Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Homem que matou a esposa, em Camboriú, segue internado: polícia procura pela arma usada no crime

Quinta, 30/7/2020 14:00.
Divulgação

Publicidade

O comerciante Ricardo Ralf, 34 anos, que matou a esposa Leonice Alexandrina Teixeira Bechtold, 32 anos, conhecida como Nice, no último dia 19, segue internado. O crime aconteceu em Camboriú, e após assassinar a esposa ele tentou se matar. A Polícia Civil procura pela arma de fogo utilizada no feminicídio e tentativa de suicídio.

Segundo informações da Polícia Civil, policiais já procuraram em pelo menos três endereços a pistola utilizada por Ricardo - na casa onde ele vivia com a família, no trabalho dele e na casa de parentes. A arma de fogo desapareceu do local do crime antes ainda da Polícia Militar chegar para atender a ocorrência.

O comerciante atirou contra a esposa, Nice, duas vezes, em frente da casa onde moravam, na Rua Gustavo Simas, na localidade do Braço, em Camboriú. Ela morreu na hora, e depois o homem tentou se matar com um tiro na cabeça, mas foi socorrido e segue internado no Ruth Cardoso.

A mulher estaria tentando ir embora de casa, e Ricardo não estaria aceitando o fim do casamento. Não havia nenhuma ocorrência de violência doméstica envolvendo os dois até então. O casal tem dois filhos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação

Homem que matou a esposa, em Camboriú, segue internado: polícia procura pela arma usada no crime

Publicidade

Quinta, 30/7/2020 14:00.

O comerciante Ricardo Ralf, 34 anos, que matou a esposa Leonice Alexandrina Teixeira Bechtold, 32 anos, conhecida como Nice, no último dia 19, segue internado. O crime aconteceu em Camboriú, e após assassinar a esposa ele tentou se matar. A Polícia Civil procura pela arma de fogo utilizada no feminicídio e tentativa de suicídio.

Segundo informações da Polícia Civil, policiais já procuraram em pelo menos três endereços a pistola utilizada por Ricardo - na casa onde ele vivia com a família, no trabalho dele e na casa de parentes. A arma de fogo desapareceu do local do crime antes ainda da Polícia Militar chegar para atender a ocorrência.

O comerciante atirou contra a esposa, Nice, duas vezes, em frente da casa onde moravam, na Rua Gustavo Simas, na localidade do Braço, em Camboriú. Ela morreu na hora, e depois o homem tentou se matar com um tiro na cabeça, mas foi socorrido e segue internado no Ruth Cardoso.

A mulher estaria tentando ir embora de casa, e Ricardo não estaria aceitando o fim do casamento. Não havia nenhuma ocorrência de violência doméstica envolvendo os dois até então. O casal tem dois filhos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade