- Publicidade -
- Publicidade -
16.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Times brasileiros tentam manter a hegemonia na Libertadores


O domínio brasileiro na Copa Libertadores tem sido a tônica das últimas edições. Afinal, desde 2019 apenas equipes daqui conquistam o título continental. Em 2024, o favoritismo se mantém, mas é preciso não subestimar os rivais sul-americanos.

Embora os últimos cinco títulos tenham ficado com equipes brasileiras, muitas delas, mesmo com grande poderio financeiro, sofreram com rivais de outros países em edições recentes. No ano passado, por exemplo, o Flamengo foi eliminado pelo Olimpia, do Paraguai, nas quartas de final, algo que nenhuma aposta real poderia prever.

O mesmo aconteceu com o Palmeiras, que perdeu para o Boca Juniors em uma das semifinais de 2023. Por isso, apesar de o momento do futebol brasileiro ser muito superior ao de seus vizinhos, cumpre lembrar que a Libertadores, por ser disputada no formato mata-mata, abre bastante margem para que surpresas aconteçam.

- Publicidade -

Afinal, uma noite ruim pode custar a eliminação de qualquer time, ainda que ele seja tecnicamente superior. E muitos rivais sul-americanos, embora vivam um mal momento, têm muita tradição e contam com torcedores apaixonados.

Além disso, sempre há bons times no continente, como o tradicional River Plate ou o Independiente del Valle, que vem obtendo resultados importantes ao longo dos últimos anos.

Brasil diminui vantagem para a Argentina


O recente domínio brasileiro na Libertadores fez com que a vantagem de títulos para os clubes argentinos diminuísse.

Agora, a Argentina soma 25 conquistas, mas o Brasil vem logo atrás, com 23. Portanto, se os times daqui confirmarem seu favoritismo em 2024 e levantarem mais uma vez o caneco, a vantagem cairá para apenas um troféu.

Será que em breve o Brasil conseguirá liderar o ranking?

Vale lembrar que até meados dos anos 1990, a Libertadores não era muito valorizada por aqui. Em diversas ocasiões os times brasileiros usaram times mistos, reservas ou até mesmo se recusaram a participar do torneio.

Durante esse período, os argentinos foram empilhando títulos e se consolidando na liderança. Com o crescimento da importância da Libertadores no Brasil, o cenário foi mudando, e os times brasileiros passaram a dominar a disputa.

- Publicidade -

E o domínio recente do Brasil é algo inédito na história da competição. Com os títulos de Flamengo (2019 e 2022), Palmeiras (2020 e 2021) e Fluminense (2023), o país conquistou a competição cinco vezes consecutivas, algo que jamais havia acontecido.

Dessa forma, há bons motivos para que os torcedores dos times brasileiros confiem em mais um título, porém é sempre preciso respeitar os adversários sul-americanos e entrar em campo com a certeza de que o jogo será duro.


Para receber notícias do Página 3 por whatsapp, acesse este link, clique aqui




- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -