, e o resto da turma jogava “cash” até o jantar ficar pronto.

- Publicidade -

Após o jantar, por volta de 20h iniciava o torneio, com expectativa de terminar à meia noite. 

No “cash” as apostas eram livres, mas no torneio havia limite de gastos, no máximo R$ 100,00 por parceiro, pois o objetivo era se divertir, se possível lucrando algum dinheiro e o orgulho de vencer os parceiros.

A verdade é que quando o mesmo grupo se reúne regularmente para jogar, e o nível dos jogadores é semelhante, ao longo do tempo os ganhos e perdas se equilibram, não há grande prejuízo ou lucro. 

Ao longo do tempo a qualidade do jogo de cada um evoluiu, até porque de vez em quando participavam convidados que nos obrigavam a concentrar mais, jogar com mais seriedade. 

- Publicidade -

Esses encontros semanais duraram uma década até que em determinado momento decidimos parar, ficou cansativo aquele compromisso todas as segundas-feiras à noite, eu deixei de jogar pôquer e o grupo se desfez. 

Um tempo depois experimentei jogar na internet e comprei algumas fichas que sumiram em poucos minutos. Não conhecia o jogo online, entrei em uma mesa rápida e bem ligeiro perdi meus trocados, o que me fez parar de apostar e acompanhar o andamento nas mesas para entender como funcionava.

O novato em mesas online tem a opção de “corujar” o jogo ou participar de torneios muito baratos, de menos de meio dólar, para se acostumar e encontrar sua zona de conforto no “pokerspace”.

- Publicidade -

Para facilitar existem alguns portais que são concentradores de cassinos, como o Cassinov que oferece diversas opções e incentivos como rodadas gratuitas.

Hoje eu jogo ao menos um torneio rápido por dia, já sei quais horários devo entrar para pegar jogadores com menos experiência, de outros países, para aumentar minha chance de ganhar, como ocorre com frequência.

Tenho um orçamento mensal e não fujo dele, são 60 dólares, e no ganha e perde lucrei neste ano uns 385 dólares, além de me divertir um bocado.

Jogando pôquer online, conheci o universo dos cassinos virtuais, com suas múltiplas possibilidades de jogos e apostas. Comecei a jogar também blackjack, porque é uma modalidade que favorece muito o jogador que calcula probabilidades.

Há muitos textos escritos sobre como jogar blackjack, recomendo que o interessado leia antes de começar a jogar. 

Às vezes também me arrisco em slot machines, chamadas no Brasil de caça-níqueis, jogo que depende de sorte mesmo. Além do tradicional de uma fileira horizontal de imagens iguais, hoje existe uma infinidade de alternativas aí porque as máquinas são eletrônicas. 

Recomendo que o interessado pesquise bem as possibilidades de premiação, nas slots machines.

Mas prefiro mesmo é pôquer, é um passatempo, você joga no computador, no tablet e até no celular, em qualquer lugar com acesso à internet.

Sempre destaco -e os bons cassinos online também alertam para isso- que é preciso jogar com responsabilidade, saber seus limites, para se divertir e ganhar dinheiro.

Seguindo a fórmula de apostar apenas o que o seu orçamento comporta, não tem erro.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: