Jornal Página 3

GM encerra operações na Venezuela após confisco de fábrica da montadora
EBC.
Nicolás Maduro, líder da ditadura venezuelana.
Nicolás Maduro, líder da ditadura venezuelana.

(FOLHAPRESS) - A General Motors anunciou na quarta-feira (19) o encerramento de suas operações na Venezuela depois que autoridades do país tomaram uma unidade da montadora no centro industrial de Valencia.

"Ontem [terça-feira] a fábrica da GMV foi inesperadamente tomada pelas autoridades públicas, impedindo as operações normais. Além disso, outros ativos da companhia, como veículos, foram retirados ilegalmente de suas instalações", disse a GMV (General Motors Venezolana), unidade da GM, em um comunicado enviado por e-mail.

"A GMV repudia as medidas arbitrárias tomadas pelas autoridades e irá tomar todas todas as medidas legais, dentro e fora da Venezuela, para defender seus direitos", completou.

Segundo a GM, as ações do governo venezuelano prejudicam seus 2.678 operários, além dos mais de 3.900 trabalhadores de suas 79 concessionárias. A empresa prometeu pagar os direitos trabalhistas dos funcionários demitidos.

A decisão foi tomada em meio a uma crise econômica cada vez mais grave na Venezuela, que já afetou diversas empresas norte-americanas presentes no país.

A indústria automobilística venezuelana sofre com a falta de matéria-prima devido a complexos controles monetários e uma produção local estancada, e muitas fábricas apenas podem manufaturar.

O anúncio do fim das operações da GM na Venezuela ocorre em meio a uma onda de manifestações contra o governo do presidente Nicolás Maduro.

Na quarta (19), os protestos terminaram com a morte de um guarda e dois civis. 


Quinta, 20/4/2017 11:01.
Publicidade


Seu Dinheiro

Opção para quem deve é parcelar em até 48 meses  


Negócios

Fatma deverá analisar estudo ambiental apresentado ontem 


Esportes

Nesta quarta Associação será homenageada na Câmara de Vereadores


Entrevista

Mulheres que passaram por tratamento de câncer podem engravidar  


Cultura

Diversos títulos à venda e apresentações para os pequenos


Cultura

Concerto tem entrada franca


Cidade


Empregos

Com terceirização os 157 contratados poderão ser mantidos no emprego. Veja as vagas disponíveis.


Cidade

Navio já chegou com passageiros de 14 nacionalidades e 1.283 tripulantes 


Publicidade

Projetos têm nomes de árvores nativas e podem ser adequados ao gosto dos clientes


Publicidade