Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Polícia prende último suspeito de envolvimento em tentativa de homicídio em Camboriú

Quinta, 22/8/2019 9:52.
Reprodução

Publicidade

A Polícia Civil de Camboriú prendeu nesta semana o terceiro e último suspeito de envolvimento em uma tentativa de homicídio qualificado ocorrida em maio na cidade.

Segundo informações, durante as investigações os policiais conseguiram apurar que três homens participaram da tentativa de homicídio contra B.S., na qual D.W.N. e G.T., em uma motocicleta, atiraram na vítima, que foi atingida no pescoço, quando estava na rua Goiás, no Bairro Areias, em Camboriú.

O mandante do crime teria sido J.S.L.L., o qual ordenou a execução do homicídio porque B.S. seria seu "desafeto".

G.T. era o único suspeito que ainda estava foragido. Ele foi preso em Balneário Piçarras.

A Polícia Civil de Camboriú solicita à população que colabore com informações e denúncias através do telefone 3398-6390 ou ligando 181. O sigilo é garantido e as denúncias podem ser anônimas.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Reprodução

Polícia prende último suspeito de envolvimento em tentativa de homicídio em Camboriú

Publicidade

Quinta, 22/8/2019 9:52.

A Polícia Civil de Camboriú prendeu nesta semana o terceiro e último suspeito de envolvimento em uma tentativa de homicídio qualificado ocorrida em maio na cidade.

Segundo informações, durante as investigações os policiais conseguiram apurar que três homens participaram da tentativa de homicídio contra B.S., na qual D.W.N. e G.T., em uma motocicleta, atiraram na vítima, que foi atingida no pescoço, quando estava na rua Goiás, no Bairro Areias, em Camboriú.

O mandante do crime teria sido J.S.L.L., o qual ordenou a execução do homicídio porque B.S. seria seu "desafeto".

G.T. era o único suspeito que ainda estava foragido. Ele foi preso em Balneário Piçarras.

A Polícia Civil de Camboriú solicita à população que colabore com informações e denúncias através do telefone 3398-6390 ou ligando 181. O sigilo é garantido e as denúncias podem ser anônimas.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade