Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Mesmo com tornozeleira eletrônica, furtou loja da região
Divulgação

Terça, 12/2/2019 8:13.

Uma mulher de 22 anos, acompanhada de uma amiga da mesma idade, foi flagrada na noute de domingo (10) furtando uma loja do Porto Belo Outlet Premium, que fica na BR-101, em Porto Belo.

Ela cumpria pena em regime semiaberto e usava uma tornozeleira eletrônica.

Segundo a Polícia Militar, por volta das 21h20 de domingo seguranças do empreendimento solicitaram que os policiais fossem até lá. No local, o gerente de uma das lojas relatou que viu as duas mulheres pegando roupas e colocando dentro de uma sacola.
Os seguranças do outlet foram chamados e identificaram através das câmeras de segurança A.L.S.Q. e K.D.B. que apesar de já não estarem com as peças furtadas - que totalizavam R$ 1 mil - foram incriminadas pelas imagens mostrando claramente o furto.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

 Prefeitura começará a internar usuários de drogas


Mundo

Um dos principais destinos turísticos do mundo sofre com algas desde 2015


Geral

O cantor Armandinho organiza o festival, que tem entrada gratuita


Política

Derrota do governo é resposta de Maia à queda de Bebianno


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Mesmo com tornozeleira eletrônica, furtou loja da região

Divulgação
Terça, 12/2/2019 8:13.

Uma mulher de 22 anos, acompanhada de uma amiga da mesma idade, foi flagrada na noute de domingo (10) furtando uma loja do Porto Belo Outlet Premium, que fica na BR-101, em Porto Belo.

Ela cumpria pena em regime semiaberto e usava uma tornozeleira eletrônica.

Segundo a Polícia Militar, por volta das 21h20 de domingo seguranças do empreendimento solicitaram que os policiais fossem até lá. No local, o gerente de uma das lojas relatou que viu as duas mulheres pegando roupas e colocando dentro de uma sacola.
Os seguranças do outlet foram chamados e identificaram através das câmeras de segurança A.L.S.Q. e K.D.B. que apesar de já não estarem com as peças furtadas - que totalizavam R$ 1 mil - foram incriminadas pelas imagens mostrando claramente o furto.
 

Publicidade

Publicidade