Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Política
Prefeito diz que vai readequar o texto da reforma para manter fundações de Esporte e Cultura

Sexta, 23/8/2019 18:02.
Divulgação/PMBC
Prefeito fez o que devia ter feito antes de divulgar a reforma, ouvir os envolvidos que lotaram o gabinete

Publicidade

Em reunião realizada nesta tarde (23) com representantes da Fundação Municipal de Esportes e Fundação Cultural, o prefeito Fabrício Oliveira tranquilizou o grupo, garantindo que mesmo com a fusão destas pastas com a secretaria de Turismo, ambas manterão a independência.

Ele determinou à secretária de Gestão Administrativa, Karine Gomes, presente à reunião, que seja ajustado o texto da reforma administrativa para manter as fundações de Esporte e de Cultura.

Também participaram o assessor parlamentar Marcos Kurtz, a superintendente da Fundação Municipal de Esportes, Mariana Dalvesco e a superintendente da Fundação Cultural, Bia Mattar. Ao todo, mais de 40 pessoas marcaram presença.

Uma nova reunião deverá ocorrer nos próximos dias para apresentação do texto remodelado.

Uma das preocupações dos representantes da Cultura e do Esporte era com a extinção das fundações, argumentando que haveria problemas na captação de recursos, que ficaria mais limitada. Também manifestaram dúvidas sobre como um secretário de pastas tão distintas poderia responder por todas juntas.

O prefeito explicou que por força de lei, as duas fundações serão mantidas porém ligadas ao Turismo, conforme diz o artigo 85, inciso II, parágrafo primeiro da Lei Orgânica do município, apenas no que diz respeito ao controle finalístico e não de subordinação hierárquica, ou seja, as fundações manterão a autonomia administrativa, financeira e patrimonial.

“Nosso compromisso é com a modernização e eficiência da gestão pública e, por consequência, a economia, mas não vamos fazer nada que represente um retrocesso. Ouvimos esse grupo, ponderamos e vamos readequar”, garantiu o prefeito, reafirmando que quer manter a autonomia das fundações (CNPJ).

Ele voltou a dizer que com parte da economia prevista devido ao corte de cargos comissionados, algo como R$ 10 milhões, serão beneficiados projetos como o Bolsa Atleta e os do Fundesporte e a Lei de Incentivo à Cultura (LIC), que representa um incremento de cerca de 35%.

Alguns representantes das fundações não ficaram totalmente satisfeitos com as colocações do prefeito, acham que a Fundação Cultural foi uma conquista árdua dos artistas e que subordiná-la, ou pior exntingui-la, seria um retrocesso para a cultura do município. "É como se te dissessem, olha, teu filho não é mais teu filho, ele sumiu. Ou será cuidado por outro", exemplificou Luciano Estevão, que há 33 anos faz arte na cidade.

 

Ainda há reuniões agendadas com os conselheiros muniicpais e o prefeito Fabrício garantiu que convocaria os artistas e esportistas novamente quando a redação receber as modificações anunciadas.   


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinião

"Com estes valores, nenhuma unidade de saúde consegue se manter como PORTA ABERTA"


Cidade

Prefeitura é dona de terreno, próximo ao local, que poderia receber o Mercado


Brasil


Política

O vereador aproveitou que estava em Brasília pra falar sobre o saneamento básico de Camboriú


Cidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Prefeito diz que vai readequar o texto da reforma para manter fundações de Esporte e Cultura

Divulgação/PMBC
Prefeito fez o que devia ter feito antes de divulgar a reforma, ouvir os envolvidos que lotaram o gabinete
Prefeito fez o que devia ter feito antes de divulgar a reforma, ouvir os envolvidos que lotaram o gabinete

Publicidade

Sexta, 23/8/2019 18:02.

Em reunião realizada nesta tarde (23) com representantes da Fundação Municipal de Esportes e Fundação Cultural, o prefeito Fabrício Oliveira tranquilizou o grupo, garantindo que mesmo com a fusão destas pastas com a secretaria de Turismo, ambas manterão a independência.

Ele determinou à secretária de Gestão Administrativa, Karine Gomes, presente à reunião, que seja ajustado o texto da reforma administrativa para manter as fundações de Esporte e de Cultura.

Também participaram o assessor parlamentar Marcos Kurtz, a superintendente da Fundação Municipal de Esportes, Mariana Dalvesco e a superintendente da Fundação Cultural, Bia Mattar. Ao todo, mais de 40 pessoas marcaram presença.

Uma nova reunião deverá ocorrer nos próximos dias para apresentação do texto remodelado.

Uma das preocupações dos representantes da Cultura e do Esporte era com a extinção das fundações, argumentando que haveria problemas na captação de recursos, que ficaria mais limitada. Também manifestaram dúvidas sobre como um secretário de pastas tão distintas poderia responder por todas juntas.

O prefeito explicou que por força de lei, as duas fundações serão mantidas porém ligadas ao Turismo, conforme diz o artigo 85, inciso II, parágrafo primeiro da Lei Orgânica do município, apenas no que diz respeito ao controle finalístico e não de subordinação hierárquica, ou seja, as fundações manterão a autonomia administrativa, financeira e patrimonial.

“Nosso compromisso é com a modernização e eficiência da gestão pública e, por consequência, a economia, mas não vamos fazer nada que represente um retrocesso. Ouvimos esse grupo, ponderamos e vamos readequar”, garantiu o prefeito, reafirmando que quer manter a autonomia das fundações (CNPJ).

Ele voltou a dizer que com parte da economia prevista devido ao corte de cargos comissionados, algo como R$ 10 milhões, serão beneficiados projetos como o Bolsa Atleta e os do Fundesporte e a Lei de Incentivo à Cultura (LIC), que representa um incremento de cerca de 35%.

Alguns representantes das fundações não ficaram totalmente satisfeitos com as colocações do prefeito, acham que a Fundação Cultural foi uma conquista árdua dos artistas e que subordiná-la, ou pior exntingui-la, seria um retrocesso para a cultura do município. "É como se te dissessem, olha, teu filho não é mais teu filho, ele sumiu. Ou será cuidado por outro", exemplificou Luciano Estevão, que há 33 anos faz arte na cidade.

 

Ainda há reuniões agendadas com os conselheiros muniicpais e o prefeito Fabrício garantiu que convocaria os artistas e esportistas novamente quando a redação receber as modificações anunciadas.   


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade