Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Polícia suspeita que garçom tirou a própria vida
Arquivo Pessoal

Segunda, 8/4/2019 9:36.

O garçom Rodnei Vieira Soares, 39 anos, foi encontrado morto em um terreno na rua Hermógenes de Assis Feijó, no Bairro da Barra, no sábado (6).

Segundo informações da Polícia Civil Rodnei estava com um cinto no pescoço. A principal suspeita é de que ele tenha tirado a própria vida. O velório e sepultamento foram no cemitério da Barra, ontem (7).

Ele era de Gaspar, mas morava há alguns anos em Balneário, onde trabalhou em hotéis e restaurantes. Rodnei deixa esposa, Maiany Thaise, e filhos.

Se você precisa de ajuda ou sabe de alguém que passa por depressão, procure o CVV pelo número 2033-2411 ou 188.

A prefeitura de Balneário Camboriú também possui o Programa Abraço à Vida, que funciona 24h pelo telefone 9.99823222, através de ligações, WhatsApp ou atendimento presencial (grupos de apoio focais, com profissionais especializados). Entre em contato e saiba mais.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Polícia suspeita que garçom tirou a própria vida

Arquivo Pessoal

Publicidade

Segunda, 8/4/2019 9:36.

O garçom Rodnei Vieira Soares, 39 anos, foi encontrado morto em um terreno na rua Hermógenes de Assis Feijó, no Bairro da Barra, no sábado (6).

Segundo informações da Polícia Civil Rodnei estava com um cinto no pescoço. A principal suspeita é de que ele tenha tirado a própria vida. O velório e sepultamento foram no cemitério da Barra, ontem (7).

Ele era de Gaspar, mas morava há alguns anos em Balneário, onde trabalhou em hotéis e restaurantes. Rodnei deixa esposa, Maiany Thaise, e filhos.

Se você precisa de ajuda ou sabe de alguém que passa por depressão, procure o CVV pelo número 2033-2411 ou 188.

A prefeitura de Balneário Camboriú também possui o Programa Abraço à Vida, que funciona 24h pelo telefone 9.99823222, através de ligações, WhatsApp ou atendimento presencial (grupos de apoio focais, com profissionais especializados). Entre em contato e saiba mais.

Publicidade

Publicidade