Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Ten. Cel. Alexandre avalia primeiros dias à frente da PM de Balneário Camboriú
Divulgação PMSC

Quinta, 7/2/2019 17:16.

O Página 3 conversou na manhã desta quinta-feira (7) com o novo Comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar de Balneário Camboriú, o Tenente-coronel Alexandre Coelho Vieira, que está conhecendo a cidade e analisando a atual situação do batalhão, que também cobre outros nove municípios: Camboriú, Itapema, Porto Belo, Bombinhas, Tijucas, São João Batista, Canelinha, Nova Trento e Major Gercino.

Ele conta que os primeiros dias foram bem intensos, e que se dividiu entre visitar parceiros, tomar conhecimento dos índices da segurança e analisar a área territorial no geral. “Estou buscando conversar com a comunidade, associações de moradores e Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs). É um serviço que demanda tempo, e quero continuar com os trabalhos de qualidade, a exemplo do que o Evaldo Hoffmann fazia. Ele deixou uma herança muito boa”, explica.

O novo comandante está mudando alguns pontos no policiamento da cidade, além de querer fazer operações diferenciadas – a exemplo da Saturação, que no começo do mês massificou o policiamento no Bairro dos Municípios, com barreiras, vistorias em bares e abordagens de suspeitos.

O plano deu certo: 24 quilos de maconha foram apreendidos, além de R$ 1.181 em dinheiro, 121 cigarros de maconha prontos para venda e 15 comprimidos de ectasy.

“Também conseguimos auxiliar a Polícia Federal na prisão do traficante Minotauro, que era procurado até em outros Estados. Vamos seguir assim, colocando o maior número possível de policiais nas ruas. Também estamos esperando o helicóptero Águia chegar, o que deve acontecer entre os dias 20 e 25. Até lá, aos finais de semana teremos o apoio do Águia de Florianópolis”, diz.

Crimes contra a mulher

Um fato que chamou a atenção do Ten.Cel. Alexandre na região de Balneário Camboriú foi o indíce de violência contra mulheres. Ele lamenta que pouco se pode fazer sobre o assunto, principalmente porque muitas vítimas sequer denunciam o crime.

“Há a Rede Catarina de Proteção a Mulher, com atuação de PMs mulheres. Elas cumprem agenda junto ao Fórum, que indica as mulheres que possuem medida protetiva”, informa.

A ideia do Comandante é intensificar esse projeto por aqui e incentivar as denúncias, mostrando que a PM está ali para proteger e ajudar. “As policiais visitam as vítimas semanalmente ou a cada 15 dias. As mulherem podem desabafar, falar como está a situação. E quando os agressores percebem a presença da polícia, vendo que as vítimas estão amparadas e protegidas, tendem a se afastar”, conta.

Reforço no efetivo

Questionado sobre a possibilidade do 12º BPM ganhar um reforço no efetivo,  o Ten.Cel. Alexandre comentou que não só o batalhão está com defasagem no número de policiais militares, mas como o Estado todo. “Estamos repondo aos poucos. O Governador Moisés da Silva disse que vai ter um concurso para mil policiais, mas ainda assim temos quase 300 municípios. Se fosse dividir, seriam apenas três por cidade”, comentou.

Carnaval

O comandante antecipou para o Página 3 que a Operação Alegria inicia na próxima semana, com o levantamento de dados em parceria com a prefeitura de Balneário. “Vamos ter acesso à programação oficial e em cima disso analisaremos as necessidades de reforço no efetivo vindo de outras cidades da região”, finalizou.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Ten. Cel. Alexandre avalia primeiros dias à frente da PM de Balneário Camboriú

Divulgação PMSC
Quinta, 7/2/2019 17:16.

O Página 3 conversou na manhã desta quinta-feira (7) com o novo Comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar de Balneário Camboriú, o Tenente-coronel Alexandre Coelho Vieira, que está conhecendo a cidade e analisando a atual situação do batalhão, que também cobre outros nove municípios: Camboriú, Itapema, Porto Belo, Bombinhas, Tijucas, São João Batista, Canelinha, Nova Trento e Major Gercino.

Ele conta que os primeiros dias foram bem intensos, e que se dividiu entre visitar parceiros, tomar conhecimento dos índices da segurança e analisar a área territorial no geral. “Estou buscando conversar com a comunidade, associações de moradores e Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs). É um serviço que demanda tempo, e quero continuar com os trabalhos de qualidade, a exemplo do que o Evaldo Hoffmann fazia. Ele deixou uma herança muito boa”, explica.

O novo comandante está mudando alguns pontos no policiamento da cidade, além de querer fazer operações diferenciadas – a exemplo da Saturação, que no começo do mês massificou o policiamento no Bairro dos Municípios, com barreiras, vistorias em bares e abordagens de suspeitos.

O plano deu certo: 24 quilos de maconha foram apreendidos, além de R$ 1.181 em dinheiro, 121 cigarros de maconha prontos para venda e 15 comprimidos de ectasy.

“Também conseguimos auxiliar a Polícia Federal na prisão do traficante Minotauro, que era procurado até em outros Estados. Vamos seguir assim, colocando o maior número possível de policiais nas ruas. Também estamos esperando o helicóptero Águia chegar, o que deve acontecer entre os dias 20 e 25. Até lá, aos finais de semana teremos o apoio do Águia de Florianópolis”, diz.

Crimes contra a mulher

Um fato que chamou a atenção do Ten.Cel. Alexandre na região de Balneário Camboriú foi o indíce de violência contra mulheres. Ele lamenta que pouco se pode fazer sobre o assunto, principalmente porque muitas vítimas sequer denunciam o crime.

“Há a Rede Catarina de Proteção a Mulher, com atuação de PMs mulheres. Elas cumprem agenda junto ao Fórum, que indica as mulheres que possuem medida protetiva”, informa.

A ideia do Comandante é intensificar esse projeto por aqui e incentivar as denúncias, mostrando que a PM está ali para proteger e ajudar. “As policiais visitam as vítimas semanalmente ou a cada 15 dias. As mulherem podem desabafar, falar como está a situação. E quando os agressores percebem a presença da polícia, vendo que as vítimas estão amparadas e protegidas, tendem a se afastar”, conta.

Reforço no efetivo

Questionado sobre a possibilidade do 12º BPM ganhar um reforço no efetivo,  o Ten.Cel. Alexandre comentou que não só o batalhão está com defasagem no número de policiais militares, mas como o Estado todo. “Estamos repondo aos poucos. O Governador Moisés da Silva disse que vai ter um concurso para mil policiais, mas ainda assim temos quase 300 municípios. Se fosse dividir, seriam apenas três por cidade”, comentou.

Carnaval

O comandante antecipou para o Página 3 que a Operação Alegria inicia na próxima semana, com o levantamento de dados em parceria com a prefeitura de Balneário. “Vamos ter acesso à programação oficial e em cima disso analisaremos as necessidades de reforço no efetivo vindo de outras cidades da região”, finalizou.

Publicidade

Publicidade