Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Grupo Boticário faturou R$ 3,7 bilhões em 2018
Arquivo JP3/Folhapress.

Quinta, 14/3/2019 6:05.

HELOÍSA NEGRÃO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O faturamento líquido do Grupo Boticário cresceu 7% em 2018, chegando a R$ 3,2 bilhões. Somado ao resultado da Vult -marca comprada pelo grupo em abril do ano passado- o total sobe para R$ 3,7 bilhões.

O grupo formado pelas marcas Boticário, Eudora, The Beauty Box; Quem Disse, Berenice?; Vult e Multi B.

De acordo com o presidente do grupo, Artur Grymbaum, a alta de 8% no último trimestre, alavancada pelas vendas de Black Friday e Natal, ajudou a compensar o crescimento abaixo do previsto no primeiro semestre do ano. O executivo disse que as vendas foram prejudicadas pela paralisação dos caminhoneiros e pela Copa do Mundo.

Ao longo de 2018, foram inauguradas 62 novas lojas. Para 2019, a companhia pretende abrir mais 50.

Segundo Grymbaum, a expectativa de investimento para 2019 é de R$ 300 milhões e espera-se crescer, no mínimo, os mesmos 7% registrados no ano anterior "se a economia ajudar".

Para o executivo, apesar das promessas feitas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), ainda não houve "nenhum movimento prático" para alavancar a economia.

Eudora, The Beauty Box; Quem Disse, Berenice? e Multi B. representaram 34% da receita.

Em 2018, a Vult faturou R$ 500 milhões -a integração completa da marca de maquiagem com o grupo terminou no início de fevereiro, quase um ano após a aquisição.

A Eudora -maior marca, depois de O Boticário- faturou R$ 1 bilhão no ano passado. A marca é o principal braço de venda direta do grupo. Os resultados das outras unidades não foram divulgados.

Um novo centro de distribuição será inaugurado em Varginha (MG) e a previsão é que seja aberto 250 novos postos de trabalho. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Geral

 O encontro traz à cidade palestrantes renomados no país. 


Cidade

No Estaleiro e no Estaleirinho as bandeiras seguem hasteadas até a Páscoa


Política

Guru do bolsonarismo afirmou isso no sábado em evento nos Estados Unidos


Cidade

Ele estaria em licença de saúde, mas no filme não parece doente


Publicidade


Geral

Captura além da cota em 2018 é o argumento do governo para impedir a safra de 2019.  


Esportes

Um dos campeões é de Balneário Camboriú


Geral


Cidade

Não iniciou e diretor da segunda colocada na liciitação é acusado na Lava Jato


Publicidade


Justiça

A prisão após a condenação em segunda instância, será avaliada em abril pelo STF.


Política


Geral

Leitores lançam suspeitas sobre procedimento da Caixa


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Grupo Boticário faturou R$ 3,7 bilhões em 2018

Arquivo JP3/Folhapress.
Quinta, 14/3/2019 6:05.

HELOÍSA NEGRÃO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O faturamento líquido do Grupo Boticário cresceu 7% em 2018, chegando a R$ 3,2 bilhões. Somado ao resultado da Vult -marca comprada pelo grupo em abril do ano passado- o total sobe para R$ 3,7 bilhões.

O grupo formado pelas marcas Boticário, Eudora, The Beauty Box; Quem Disse, Berenice?; Vult e Multi B.

De acordo com o presidente do grupo, Artur Grymbaum, a alta de 8% no último trimestre, alavancada pelas vendas de Black Friday e Natal, ajudou a compensar o crescimento abaixo do previsto no primeiro semestre do ano. O executivo disse que as vendas foram prejudicadas pela paralisação dos caminhoneiros e pela Copa do Mundo.

Ao longo de 2018, foram inauguradas 62 novas lojas. Para 2019, a companhia pretende abrir mais 50.

Segundo Grymbaum, a expectativa de investimento para 2019 é de R$ 300 milhões e espera-se crescer, no mínimo, os mesmos 7% registrados no ano anterior "se a economia ajudar".

Para o executivo, apesar das promessas feitas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), ainda não houve "nenhum movimento prático" para alavancar a economia.

Eudora, The Beauty Box; Quem Disse, Berenice? e Multi B. representaram 34% da receita.

Em 2018, a Vult faturou R$ 500 milhões -a integração completa da marca de maquiagem com o grupo terminou no início de fevereiro, quase um ano após a aquisição.

A Eudora -maior marca, depois de O Boticário- faturou R$ 1 bilhão no ano passado. A marca é o principal braço de venda direta do grupo. Os resultados das outras unidades não foram divulgados.

Um novo centro de distribuição será inaugurado em Varginha (MG) e a previsão é que seja aberto 250 novos postos de trabalho. 

Publicidade

Publicidade