Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Mundo
PIB dos EUA tomba 32,9% e tem pior resultado para 2º tri desde 1947

Quinta, 30/7/2020 10:15.

Publicidade

Por Eduardo Gayer

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos tombou à taxa anualizada de 32,9% no segundo trimestre de 2020, de acordo com dados publicados nesta quinta-feira, 30, pelo Departamento de Comércio do país. A primeira leitura do indicador deixa evidente o forte impacto da pandemia de covid-19 na economia americana e é o pior resultado para o período desde 1947.

O resultado, no entanto, veio melhor do que a mediana de 26 estimativas consultadas pelo Projeções Broadcast, que apontava contração de 35%.

O Departamento do Comércio informou também que o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) caiu à taxa anualizada de 1,9% no segundo trimestre. Já o núcleo do PCE, que desconsidera preços de alimentos e energia, recuou 1,1% no mesmo intervalo.

A contração da atividade americana no primeiro trimestre foi confirmada em 5%.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

PIB dos EUA tomba 32,9% e tem pior resultado para 2º tri desde 1947

Publicidade

Quinta, 30/7/2020 10:15.

Por Eduardo Gayer

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos tombou à taxa anualizada de 32,9% no segundo trimestre de 2020, de acordo com dados publicados nesta quinta-feira, 30, pelo Departamento de Comércio do país. A primeira leitura do indicador deixa evidente o forte impacto da pandemia de covid-19 na economia americana e é o pior resultado para o período desde 1947.

O resultado, no entanto, veio melhor do que a mediana de 26 estimativas consultadas pelo Projeções Broadcast, que apontava contração de 35%.

O Departamento do Comércio informou também que o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) caiu à taxa anualizada de 1,9% no segundo trimestre. Já o núcleo do PCE, que desconsidera preços de alimentos e energia, recuou 1,1% no mesmo intervalo.

A contração da atividade americana no primeiro trimestre foi confirmada em 5%.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade