Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Vereador de Balneário Camboriú lança ação de fiscalização do plano de governo
Divulgação

Quinta, 11/4/2019 14:03.

(Dani Sisnandes)

O vereador Lucas Gotardo, de Balneário Camboriú, usou a prerrogativa dos pedidos de informação, prevista no Regimento da Câmara e na Lei Orgânica, para questionar o Executivo sobre o que já foi cumprido do plano de governo.

Gotardo destrinchou o plano de governo da administração municipal e protocolou diversos pedidos de informação sobre cada um dos itens prometidos em campanha.

Ele justifica que o plano de governo é documento oficial, que gera expectativas e coloca em xeque a capacidade operacional do agente público, por isso deve ser tratado com responsabilidade.

“Estamos entrando no terceiro ano desta administração e como todos que apoiaram o projeto das Novas Ideias, eu também quero saber o que já foi cumprido e se há cronograma previsto para o que ainda não foi”, comenta Gotardo.

Ele destaca que está cumprindo seu papel de fiscalizador. Por isso, protocolou 13 pedidos de informação sobre cada um dos tópicos levantados em campanha.

Esses pedidos trazem, por sua vez, questionamentos individualizados sobre as propostas apresentadas em forma de plataforma eleitoral.

São eles: Queda dos Muros, Governo Decente, Balneário Mais Segura, Saúde, Excelência e Qualidade, Educação inovadora e integral, Esportes e Qualidade de Vida, Balneário da Cultura, Políticas públicas especiais, Balneário de Águas Limpas, Turismo o Ano Todo, Balneário do Progresso e Cidade Planejada e Acessível.

O item “Captação de Recursos” não era um tópico, mas recebeu um pedido de informação exclusivo, por se tratar de assunto relevante.

Prazos e respostas

Os pedidos de informação foram protocolados no final de fevereiro. Segundo a Lei Orgânica, o prazo de resposta é de 30 dias. Até o momento, apenas a Fundação Cultural retornou os questionamentos.

Nesta semana o vereador começou a compartilhar em suas redes sociais os tópicos abordados em seus pedidos de informação, convidando a comunidade a participar semanalmente da fiscalização.

Para acompanhar acesse www.facebook.com/lucas.gotardo ou www.instagram.com/lucaswgotardo

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Vereador de Balneário Camboriú lança ação de fiscalização do plano de governo

Divulgação

Publicidade

Quinta, 11/4/2019 14:03.

(Dani Sisnandes)

O vereador Lucas Gotardo, de Balneário Camboriú, usou a prerrogativa dos pedidos de informação, prevista no Regimento da Câmara e na Lei Orgânica, para questionar o Executivo sobre o que já foi cumprido do plano de governo.

Gotardo destrinchou o plano de governo da administração municipal e protocolou diversos pedidos de informação sobre cada um dos itens prometidos em campanha.

Ele justifica que o plano de governo é documento oficial, que gera expectativas e coloca em xeque a capacidade operacional do agente público, por isso deve ser tratado com responsabilidade.

“Estamos entrando no terceiro ano desta administração e como todos que apoiaram o projeto das Novas Ideias, eu também quero saber o que já foi cumprido e se há cronograma previsto para o que ainda não foi”, comenta Gotardo.

Ele destaca que está cumprindo seu papel de fiscalizador. Por isso, protocolou 13 pedidos de informação sobre cada um dos tópicos levantados em campanha.

Esses pedidos trazem, por sua vez, questionamentos individualizados sobre as propostas apresentadas em forma de plataforma eleitoral.

São eles: Queda dos Muros, Governo Decente, Balneário Mais Segura, Saúde, Excelência e Qualidade, Educação inovadora e integral, Esportes e Qualidade de Vida, Balneário da Cultura, Políticas públicas especiais, Balneário de Águas Limpas, Turismo o Ano Todo, Balneário do Progresso e Cidade Planejada e Acessível.

O item “Captação de Recursos” não era um tópico, mas recebeu um pedido de informação exclusivo, por se tratar de assunto relevante.

Prazos e respostas

Os pedidos de informação foram protocolados no final de fevereiro. Segundo a Lei Orgânica, o prazo de resposta é de 30 dias. Até o momento, apenas a Fundação Cultural retornou os questionamentos.

Nesta semana o vereador começou a compartilhar em suas redes sociais os tópicos abordados em seus pedidos de informação, convidando a comunidade a participar semanalmente da fiscalização.

Para acompanhar acesse www.facebook.com/lucas.gotardo ou www.instagram.com/lucaswgotardo

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade