Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Mundo
Evo lidera eleição na Bolívia, mas não deve escapar de 2º turno

Segunda, 21/10/2019 6:29.

Publicidade

Por Nicholas Shores
Resultados preliminares do primeiro turno da eleição na Bolívia divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) local mostram o Movimento ao Socialismo (MAS), partido do presidente do país e candidato à reeleição, Evo Morales, liderando a disputa com 45,28% dos votos, seguido pela chapa Comunidade Cidadã (CC), do principal candidato de oposição, Carlos Mesa, com 38,16% dos votos. Os números correspondem à última atualização da contagem, às 20h40 (de Brasília), com 83,76% das urnas apuradas.

A legislação eleitoral do país determina que um candidato só leva a presidência em primeiro turno se obtiver 50% dos votos mais um, ou se conquistar pelo menos 40% dos votos e se firmar a uma distância de 10 pontos percentuais do segundo colocado. Ou seja, pelo quadro atual, a disputa vai se encaminhar para um segundo turno entre Evo e Mesa daqui a cerca de 60 dias, em dezembro.

Na sequência vêm o Partido Democrata Cristão (PDC), cuja chapa é encabeçada pelo pastor evangélico Chi Hyun Chung, com 8,77% dos votos; a chapa Bolívia Diz Não, em referência ao referendo constitucional de 21 de fevereiro de 2016, liderada por Oscar Ortiz, com 4,41% dos votos; e o Movimento Terceiro Sistema (MTS), de Félix Patzi, com 1,26% dos votos. As outras siglas não alcançaram individualmente nem sequer 1% dos votos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Evo lidera eleição na Bolívia, mas não deve escapar de 2º turno

Publicidade

Segunda, 21/10/2019 6:29.

Por Nicholas Shores
Resultados preliminares do primeiro turno da eleição na Bolívia divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) local mostram o Movimento ao Socialismo (MAS), partido do presidente do país e candidato à reeleição, Evo Morales, liderando a disputa com 45,28% dos votos, seguido pela chapa Comunidade Cidadã (CC), do principal candidato de oposição, Carlos Mesa, com 38,16% dos votos. Os números correspondem à última atualização da contagem, às 20h40 (de Brasília), com 83,76% das urnas apuradas.

A legislação eleitoral do país determina que um candidato só leva a presidência em primeiro turno se obtiver 50% dos votos mais um, ou se conquistar pelo menos 40% dos votos e se firmar a uma distância de 10 pontos percentuais do segundo colocado. Ou seja, pelo quadro atual, a disputa vai se encaminhar para um segundo turno entre Evo e Mesa daqui a cerca de 60 dias, em dezembro.

Na sequência vêm o Partido Democrata Cristão (PDC), cuja chapa é encabeçada pelo pastor evangélico Chi Hyun Chung, com 8,77% dos votos; a chapa Bolívia Diz Não, em referência ao referendo constitucional de 21 de fevereiro de 2016, liderada por Oscar Ortiz, com 4,41% dos votos; e o Movimento Terceiro Sistema (MTS), de Félix Patzi, com 1,26% dos votos. As outras siglas não alcançaram individualmente nem sequer 1% dos votos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade