- Publicidade -
- Publicidade -
16.7 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Guia definitivo: quais são e como funcionam os cinco esportes da mente?

Fundada em 2005, a Associação Internacional de Esportes da Mente (IMSA, na sigla em inglês) é a entidade que rege as modalidades esportivas consideradas intelectuais no mundo todo. Fazem parte desse grupo o xadrez, damas, bridge, go e poker, último dos cinco integrantes a ser anunciado pela organização, em 2010.

Dois anos antes, a IMSA promoveu a primeira edição dos Jogos Mundiais de Esportes Mentais, realizada em Pequim logo após os Jogos Olímpicos de Verão. Em 2012, o evento foi disputado em Lille, na França, mas não foi continuado desde então. Mesmo assim, os cinco esportes da mente são um sucesso global e para quem ainda não os conhece é hora de descobrir sua história e principais conceitos.

Poker

- Publicidade -

Hoje talvez o mais popular desse quinteto, o poker nasceu como um simples jogo de baralho e se transformou em um grande produto no mercado do entretenimento. Além de ser uma das modalidades mais procuradas em cassinos físicos e online no mundo todo, o esporte tem hoje um circuito profissional muito bem estruturado e que oferece premiações milionárias nos principais eventos internacionais.

Para quem não conhece, o poker possui diversas categorias de jogo, cada uma com suas próprias regras e conceitos, mas a mais conhecida é a Texas Hold’em, utilizada nos maiores torneios do planeta. Além dela, a consagrada versão Omaha poker é outra variante muito famosa e inclusive deriva do modelo “padrão”, com algumas diferenças na distribuição de mãos e estratégias.

Xadrez

Se, atualmente, o poker é considerado o esporte da mente mais popular, o xadrez carrega a fama de ser o mais tradicional do grupo, cuja origem é incerta, mas remonta à Índia por volta do século VI. E apesar de seu surgimento ter ocorrido na Ásia, o título se tornou global e teve grande influência na cultura ocidental, virando parte da rotina da nobreza europeia.

Assim como seus coirmãos, o xadrez possui uma série de variantes, com regras, peças e até tabuleiros que se diferenciam entre si, com designs completamente fora do padrão. Além da versão convencional, mais conhecida e praticada no Brasil, inclusive em eventos de Jogos Abertos, existem variações famosas como o Xadrez de Duplas, também conhecida como Australiana, que é disputada entre dois times com dois jogadores.

Bridge

O segundo jogo de cartas do quinteto dos esportes da mente é o bridge, uma modalidade de origem britânica que requer habilidades de memória, probabilidades matemáticas, comunicação e estratégia. As partidas são disputadas por quatro jogadores, divididos em duas duplas, utilizando o conceito de leilão e vazas. 

- Publicidade -

Trata-se, portanto, de um jogo de muitas táticas, apostas e negociações, que pode ser encontrado em versões digitais para diferentes dispositivos ou ser praticado com um baralho físico de 52 cartas. Além disso, é preciso ter em mãos uma folha de marcação e uma caneta ou lápis. Dentre suas variantes, a Rubber bridge é a mais popular para jogos casuais.


Damas

Voltando para os tabuleiros, o jogo de damas é tão tradicional quanto o xadrez, porém considerado mais simples, já que suas peças são únicas e padronizadas, de modo que nenhuma delas exerça poderes ou faça movimentações diferenciadas como na modalidade coirmã. Embora sua história seja um mistério e haja diferentes conclusões sobre a origem da modalidade, sabe-se que este é um esporte milenar.

Quando o assunto é sobre as variantes do jogo, as mais famosas são as damas italianas, inglesas, russas, turcas (considerada a versão mais exótica entre os modelos tradicionais) e o divertido “perde-ganha”, que ganha quem ficar sem peças ao final do jogo. No Brasil, a versão mais praticada utiliza um tabuleiro de 64 casas (8×8), mas no mundo o mais comum é o de 100 casas (10×10).

Go

Fechando a lista dos esportes da mente está o mais diferente deles, que não utiliza nem cartas de baralho tampouco um tabuleiro quadriculado. No go, o campo de jogo é uma grade no formato de 19×19, sobre a qual são dispostas pedras nas cores preta e branca. É uma modalidade de estratégia abstrata, cujo objetivo é ocupar mais territórios do que seu oponente.

Originado na cultura chinesa antiga, o go possui uma porção de variantes que surgiram desde digressões antigas até atualizações modernas, incluindo mudanças de regras conceitos. Existem até variações influenciadas por outras nações, como a Coreia do Sul e o Japão.


Para receber notícias do Página 3 por whatsapp, acesse este link, clique aqui




- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -