Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Entidades protestam contra a extinção da Justiça do Trabalho
Fernando Frazão/AB

Quinta, 10/1/2019 10:14.

(FOLHAPRESS) - Professores, advogados, juízes e procuradores divulgaram manifestações de protesto contra a proposta do governo Jair Bolsonaro de extinguir a Justiça do Trabalho.

O departamento de Direito do Trabalho e da Seguridade Social da Faculdade de Direito da USP disse, em nota, que a "Justiça do Trabalho, entidade que agrega uma quantidade enorme de profissionais habilitados nas questões relacionadas ao trabalho humano, é fundamental para a efetividade dos direitos trabalhistas constitucionalmente assegurados".

A AASP (Associação dos Advogados de São Paulo) afirmou que a providência é inconstitucional e que, se "fosse juridicamente factível, configuraria violência ao princípio da dignidade da pessoa humana e aos valores sociais do trabalho, cláusulas pétreas estabelecidas pela Constituição Cidadã de 1988".

No próximo dia 5 de fevereiro, será realizado em Brasília o Ato Nacional em Defesa da Justiça do Trabalho.

A mobilização é uma realização da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), em parceria com o Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor), a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT) e a Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas (ABRAT). 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

Seria um negócio imobiliário bastante vantajoso. Cidade continuará recebendo navios de cruzeiro.


Cidade

“Tem que ver se não é um problema de gestão deles”, dispara referindo-se aos hoteleiros  


Opinião


Opinião

"Não tente enrolar um brasileiro divulgando uma coisa e entregando outra" 


Publicidade


Publicidade


Cidade

Balneário Camboriú adotará entrega voluntária em ponto da prefeitura  


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Geral

Até embarcações de pequeno porte levantam areia, depende das condições 


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Entidades protestam contra a extinção da Justiça do Trabalho

Fernando Frazão/AB
Quinta, 10/1/2019 10:14.

(FOLHAPRESS) - Professores, advogados, juízes e procuradores divulgaram manifestações de protesto contra a proposta do governo Jair Bolsonaro de extinguir a Justiça do Trabalho.

O departamento de Direito do Trabalho e da Seguridade Social da Faculdade de Direito da USP disse, em nota, que a "Justiça do Trabalho, entidade que agrega uma quantidade enorme de profissionais habilitados nas questões relacionadas ao trabalho humano, é fundamental para a efetividade dos direitos trabalhistas constitucionalmente assegurados".

A AASP (Associação dos Advogados de São Paulo) afirmou que a providência é inconstitucional e que, se "fosse juridicamente factível, configuraria violência ao princípio da dignidade da pessoa humana e aos valores sociais do trabalho, cláusulas pétreas estabelecidas pela Constituição Cidadã de 1988".

No próximo dia 5 de fevereiro, será realizado em Brasília o Ato Nacional em Defesa da Justiça do Trabalho.

A mobilização é uma realização da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), em parceria com o Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor), a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT) e a Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas (ABRAT). 

Publicidade

Publicidade