Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Homem é preso em flagrante em operação contra a pornografia infantil em Balneário Camboriú

Terça, 18/2/2020 11:43.

Publicidade

Um homem de 47 anos, que não foi identificado, foi preso na manhã desta terça-feira (18), em Balneário Camboriú, com arquivos relacionados à pornografia infantil. Ele foi flagrado compartilhando o conteúdo online. A prisão integra a Operação Luz da Infância 6, da Polícia Civil, que acontece paralelamente em 12 estados brasileiros, na Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá. Estão sendo cumpridos 112 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes.

Segundo a delegada Inara Drapalski, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI), o homem foi preso em flagrante pela constatação de que tinha armazenado inúmeros arquivos relacionados à pornografia infantil. Ele vinha sendo investigado há três meses. No momento em que os policiais e o Instituto Geral de Perícias (IGP) chegaram na casa dele, ele estava compartilhando online o conteúdo.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em residências (sendo um o que culminou com a prisão do homem e um segundo), com apreensões de inúmeros equipamentos de informática e mídias de armazenamento de dados.

68 policiais estão mobilizados em 16 cidades catarinenses para cumprir os mandados. Além de Balneário houve prisão também em Blumenau. Até as 10h30, nove pessoas haviam sido presas no Estado.

As penas para os crimes investigados variam de um a oito anos de prisão. Quem armazena material de pornografia infantil tem pena de um a quatro anos de prisão. Para quem compartilha, a pena é de três a seis anos de prisão. A punição para quem produz esse tipo de material é de quatro a oito anos de prisão.

Histórico

A Operação Luz na Infância está na sua sexta fase. Os resultados das anteriores foram os seguintes:

Luz na Infância 1 - 20 de outubro de 2017. Foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais. Foram presas 108 pessoas.

Luz na Infância 2 - 17 de maio de 2018. As Polícias Civis dos Estados cumpriram 579 mandados de busca, resultando na prisão de 251 pessoas.

Luz na Infância 3 - 22 de novembro de 2018. Operação deflagrada no Brasil e na Argentina com o cumprimento de 110 mandados de busca, resultando na prisão de 46 pessoas.

Luz na Infância 4 – 28 de março de 2019. Operação deflagrada em 26 estados e no Distrito Federal resultou no cumprimento de 266 mandados e 141 pessoas presas.

Luz na Infância 5 – 04 de setembro de 2019. Operação deflagrada em 14 estados e no Distrito Federal, além Estados Unidos, Equador, El Salvador, Panamá, Paraguai e Chile. A ação resultou no cumprimento de 105 mandados e 51 pessoas presas.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Homem é preso em flagrante em operação contra a pornografia infantil em Balneário Camboriú

Publicidade

Terça, 18/2/2020 11:43.

Um homem de 47 anos, que não foi identificado, foi preso na manhã desta terça-feira (18), em Balneário Camboriú, com arquivos relacionados à pornografia infantil. Ele foi flagrado compartilhando o conteúdo online. A prisão integra a Operação Luz da Infância 6, da Polícia Civil, que acontece paralelamente em 12 estados brasileiros, na Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá. Estão sendo cumpridos 112 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes.

Segundo a delegada Inara Drapalski, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI), o homem foi preso em flagrante pela constatação de que tinha armazenado inúmeros arquivos relacionados à pornografia infantil. Ele vinha sendo investigado há três meses. No momento em que os policiais e o Instituto Geral de Perícias (IGP) chegaram na casa dele, ele estava compartilhando online o conteúdo.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em residências (sendo um o que culminou com a prisão do homem e um segundo), com apreensões de inúmeros equipamentos de informática e mídias de armazenamento de dados.

68 policiais estão mobilizados em 16 cidades catarinenses para cumprir os mandados. Além de Balneário houve prisão também em Blumenau. Até as 10h30, nove pessoas haviam sido presas no Estado.

As penas para os crimes investigados variam de um a oito anos de prisão. Quem armazena material de pornografia infantil tem pena de um a quatro anos de prisão. Para quem compartilha, a pena é de três a seis anos de prisão. A punição para quem produz esse tipo de material é de quatro a oito anos de prisão.

Histórico

A Operação Luz na Infância está na sua sexta fase. Os resultados das anteriores foram os seguintes:

Luz na Infância 1 - 20 de outubro de 2017. Foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais. Foram presas 108 pessoas.

Luz na Infância 2 - 17 de maio de 2018. As Polícias Civis dos Estados cumpriram 579 mandados de busca, resultando na prisão de 251 pessoas.

Luz na Infância 3 - 22 de novembro de 2018. Operação deflagrada no Brasil e na Argentina com o cumprimento de 110 mandados de busca, resultando na prisão de 46 pessoas.

Luz na Infância 4 – 28 de março de 2019. Operação deflagrada em 26 estados e no Distrito Federal resultou no cumprimento de 266 mandados e 141 pessoas presas.

Luz na Infância 5 – 04 de setembro de 2019. Operação deflagrada em 14 estados e no Distrito Federal, além Estados Unidos, Equador, El Salvador, Panamá, Paraguai e Chile. A ação resultou no cumprimento de 105 mandados e 51 pessoas presas.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade