Jornal Página 3

Criança é reanimada após incêndio em creche em MG; outras cinco morreram
O Tempo/Folhapress.

Sexta, 6/10/2017 6:39.

CAROLINA LINHARES
BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - Autoridades da polícia e do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais informaram nesta sexta-feira (6) que cinco crianças morreram em um incêndio nesta quinta (5) em uma creche em Janaúba (554 km de Belo Horizonte).

O fogo foi provocado por Damião Soares dos Santos, 50, vigia da creche, que também morreu. Uma professora da creche, Heley de Abreu Silva Batista, 43, também morreu após ter 90% do corpo queimado na tentativa de salvar as crianças.

Na noite desta quinta (5), os bombeiros chegaram a confirmar a morte de uma sexta criança, de quatro anos. A informação foi corrigida nesta manhã -a criança foi reanimada após sofrer paradas cardíacas.

"Felizmente, por um erro de avaliação médica, uma criança do sexo feminino, de 4 anos, que estava em parada cardíaca, após sucessivas manobras de reanimação cardiopulmonar, foi reanimada", afirmam em nota.

As crianças que morreram tinham quatro anos de idade -Juan Pablo Cruz dos Santos, Luiz Davi Carlos Rodrigues, Ruan Miguel Soares Silva, Ana Clara Ferreira Silva e Renan Nicolas dos Santos Silva.

FERIDOS

Nove crianças foram transportadas de avião para o Hospital João 23, em Belo Horizonte, que é referência no tratamento de queimaduras.

Duas professoras da creche, de 63 e 42 anos, estão sendo levadas de Janaúba a BH nesta manhã.

Outras 19 crianças, com idades entre 1 e 6 anos, foram levadas a Montes Claros, no norte de Minas, onde recebem tratamento. Uma adulta de 23 anos também é atendida na cidade.

Há ainda 30 pessoas feridas, entre militares e vizinhos, que participaram do resgate e precisaram de atendimento médico devido a queimaduras leves e inalação de fumaça. Outras 12 crianças estão em observação no Hospital Regional de Janaúba pelas mesmas razões.

Havia cerca de 60 crianças no Centro Municipal Infantil "Gente Inocente" na manhã de quinta, quando o vigia arremessou gasolina em várias crianças e em si mesmo e ateou fogo em seguida.

Um total de oito aeronaves foi mobilizada para o atendimento às vítimas -três da Polícia Militar, Polícia Civil e Bombeiros, duas dotadas de UTI móvel e três particulares, de empresários da região.

 


Publicidade


Colunistas
por Augusto Cesar Diegoli
por Marcos Vinicios Pagelkopf
por Enéas Athanázio
por Fernando Baumann
por Sonia Tetto
Geral

Começou na segunda-feira e segue até quarta-feira 


Cultura

Edital vai distribuir R$ 920 mil para projetos culturais


Geral

Consórcio pode ser o fato mais relevante desde que as duas cidades se separaram 53 anos atrás 


Comercial

Promoções Rosar Alimentos para esta semana