Jornal Página 3

Guarda Municipal prende quatro assaltantes
Divulgação
Um dos automóveis tomados em assalto.
Um dos automóveis tomados em assalto.

Quinta, 10/8/2017 19:26.

A Guarda Municipal prendeu nesta quinta-feira (10) quatro homens suspeitos de assaltos em Balneário Camboriú.

De ontem para hoje aconteceram três assaltos à mão armada, um deles em uma oficina mecânica na região sul do centro; outro em uma lavação nas proximidades do centro e outro, hoje, no Estaleiro, onde a proprietária da residência foi feita refém.

Nos três casos citados os assaltantes levaram veículos.

Hoje de manhã a Guarda Municipal localizou esses veículos estacionados em uma rua da cidade.

Desde as nove da manhã o secretário de segurança pública do município, Antônio Gabriel Castanheira, em um carro descaracterizado, ficou monitorando os veículos à espera que os assaltantes retornassem para pegá-los.

Também foram colocados rastreadores nos veículos, porque havia a preocupação que os assaltantes fugissem, causando acidentes ou que houvesse tiroteio expondo a população à risco.

Com uma pequena equipe Castanheira montou um cerco de segurança, usando  também carros descaracterizados.

No começo da noite um dos presos voltou ao local para pegar um dos carros roubados e outros três suspeitos ficaram em outro veículo, um Gol, dando cobertura.

A Guarda caiu em cima e prendeu os quatro. Eles foram conduzidos para acareações e é possível que alguns deles estejam envolvidos no assalto da manhã na praia do Estaleiro, quando uma senhora foi rendida e submetida a duas armas de fogo encostadas em sua cabeça.

O automóvel roubado na casa dessa senhora, um Mini Cooper, também estava sendo monitorado pela Guarda Municipal, mas a PM em vigilância encontrou o veículo e o retirou do local.

A Polícia Militar de Balneário Camboriú não informou a sociedade -através dos informativos que distribui à imprensa-, nenhum dos três assaltos ocorridos entre ontem e hoje.

Comportamento típico de desinformação da sociedade, por parte da PM, adotado desde o começo do ano de 2016, que a coloca os cidadãos em risco por falta de alertas.

Nota: Por noticiar repetidas vezes que a Polícia Militar maquia os informativos que distribui à impressa, o jornal Página 3 está sendo processado pelo comandante local de PM, e um dos seus subordinados.

Para ler o processo na íntegra com a acusação e a defesa do jornal, clique aqui.


Publicidade


Colunistas
por Fernando Baumann
por Sonia Tetto
por Saint Clair Nickelle
por Augusto Cesar Diegoli
por Marcos Vinicios Pagelkopf
por Enéas Athanázio
Educação

Documemnto define o que as escolas brasileiras devem ensinar a cada ano 


Cidade

PIB cresceu forte sob Pavan e Spernau e desacelerou entre 2010 e 2015


Cidade

Crise econômica impacta negativamente nas contas públicas  


Cidade


Guia Legal BC

Banda se apresenta no dia 5 de janeiro


Geral

Consórcio pode ser o fato mais relevante desde que as duas cidades se separaram 53 anos atrás 


Publicidade