Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Homens foram presos após desacatarem Agentes de Trânsito, em Balneário

Segunda, 16/11/2020 17:39.

Publicidade

Três homens foram presos, na madrugada de domingo (15), após desacatarem Agentes de Trânsito, na Avenida Atlântica. Neste ano não houve Lei Seca nas eleições municipais em Santa Catarina.

A Guarda Municipal foi chamada para ir até a Avenida Atlântica, na Barra Sul, em apoio à Agentes de Trânsito, que haviam abordado um carro. No veículo estavam três homens, com o som do automóvel ‘com um barulho alto’.

Os Agentes teriam dado ordem de parada ao motorista, que não obedeceu e teria inclusive acelerado o carro, sendo abordado na Rua 4.800. Os três envolvidos estariam ‘notavelmente embriagados e alterados’, e desacataram os Agentes de Trânsito.

Os guardas municipais deram voz de prisão aos homens, que foram conduzidos à delegacia por desacato e o motorista por dirigir sob efeito de álcool e direção perigosa.

A prisão aconteceu por terem desrespeitado os Agentes (flagrante), já que uma das leis eleitorais só permite que prisões voltem a acontecer (salvo exceções, em casos de flagrante, sentença condenatória ou desrespeito a salvo-conduto) na terça-feira (17), 48h após as eleições.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Homens foram presos após desacatarem Agentes de Trânsito, em Balneário

Publicidade

Segunda, 16/11/2020 17:39.

Três homens foram presos, na madrugada de domingo (15), após desacatarem Agentes de Trânsito, na Avenida Atlântica. Neste ano não houve Lei Seca nas eleições municipais em Santa Catarina.

A Guarda Municipal foi chamada para ir até a Avenida Atlântica, na Barra Sul, em apoio à Agentes de Trânsito, que haviam abordado um carro. No veículo estavam três homens, com o som do automóvel ‘com um barulho alto’.

Os Agentes teriam dado ordem de parada ao motorista, que não obedeceu e teria inclusive acelerado o carro, sendo abordado na Rua 4.800. Os três envolvidos estariam ‘notavelmente embriagados e alterados’, e desacataram os Agentes de Trânsito.

Os guardas municipais deram voz de prisão aos homens, que foram conduzidos à delegacia por desacato e o motorista por dirigir sob efeito de álcool e direção perigosa.

A prisão aconteceu por terem desrespeitado os Agentes (flagrante), já que uma das leis eleitorais só permite que prisões voltem a acontecer (salvo exceções, em casos de flagrante, sentença condenatória ou desrespeito a salvo-conduto) na terça-feira (17), 48h após as eleições.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade