Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Policia
Balneário Camboriú e Itajaí são alvos de operação da PF contra tráfico internacional de drogas

Terça, 27/8/2019 10:12.
Divulgação.

Publicidade

Balneário Camboriú, Itajaí, Blumenau, Piçarras e Ilhota são as cinco cidades catarinenses que receberam a Polícia Federal na manhã de hoje (27). No total, são cumpridos na região 24 mandados de prisão e 33 de busca e apreensão.

A Operação The Wall investiga organizações criminosas que traficavam cocaína para a Europa através de contêineres embarcados em portos de Santa Catarina (Itajaí e Navegantes), Paraná (Paranaguá) e São Paulo (Santos). A polícia busca drogas, armas e bens como veículos, adquiridos como forma de lavar o dinheiro do crime.

Segundo a Polícia Federal, a ação aconteceu em parceria com a Receita Federal, que forneceu informações sobre a movimentação dos contêineres suspeitos nos portos, sendo possível identificar as cargas irregulares. Uma apreensão de 1.700kg de cocaína no porto de Antuérpia, na Bélgica, em dezembro/2018, que iniciou as investigações. A carga vinha do Brasil. A PF descobriu que a mesma quadrilha tentou enviar para o país europeu mais 558kg da droga em abril deste ano. A carga foi apreendida em Navegantes.

O nome da operação, The Wall, vem da camuflagem utilizada pelos traficantes, que tentaram esconder a cocaína em uma carga de tijolos, que formavam uma ‘parede’, dificultando a localização.

A PF informou ainda que pelo menos 150 policiais federais trabalham na operação, que também contou com apoio de cães farejadores. Uma ação complementar acontece em Santos/SP, cidade portuária que também integrava a ‘rota’ do grupo de traficantes. Lá a ação foi denominada ‘Alba Virus’. Por lá estão sendo cumpridos 42 mandados de busca e apreensão e 18 de prisão temporária, além do sequestro de R$ 23 milhões em imóveis. Os grupos catarinense e paulista atuavam em parceria. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinião

"Com estes valores, nenhuma unidade de saúde consegue se manter como PORTA ABERTA"


Cidade

Prefeitura é dona de terreno, próximo ao local, que poderia receber o Mercado


Brasil


Política

O vereador aproveitou que estava em Brasília pra falar sobre o saneamento básico de Camboriú


Cidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Balneário Camboriú e Itajaí são alvos de operação da PF contra tráfico internacional de drogas

Divulgação.

Publicidade

Terça, 27/8/2019 10:12.

Balneário Camboriú, Itajaí, Blumenau, Piçarras e Ilhota são as cinco cidades catarinenses que receberam a Polícia Federal na manhã de hoje (27). No total, são cumpridos na região 24 mandados de prisão e 33 de busca e apreensão.

A Operação The Wall investiga organizações criminosas que traficavam cocaína para a Europa através de contêineres embarcados em portos de Santa Catarina (Itajaí e Navegantes), Paraná (Paranaguá) e São Paulo (Santos). A polícia busca drogas, armas e bens como veículos, adquiridos como forma de lavar o dinheiro do crime.

Segundo a Polícia Federal, a ação aconteceu em parceria com a Receita Federal, que forneceu informações sobre a movimentação dos contêineres suspeitos nos portos, sendo possível identificar as cargas irregulares. Uma apreensão de 1.700kg de cocaína no porto de Antuérpia, na Bélgica, em dezembro/2018, que iniciou as investigações. A carga vinha do Brasil. A PF descobriu que a mesma quadrilha tentou enviar para o país europeu mais 558kg da droga em abril deste ano. A carga foi apreendida em Navegantes.

O nome da operação, The Wall, vem da camuflagem utilizada pelos traficantes, que tentaram esconder a cocaína em uma carga de tijolos, que formavam uma ‘parede’, dificultando a localização.

A PF informou ainda que pelo menos 150 policiais federais trabalham na operação, que também contou com apoio de cães farejadores. Uma ação complementar acontece em Santos/SP, cidade portuária que também integrava a ‘rota’ do grupo de traficantes. Lá a ação foi denominada ‘Alba Virus’. Por lá estão sendo cumpridos 42 mandados de busca e apreensão e 18 de prisão temporária, além do sequestro de R$ 23 milhões em imóveis. Os grupos catarinense e paulista atuavam em parceria. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade