- Publicidade -
20.1 C
Balneário Camboriú

Suspeito de integrar quadrilha de golpistas que atuava em Balneário foi preso

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A Polícia Civil prendeu em flagrante na noite de quarta-feira (9), um homem de 26 anos, natural de Guapiara/SP, suspeito de pertencer a uma quadrilha especialista em aplicar o golpe do cartão. A prisão ocorreu em Florianópolis, mas houve casos do golpe também em Balneário Camboriú, São Paulo e Rio de Janeiro. Uma leitora do Página 3 denunciou que os pais dela haviam sido vítimas do golpe do motoboy (saiba mais aqui: https://www.pagina3.com.br/policia/2020/dez/4/1/leitora-alerta-para-golpe-do-motoboy-em-balneario-camboriu).

Segundo a Polícia Civil, o homem foi autuado por estelionato e uso de documento falso. Ele é suspeito de integrar uma quadrilha que liga para clientes (normalmente idosos) de agências bancárias informando ser de uma suposta ‘central’ do banco, e informa que seus cartões foram clonados e que um representante do banco vai em suas residências buscar o cartão com a senha.

- Publicidade -

Em seguida, são feitas compras, saques e transferências. O suspeito preso tinha a função de ‘buscador’, era ele que ia até as casas das vítimas com um crachá falso do Banco do Brasil – o mesmo banco denunciado pela leitora do Página 3 – e recolhia os cartões.

No momento da prisão, em um imóvel na Avenida Trompowsky, no centro de Florianópolis, o suspeito tinha dinheiro, 10 cartões de vítimas, máquinas em que eram passados os cartões, celulares e papelotes de MDMA (ecstasy).

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,752FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,508SeguidoresSeguir
12,000InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -