Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

FHC aconselha Huck a disputar a eleição

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivo Página 3.

Sexta, 9/2/2018 17:47.

IGOR GIELOW
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso aconselhou o apresentador da Rede Globo Luciano Huck a concorrer à Presidência neste ano. Eles conversaram sobre o quadro eleitoral em jantar na noite da quinta (8).

Presidente de honra do PSDB e principal incentivador da candidatura Huck, FHC havia dito horas antes que o apresentador tinha "estilo de peessedebista".

Segundo a reportagem apurou, não foi colocada na conversa a possibilidade de filiação do global ao partido, que tem no governador Geraldo Alckmin (SP) seu principal presidenciável -ele irá disputar prévias com o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio.

O namoro de FHC com Huck tem irritado aliados de Alckmin, que recebeu telefone do ex-presidente para tentar aplacar o desconforto. À Rádio Guaíba (RS), FHC reclamou nesta sexta (9) da cobrança que tem sofrido pela ambiguidade, dizendo que estar fechado com o PSDB não significa não poder conversar com outros atores políticos.

Se o apresentador se lançar, o PPS deverá ser sua sigla, apesar da restrição apontada pelo próprio FHC sobre a falta de musculatura -ou seja, tempo de TV, fundo partidário e capilaridade. O DEM, que oficialmente nega apoiá-lo, já participou de conversas no sentido contrário.

Huck recebeu um ultimato da Globo para decidir se irá filiar-se a algum partido para disputar a eleição, pois a emissora teme a associação óbvia que será feita entre ela e o eventual candidato. A resposta virá após o Carnaval.

Estrategistas do apresentador estão divididos na hora de apostar o desfecho da novela. Alguns acreditam que Huck vai voltar atrás de sua decisão do ano passado de não concorrer, já que há grande pressão devido às dificuldades de Alckmin em emplacar nesse início de campanha.

Outros creem que o ultimato da Globo fará o mesmo efeito de movimento análogo no ano passado, até porque inclui no veto a trabalhar na emissora a mulher de Huck, a também apresentadora Angélica. 

Alckmin diz que fala de FHC foi um 'elogio' a Huck

Na manhã desta sexta-feira (9), o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) disse que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso "fez um belo elogio" ao declarar que o apresentador Luciano Huck tem estilo tucano. Alckmin aproveitou para elencar os valores do partido, citando o respeito à democracia, a defesa da economia de mercado e visão social.

Como informou a Folha de S.Paulo, o ex-presidente ligou para Alckmin para amenizar o impacto de sua declaração sobre Huck. Sobre a conversa, o governador se limitou a dizer que "foi muito boa", lembrando que foi o ex-presidente que o convenceu a assumir a presidência do PSDB para unir o partido.

"O Brasil precisa de menos gladiadores e mais construtores. Precisamos unir o país em torno de um conjunto de reformas que o país precisa."
Sobre a possibilidade de Huck se somar ao quadro do PSDB, o governador disse que não tem conversado com o apresentador sobre o assunto, mas disse que já foi apoiado por Huck, no ano 2000, quando foi candidato à Prefeitura de São Paulo. "Caminhamos juntos lá na zona leste. Ele era até menor de idade na época, acho. Ele é bem mais jovem que eu."

Alckmin voltou a afirmar que estimula uma candidatura de Huck e disse que "a política não pode ser um grupo de má fama e espantar as pessoas", e que é preciso trazer "jovens, mulheres e sociedade civil para a vida pública".

Questionado se pretende convidar Huck para o PSDB, Alckmin desconversou. Disse que "não poderia fazer um convite desses pela imprensa, mas que está mais do que clara nossa admiração".


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Esportes

Pista desafiadora e com visual incrível é um dos diferencias da prova


Informe Comercial

Saúde, bem estar e autoconhecimento


Policia

Outra pessoa que supostamente conhecia os fatos também foi assassinada


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade