Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

"Para quem por conveniência não quer enxergar", por Omar Tomalih

Quinta, 11/1/2018 11:44.

Por Omar Tomalih

Para aqueles que por terem sofrido algum trauma ocular ou patologia oftalmológica deixaram de enxergar, a medicina avançou bastante e, em casos extremos, a modernidade os brindou com o braile.

Aqueles que pelo avançar da idade, exposição frequente a ruídos, infecções ou outro motivo de saúde tenham perdido a audição, a medicina também já avançou bastante e para esses temos a linguagem de sinais.

Contudo, aos que sofrem da cegueira e da surdez seletivas, motivadas pela hipocrisia da política; aqueles que torcem por um cenário de “quanto pior melhor”, a esses não lhes resta outra alternativa senão a de conviver com uma cidade que caminha para um cenário pujante.

Recentemente este espaço publicou artigo de ex-funcionário e coordenador da campanha a prefeito do PSDB, atual vice-presidente da sigla, na qual é membro da executiva, com uma análise, mas que se distancia do que queremos e estamos fazendo por Balneário Camboriú.

Eivado de frases prontas e sem aderência à realidade, ele fala de uma Balneário Camboriú que só existe na cabeça daqueles que, como ele, se alimentam e retroalimentam da política.

A narrativa parece-me distante do dia a dia da cidade, como se fosse escrita longe da percepção de que a cidade passa por uma etapa de desenvolvimento que a elevará a outro patamar.

Mais, me parece uma torcida contra um governo que rompe muros e tem como uma das principais marcas o diálogo constante com a sociedade civil e com a população de nossa cidade.

Não nos gabinetes, mas lá na comunidade onde a vida realmente acontece.

O Prefeitura Perto de Você é um sucesso de crítica e público.

As associações de bairros foram convidadas a discutir a cidade, em diversas reuniões.

O mesmo acontece com as entidades, que estão sempre sendo ouvidas a cada passo e cooperam para construir soluções e assim, cada vez mais, estreitam a relação com o poder público.

O governo capitaneado pelo prefeito Fabrício Oliveira enfrenta os problemas sem empurrar com a barriga como é prática de alguns governantes.

E foi assim que fez aumentando a presença da Guarda Municipal nas ruas da cidade e investindo em tecnologia com os totens levando mais segurança para moradores e turistas.

Foram feitas operações de saturação nos bairros e os dados recentes da Secretaria de Segurança do Estado confirmam os números positivos de Balneário Camboriú, neste setor.

É um governo das ideias que abraça os nossos idosos acolhendo-os quando se encontram em situação de solidão ou são vítimas de maus-tratos com o programa Abraço.

Que democratiza a praia possibilitando a portadores de deficiência usufruírem da nossa maior riqueza que são nossas praias com o Praia Acessível.

Um governo com ideias conectadas no futuro que cuida do meio ambiente hoje com os olhos nas futuras gerações.

Assim, iniciou a implantação de todas as medidas para a conquista do selo de qualidade Bandeira Azul nas praias de Estaleiro, Estaleirinho e Taquaras.

Em apenas um ano, já realizou a ligação de 20Km de rede de esgoto no Bairro Nova Esperança, Loteamento Schultz e Parque Bandeirantes, fez 70% dos 7,5Km da rede do Bairro dos Municípios e recentemente concluiu 4 Km de rede em Laranjeiras.

E, na próxima semana, assina a ordem de serviço para começar a instalação da rede de esgotos nos bairros da Barra e São Judas, caminhando para chegar em 100% do esgoto da cidade coletado.

Está em permanente revitalização do Rio Marambaia, uma operação que retirou cerca de 160 caminhões de lixo e entulho do local.
Rio que em breve receberá aeradores que permitirão oxigenar a água.

Visitou mais de 17 mil residências para vistoriar as ligações de esgoto. Foi além e para caminhar para uma Balneário de águas limpas, propôs à cidade-mãe, Camboriú, que venhamos a tratar o esgoto daquele município, a exemplo do que está sendo feito aqui, numa tentativa histórica para revitalizar o Rio Camboriú.

Assinou recentemente, a parceria para o estudo de criação do parque inundável que vai armazenar água, um bem valioso, assunto que muitos discutiram e pouco fizeram.

Entregou um novo reservatório de água com capacidade para 2,8 milhões de litros de água, com material adequado para que se possa garantir a qualidade da água.

No turismo, em 2017, nossa cidade foi escolhida como o melhor destino turístico de SC, graças a um trabalho e planejamento da Secretaria de Turismo que junto com o setor privado formatou ações que resultou no crescimento econômico e geração de empregos mais alta dos últimos quatro anos.

Este governo não “é do eu faço eu sou” e sim do coletivo: “Ouvimos, fazemos e nós somos!”.

Foi um aumento de 22% no número de visitantes em relação a 2016, chegando a mais de 4,2 milhões de turistas em 2017.

Fomos o destino mais procurado pela CVC em Santa Catarina e o quarto destino brasileiro mais procurado pela Fly Tur.

Estamos vivendo uma nova expectativa com a chegada de 20 navios transatlânticos nesta temporada e para a próxima já temos a confirmação de 27, dando à cidade um novo ritmo.

Outras iniciativas foram estimuladas pelo poder público, como a instalação da maior roda gigante da América Latina e a criação de um parque ecológico no pontal Norte, potencializando os atrativos turísticos da cidade.

Há mais de 15 anos Balneário Camboriú não inaugurava um equipamento turístico de grande porte, por isso decaímos severamente na competição pelo turista internacional enquanto nossos concorrentes como Bombinhas e Florianópolis cresciam de maneira acelerada.

No turismo interno foram cinco anos de decadência, só em 2017 conseguimos chegar ao número de visitantes que tínhamos em 2011.

Ideias se traduzem em ações na educação como o novo Núcleo de Educação Infantil no bairro dos Municípios e na redução da 82% na fila de espera por vagas nas escolas municipais.

Problema antigo, que agora é enfrentado com coragem e determinação em defesa do futuro de nossas crianças.

Fizemos a revitalização do Polo Bilíngue, com atendimento especializado em Libras e Português; valorizamos as bandas escolares e chamamos as agentes de alimentação escolar para ajudar a construir o cardápio, aliando o trabalho técnico com a experiência.

No contraturno escolar, ampliamos o Projeto Oficinas de 26 para 35 oficinas gratuitas, que atenderam 2,6 alunos.

Mas, podemos ir além em mostrar o que a cegueira política não quer ver.

Na saúde, em apenas um ano - o governo do prefeito Fabrício Oliveira realizou mais de 660 mil procedimentos, entre consultas com especialistas, exames e cirurgias.

Inaugurou o Posto de Coleta Laboratorial da Barra e entregou à comunidade a nova Unidade de Estratégia de Saúde da Família no Bairro dos Municípios.

Em 2017 o programa de captação de órgãos para doação colocou nosso hospital na nona posição entre mais de 60 hospitais catarinenses e na liderança na taxa de convencimento entre as instituições líderes.

Nos dedicamos a construir o programa Municipal de Incentivo às Organizações Sociais, que possibilitará a terceirização do Hospital Ruth Cardoso e do PA da Barra, para desonerar o município que arca com cerca de R$ 4,5 milhões/mês para manutenção somente do hospital, além de objetivar a melhoria na qualidade do serviço.

São novas ideias que modernizaram e deram mais transparência à administração da cidade.

A criação do espaço dentro da prefeitura para a instalação do Observatório Social acompanhando todos os processos de compras do município é uma medida inédita no País que coloca a sociedade fiscalizando o governo direta e diariamente.

Nosso governo criou a Lei da Desburocratização, que simplifica o processo de abertura e de concessão de alvarás para microempresas e empresas de pequeno porte.

Além disso, implementou um processo mais rápido, transparente, menos burocrático e padronizado para aprovação de projetos da construção civil com o Novo Modelo de Licenciamento, o Projeto Legal.

Transformou espaços. O Parque Raimundo Malta foi revitalizado e a Praça da Cultura ganhou a comunidade, por meio de estímulo ao artesão e à arte.

Um governo das novas ideias que ampliará a faixa de areia da praia do Centro, revitalizará o calçadão da Central e a Avenida Brasil e construirá o Mercado Público municipal como um charmoso espaço gastronômico.

Ideias que olham para a frente, que não se contaminam pelo rami-rami da política tradicional.

Nada disso e muito mais que foi feito pelo nosso governo é percebido por aqueles que não querem ver.

Ou melhor, por aqueles que veem, mas não querem acreditar que estamos fazendo mais e melhor do que eles fariam.

Talvez por não viverem a cidade.

Ou talvez, por má fé mesmo.

Assim é a pequena política, principalmente aquela feita pelos que se alimentam da pobreza das tentativas de desqualificar a qualquer custo os seus adversários.

*Omar Tomalih é membro da executiva do PSB


O Página 3 Online está aberto para sugestões e artigos de opinião. Interessados podem enviar textos para online@pagina3.com.br

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

"Para quem por conveniência não quer enxergar", por Omar Tomalih

Por Omar Tomalih

Para aqueles que por terem sofrido algum trauma ocular ou patologia oftalmológica deixaram de enxergar, a medicina avançou bastante e, em casos extremos, a modernidade os brindou com o braile.

Aqueles que pelo avançar da idade, exposição frequente a ruídos, infecções ou outro motivo de saúde tenham perdido a audição, a medicina também já avançou bastante e para esses temos a linguagem de sinais.

Contudo, aos que sofrem da cegueira e da surdez seletivas, motivadas pela hipocrisia da política; aqueles que torcem por um cenário de “quanto pior melhor”, a esses não lhes resta outra alternativa senão a de conviver com uma cidade que caminha para um cenário pujante.

Recentemente este espaço publicou artigo de ex-funcionário e coordenador da campanha a prefeito do PSDB, atual vice-presidente da sigla, na qual é membro da executiva, com uma análise, mas que se distancia do que queremos e estamos fazendo por Balneário Camboriú.

Eivado de frases prontas e sem aderência à realidade, ele fala de uma Balneário Camboriú que só existe na cabeça daqueles que, como ele, se alimentam e retroalimentam da política.

A narrativa parece-me distante do dia a dia da cidade, como se fosse escrita longe da percepção de que a cidade passa por uma etapa de desenvolvimento que a elevará a outro patamar.

Mais, me parece uma torcida contra um governo que rompe muros e tem como uma das principais marcas o diálogo constante com a sociedade civil e com a população de nossa cidade.

Não nos gabinetes, mas lá na comunidade onde a vida realmente acontece.

O Prefeitura Perto de Você é um sucesso de crítica e público.

As associações de bairros foram convidadas a discutir a cidade, em diversas reuniões.

O mesmo acontece com as entidades, que estão sempre sendo ouvidas a cada passo e cooperam para construir soluções e assim, cada vez mais, estreitam a relação com o poder público.

O governo capitaneado pelo prefeito Fabrício Oliveira enfrenta os problemas sem empurrar com a barriga como é prática de alguns governantes.

E foi assim que fez aumentando a presença da Guarda Municipal nas ruas da cidade e investindo em tecnologia com os totens levando mais segurança para moradores e turistas.

Foram feitas operações de saturação nos bairros e os dados recentes da Secretaria de Segurança do Estado confirmam os números positivos de Balneário Camboriú, neste setor.

É um governo das ideias que abraça os nossos idosos acolhendo-os quando se encontram em situação de solidão ou são vítimas de maus-tratos com o programa Abraço.

Que democratiza a praia possibilitando a portadores de deficiência usufruírem da nossa maior riqueza que são nossas praias com o Praia Acessível.

Um governo com ideias conectadas no futuro que cuida do meio ambiente hoje com os olhos nas futuras gerações.

Assim, iniciou a implantação de todas as medidas para a conquista do selo de qualidade Bandeira Azul nas praias de Estaleiro, Estaleirinho e Taquaras.

Em apenas um ano, já realizou a ligação de 20Km de rede de esgoto no Bairro Nova Esperança, Loteamento Schultz e Parque Bandeirantes, fez 70% dos 7,5Km da rede do Bairro dos Municípios e recentemente concluiu 4 Km de rede em Laranjeiras.

E, na próxima semana, assina a ordem de serviço para começar a instalação da rede de esgotos nos bairros da Barra e São Judas, caminhando para chegar em 100% do esgoto da cidade coletado.

Está em permanente revitalização do Rio Marambaia, uma operação que retirou cerca de 160 caminhões de lixo e entulho do local.
Rio que em breve receberá aeradores que permitirão oxigenar a água.

Visitou mais de 17 mil residências para vistoriar as ligações de esgoto. Foi além e para caminhar para uma Balneário de águas limpas, propôs à cidade-mãe, Camboriú, que venhamos a tratar o esgoto daquele município, a exemplo do que está sendo feito aqui, numa tentativa histórica para revitalizar o Rio Camboriú.

Assinou recentemente, a parceria para o estudo de criação do parque inundável que vai armazenar água, um bem valioso, assunto que muitos discutiram e pouco fizeram.

Entregou um novo reservatório de água com capacidade para 2,8 milhões de litros de água, com material adequado para que se possa garantir a qualidade da água.

No turismo, em 2017, nossa cidade foi escolhida como o melhor destino turístico de SC, graças a um trabalho e planejamento da Secretaria de Turismo que junto com o setor privado formatou ações que resultou no crescimento econômico e geração de empregos mais alta dos últimos quatro anos.

Este governo não “é do eu faço eu sou” e sim do coletivo: “Ouvimos, fazemos e nós somos!”.

Foi um aumento de 22% no número de visitantes em relação a 2016, chegando a mais de 4,2 milhões de turistas em 2017.

Fomos o destino mais procurado pela CVC em Santa Catarina e o quarto destino brasileiro mais procurado pela Fly Tur.

Estamos vivendo uma nova expectativa com a chegada de 20 navios transatlânticos nesta temporada e para a próxima já temos a confirmação de 27, dando à cidade um novo ritmo.

Outras iniciativas foram estimuladas pelo poder público, como a instalação da maior roda gigante da América Latina e a criação de um parque ecológico no pontal Norte, potencializando os atrativos turísticos da cidade.

Há mais de 15 anos Balneário Camboriú não inaugurava um equipamento turístico de grande porte, por isso decaímos severamente na competição pelo turista internacional enquanto nossos concorrentes como Bombinhas e Florianópolis cresciam de maneira acelerada.

No turismo interno foram cinco anos de decadência, só em 2017 conseguimos chegar ao número de visitantes que tínhamos em 2011.

Ideias se traduzem em ações na educação como o novo Núcleo de Educação Infantil no bairro dos Municípios e na redução da 82% na fila de espera por vagas nas escolas municipais.

Problema antigo, que agora é enfrentado com coragem e determinação em defesa do futuro de nossas crianças.

Fizemos a revitalização do Polo Bilíngue, com atendimento especializado em Libras e Português; valorizamos as bandas escolares e chamamos as agentes de alimentação escolar para ajudar a construir o cardápio, aliando o trabalho técnico com a experiência.

No contraturno escolar, ampliamos o Projeto Oficinas de 26 para 35 oficinas gratuitas, que atenderam 2,6 alunos.

Mas, podemos ir além em mostrar o que a cegueira política não quer ver.

Na saúde, em apenas um ano - o governo do prefeito Fabrício Oliveira realizou mais de 660 mil procedimentos, entre consultas com especialistas, exames e cirurgias.

Inaugurou o Posto de Coleta Laboratorial da Barra e entregou à comunidade a nova Unidade de Estratégia de Saúde da Família no Bairro dos Municípios.

Em 2017 o programa de captação de órgãos para doação colocou nosso hospital na nona posição entre mais de 60 hospitais catarinenses e na liderança na taxa de convencimento entre as instituições líderes.

Nos dedicamos a construir o programa Municipal de Incentivo às Organizações Sociais, que possibilitará a terceirização do Hospital Ruth Cardoso e do PA da Barra, para desonerar o município que arca com cerca de R$ 4,5 milhões/mês para manutenção somente do hospital, além de objetivar a melhoria na qualidade do serviço.

São novas ideias que modernizaram e deram mais transparência à administração da cidade.

A criação do espaço dentro da prefeitura para a instalação do Observatório Social acompanhando todos os processos de compras do município é uma medida inédita no País que coloca a sociedade fiscalizando o governo direta e diariamente.

Nosso governo criou a Lei da Desburocratização, que simplifica o processo de abertura e de concessão de alvarás para microempresas e empresas de pequeno porte.

Além disso, implementou um processo mais rápido, transparente, menos burocrático e padronizado para aprovação de projetos da construção civil com o Novo Modelo de Licenciamento, o Projeto Legal.

Transformou espaços. O Parque Raimundo Malta foi revitalizado e a Praça da Cultura ganhou a comunidade, por meio de estímulo ao artesão e à arte.

Um governo das novas ideias que ampliará a faixa de areia da praia do Centro, revitalizará o calçadão da Central e a Avenida Brasil e construirá o Mercado Público municipal como um charmoso espaço gastronômico.

Ideias que olham para a frente, que não se contaminam pelo rami-rami da política tradicional.

Nada disso e muito mais que foi feito pelo nosso governo é percebido por aqueles que não querem ver.

Ou melhor, por aqueles que veem, mas não querem acreditar que estamos fazendo mais e melhor do que eles fariam.

Talvez por não viverem a cidade.

Ou talvez, por má fé mesmo.

Assim é a pequena política, principalmente aquela feita pelos que se alimentam da pobreza das tentativas de desqualificar a qualquer custo os seus adversários.

*Omar Tomalih é membro da executiva do PSB


O Página 3 Online está aberto para sugestões e artigos de opinião. Interessados podem enviar textos para online@pagina3.com.br

 

Publicidade

Publicidade