Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Opinião
Prefeito de Balneário Camboriú emite opinião sobre a situação da temporada

Quarta, 16/1/2019 17:20.
Divulgação PMBC

Publicidade

Após a repercussão das reportagens sobre a temporada na cidade (leia aqui e aqui) oprefeito de Balneário Camboriú Fabrício Oliveira emitiu uma nota propondo uma reflexão sobre o assunto, leia abaixo na íntegra.

Carta do prefeito

"Nos últimos dias, a imprensa estadual tem repercutido a queda do número de turistas nessa temporada, em todo o litoral catarinense. Dado real e que pode ser comprovado pela diminuição no número de voos no aeroporto de Florianópolis e pela Polícia Rodoviária Federal, que aponta uma queda de 78% do número de argentinos que cruzaram a fronteira em Dionísio Cerqueira, no Oeste do Estado, desde o início de janeiro.

Nossa cidade é impactada nesse contexto, como as demais cidades praianas. Isso é um fato e temos que tratar essa questão de frente, no entanto, com a responsabilidade de quem sabe que esse cenário não foi criado pela administração municipal, tendo em vista que nos preparamos para a temporada e mantivemos todos os serviços essenciais funcionando.

Tivemos o maior Réveillon de todos os tempos. A cidade recebeu cerca de 50% de visitantes a mais do que no ano passado, durante a virada do ano, conforme a coleta de lixo, parâmetro de contagem do número de pessoas utilizado nos últimos anos. E a ocupação da rede hoteleira surpreendeu até mesmo quem é do setor, com ocupação média acima dos 97%. Nossa cidade foi a única da região que não registrou falta de água, mesmo diante da estiagem pela qual atravessamos. Colocamos em funcionamento novos reservatórios, planejamos e executamos obras para evitar isso. Não faltou serviço de coleta, não faltou atendimento de saúde e garantimos a segurança das pessoas, mesmo com a superlotação da virada de ano.

Fizemos um grande Natal, investimos numa decoração moderna que deixou nossa cidade ainda mais linda e arrancou elogios de todos. Também investimos em projetos de divulgação turística em parceria com o Balneário Conventions & Visitors Bureau e entidades do setor. Somos uma das cidades mais saneadas do Brasil e, pela primeira vez, duas das nossas praias estão certificadas internacionalmente pelo Bandeira Azul. Temos motivos de sobra para nos destacarmos no cenário turístico. Temos boas notícias para propagar, apesar dos problemas pontuais.

No último domingo, a cidade sofreu com uma chuva torrencial de 65mm em uma hora e meia, mais da metade da chuva de todo o mês de dezembro e, apesar dos estragos, em 24 horas, a cidade já estava quase totalmente recuperada.

Portanto, provoco a reflexão sobre a forma como esse tema está sendo discutido. A desconstrução da imagem de uma cidade por conta de problemas pontuais pode ser mais prejudicial do que a crise argentina. Defendo que o momento deva ser utilizado para debates construtivos e para a união da nossa sociedade, sob o risco de perdermos para nós mesmos, diante de uma repercussão negativa nacional e internacional".

Fabrício Oliveira, prefeito de Balneário Camboriú


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação PMBC

Prefeito de Balneário Camboriú emite opinião sobre a situação da temporada

Publicidade

Quarta, 16/1/2019 17:20.

Após a repercussão das reportagens sobre a temporada na cidade (leia aqui e aqui) oprefeito de Balneário Camboriú Fabrício Oliveira emitiu uma nota propondo uma reflexão sobre o assunto, leia abaixo na íntegra.

Carta do prefeito

"Nos últimos dias, a imprensa estadual tem repercutido a queda do número de turistas nessa temporada, em todo o litoral catarinense. Dado real e que pode ser comprovado pela diminuição no número de voos no aeroporto de Florianópolis e pela Polícia Rodoviária Federal, que aponta uma queda de 78% do número de argentinos que cruzaram a fronteira em Dionísio Cerqueira, no Oeste do Estado, desde o início de janeiro.

Nossa cidade é impactada nesse contexto, como as demais cidades praianas. Isso é um fato e temos que tratar essa questão de frente, no entanto, com a responsabilidade de quem sabe que esse cenário não foi criado pela administração municipal, tendo em vista que nos preparamos para a temporada e mantivemos todos os serviços essenciais funcionando.

Tivemos o maior Réveillon de todos os tempos. A cidade recebeu cerca de 50% de visitantes a mais do que no ano passado, durante a virada do ano, conforme a coleta de lixo, parâmetro de contagem do número de pessoas utilizado nos últimos anos. E a ocupação da rede hoteleira surpreendeu até mesmo quem é do setor, com ocupação média acima dos 97%. Nossa cidade foi a única da região que não registrou falta de água, mesmo diante da estiagem pela qual atravessamos. Colocamos em funcionamento novos reservatórios, planejamos e executamos obras para evitar isso. Não faltou serviço de coleta, não faltou atendimento de saúde e garantimos a segurança das pessoas, mesmo com a superlotação da virada de ano.

Fizemos um grande Natal, investimos numa decoração moderna que deixou nossa cidade ainda mais linda e arrancou elogios de todos. Também investimos em projetos de divulgação turística em parceria com o Balneário Conventions & Visitors Bureau e entidades do setor. Somos uma das cidades mais saneadas do Brasil e, pela primeira vez, duas das nossas praias estão certificadas internacionalmente pelo Bandeira Azul. Temos motivos de sobra para nos destacarmos no cenário turístico. Temos boas notícias para propagar, apesar dos problemas pontuais.

No último domingo, a cidade sofreu com uma chuva torrencial de 65mm em uma hora e meia, mais da metade da chuva de todo o mês de dezembro e, apesar dos estragos, em 24 horas, a cidade já estava quase totalmente recuperada.

Portanto, provoco a reflexão sobre a forma como esse tema está sendo discutido. A desconstrução da imagem de uma cidade por conta de problemas pontuais pode ser mais prejudicial do que a crise argentina. Defendo que o momento deva ser utilizado para debates construtivos e para a união da nossa sociedade, sob o risco de perdermos para nós mesmos, diante de uma repercussão negativa nacional e internacional".

Fabrício Oliveira, prefeito de Balneário Camboriú


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade