Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Operação Onipresença: PM realizou 15 blitzes no final de semana em Balneário Camboriú

Segunda, 10/8/2020 12:50.
Divulgação/PM

Publicidade

A Onipresença II, que ocorreu desde sexta-feira (7) na cidade e resultou na prisão de oito criminosos, apreensão de drogas, cigarros contrabandeados, arma, e mais de 400 munições é a primeira operação que contou com reforço da Cavalaria e policiais de fora, desde que o Comandante, Tenente-Coronel Daniel Nunes da Silva, assumiu há duas semanas.

15 blitzes e apoio da PM de Joinville

O Comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) explicou que diariamente há operações policiais programadas, como barreiras de trânsito. Porém, aos finais de semana, a exemplo deste último, o trabalho teve apoio de policiais de fora, o efetivo do curso de Alunos-Sargento da PMSC, da Cavalaria de Joinville, que deverão vir sempre que necessário, quando o Comando da PM de Balneário sentir que a cidade pode atrair turistas, a exemplo do Dia dos Pais, que foi neste domingo (9).

“Com esse incremento fica mais fácil fazer as blitzes no trânsito. Por exemplo, conseguimos fazer cinco ao mesmo tempo em pontos distintos da cidade, e após cerca de uma hora e meia migrávamos para outros locais. Ao total, fizemos barreiras em 15 pontos diferentes de Balneário durante todo o final de semana”, diz.

Duplo significado

O Tenente-Coronel aponta que a Onipresença II tem duplo significado, servindo tanto para o ‘cidadão de bem se sentir seguro’, com a presença dos policiais em pontos de alto fluxo de pessoas, como também ‘afastando os criminosos do município’.

“Observamos que a PM estando presente nas principais ruas da cidade conseguimos dissuadi-los de cometerem crimes. Conseguimos prender seis traficantes e dois assaltantes neste final de semana, apreendendo mais de seis quilos de maconha, arma de fogo e mais de 400 munições, 500 comprimidos de ecstasy, carga de cigarros contrabandeados também”, salienta.

A Polícia Militar, assim como a Guarda Municipal, está atuando na fiscalização do decreto que foca em prevenir o Coronavírus, como abordagens nas praias, denúncias de festas clandestinas e aglomerações em estabelecimentos. “Infelizmente ainda tem muita gente desrespeitando, e acreditamos que este final de semana foi atípico, principalmente no movimento nas praias, por conta do Dia dos Pais, onde o pessoal saiu para comemorar”, pontua.

Contato com a comunidade ajuda

Outro ponto que vem sendo destacado pelas forças da segurança, não só pela PM como também pelo secretário de Segurança Antônio Gabriel Castanheira Júnior, é o contato frequente com a comunidade. Através disso, a polícia e a Guarda Municipal conseguem identificar as necessidades de cada bairro e atuar em cima disso.

“Estamos em contato direto com os Conselhos Comunitários de Segurança (CONSEGs) e com a Rede de Vizinhos (grupos no WhatsApp entre a comunidade e PMs). Na quarta-feira (12) teremos uma reunião com 21 líderes desses grupos. São 42 ao total, e na outra semana teremos com a outra metade, para evitar aglomeração. Nos surpreendemos com a boa resposta que eles deram para a nossa operação, nos agradeceram por estarmos colocando os policiais nas ruas”, conta.

Ele cita ainda que um terço dos chamados da PM neste final de semana foi referente a perturbação do sossego alheio, principalmente som alto.

“Se as pessoas respeitassem as normas sanitárias e os vizinhos, tendo uma convivência harmônica, a PM conseguiria deixar de se deslocar para atender essas ocorrências pequenas, que demanda pelo menos 30 minutos, e se atentaria em situações mais importantes”, comenta.

O Comandante Daniel salienta que o feedback da comunidade é importante, assim como a troca de informações que estão tendo com a Guarda Municipal e Polícia Civil.

“Nosso trabalho vem sendo cada vez mais integrado, e tem tudo para dar ainda mais certo”, afirma.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação/PM

Operação Onipresença: PM realizou 15 blitzes no final de semana em Balneário Camboriú

Publicidade

Segunda, 10/8/2020 12:50.

A Onipresença II, que ocorreu desde sexta-feira (7) na cidade e resultou na prisão de oito criminosos, apreensão de drogas, cigarros contrabandeados, arma, e mais de 400 munições é a primeira operação que contou com reforço da Cavalaria e policiais de fora, desde que o Comandante, Tenente-Coronel Daniel Nunes da Silva, assumiu há duas semanas.

15 blitzes e apoio da PM de Joinville

O Comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) explicou que diariamente há operações policiais programadas, como barreiras de trânsito. Porém, aos finais de semana, a exemplo deste último, o trabalho teve apoio de policiais de fora, o efetivo do curso de Alunos-Sargento da PMSC, da Cavalaria de Joinville, que deverão vir sempre que necessário, quando o Comando da PM de Balneário sentir que a cidade pode atrair turistas, a exemplo do Dia dos Pais, que foi neste domingo (9).

“Com esse incremento fica mais fácil fazer as blitzes no trânsito. Por exemplo, conseguimos fazer cinco ao mesmo tempo em pontos distintos da cidade, e após cerca de uma hora e meia migrávamos para outros locais. Ao total, fizemos barreiras em 15 pontos diferentes de Balneário durante todo o final de semana”, diz.

Duplo significado

O Tenente-Coronel aponta que a Onipresença II tem duplo significado, servindo tanto para o ‘cidadão de bem se sentir seguro’, com a presença dos policiais em pontos de alto fluxo de pessoas, como também ‘afastando os criminosos do município’.

“Observamos que a PM estando presente nas principais ruas da cidade conseguimos dissuadi-los de cometerem crimes. Conseguimos prender seis traficantes e dois assaltantes neste final de semana, apreendendo mais de seis quilos de maconha, arma de fogo e mais de 400 munições, 500 comprimidos de ecstasy, carga de cigarros contrabandeados também”, salienta.

A Polícia Militar, assim como a Guarda Municipal, está atuando na fiscalização do decreto que foca em prevenir o Coronavírus, como abordagens nas praias, denúncias de festas clandestinas e aglomerações em estabelecimentos. “Infelizmente ainda tem muita gente desrespeitando, e acreditamos que este final de semana foi atípico, principalmente no movimento nas praias, por conta do Dia dos Pais, onde o pessoal saiu para comemorar”, pontua.

Contato com a comunidade ajuda

Outro ponto que vem sendo destacado pelas forças da segurança, não só pela PM como também pelo secretário de Segurança Antônio Gabriel Castanheira Júnior, é o contato frequente com a comunidade. Através disso, a polícia e a Guarda Municipal conseguem identificar as necessidades de cada bairro e atuar em cima disso.

“Estamos em contato direto com os Conselhos Comunitários de Segurança (CONSEGs) e com a Rede de Vizinhos (grupos no WhatsApp entre a comunidade e PMs). Na quarta-feira (12) teremos uma reunião com 21 líderes desses grupos. São 42 ao total, e na outra semana teremos com a outra metade, para evitar aglomeração. Nos surpreendemos com a boa resposta que eles deram para a nossa operação, nos agradeceram por estarmos colocando os policiais nas ruas”, conta.

Ele cita ainda que um terço dos chamados da PM neste final de semana foi referente a perturbação do sossego alheio, principalmente som alto.

“Se as pessoas respeitassem as normas sanitárias e os vizinhos, tendo uma convivência harmônica, a PM conseguiria deixar de se deslocar para atender essas ocorrências pequenas, que demanda pelo menos 30 minutos, e se atentaria em situações mais importantes”, comenta.

O Comandante Daniel salienta que o feedback da comunidade é importante, assim como a troca de informações que estão tendo com a Guarda Municipal e Polícia Civil.

“Nosso trabalho vem sendo cada vez mais integrado, e tem tudo para dar ainda mais certo”, afirma.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade