Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Homem que morreu na praia central ainda não foi identificado

Na sexta-feira homem foi salvo pelos guarda-vidas

Segunda, 2/12/2019 11:37.
Divulgação/SAMU
O afogamento com morte na praia central. Credito SAMU

Publicidade

O homem que morreu afogado na praia central de Balneário Camboriú na sexta-feira (29), ainda não foi identificado. A suspeita é de que o homem tenha sofrido um infarto enquanto se banhava no mar. Ele estava sozinho e sem documentos. O corpo aguarda identificação no Instituto Médico Legal (IML).

O corpo foi visto por banhistas, por volta das 13h25, na altura da Rua 3.100. Eles chamaram os guarda-vidas do posto 5. Ele foi resgatado, mas não sobreviveu.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o homem parece ter 40 anos, vestia uma bermuda de sarja amarrada com um cadarço. O médico responsável pela ocorrência informou que a vítima apresentava sinais de que havia morrido muitas horas antes de ser encontrado, tendo inclusive rigidez cadavérica.

Foi salvo

Divulgação/ Corpo de Bombeiros

Outro homem quase se afogou no começo da manhã de sexta, por volta das 7h30, nas proximidades do posto 1 dos guarda-vidas, perto do Hotel Marambaia. Ele foi salvo e encaminhado ao Hospital Municipal Ruth Cardoso.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/SAMU
O afogamento com morte na praia central. Credito SAMU
O afogamento com morte na praia central. Credito SAMU

Homem que morreu na praia central ainda não foi identificado

Na sexta-feira homem foi salvo pelos guarda-vidas

Publicidade

Segunda, 2/12/2019 11:37.

O homem que morreu afogado na praia central de Balneário Camboriú na sexta-feira (29), ainda não foi identificado. A suspeita é de que o homem tenha sofrido um infarto enquanto se banhava no mar. Ele estava sozinho e sem documentos. O corpo aguarda identificação no Instituto Médico Legal (IML).

O corpo foi visto por banhistas, por volta das 13h25, na altura da Rua 3.100. Eles chamaram os guarda-vidas do posto 5. Ele foi resgatado, mas não sobreviveu.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o homem parece ter 40 anos, vestia uma bermuda de sarja amarrada com um cadarço. O médico responsável pela ocorrência informou que a vítima apresentava sinais de que havia morrido muitas horas antes de ser encontrado, tendo inclusive rigidez cadavérica.

Foi salvo

Divulgação/ Corpo de Bombeiros

Outro homem quase se afogou no começo da manhã de sexta, por volta das 7h30, nas proximidades do posto 1 dos guarda-vidas, perto do Hotel Marambaia. Ele foi salvo e encaminhado ao Hospital Municipal Ruth Cardoso.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade