Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Política
Varela deixará a Fundação Cultural de Balneário Camboriú

Segunda, 25/2/2019 13:30.
Arquivo JP3.

Publicidade

O empresário George Varela disse ao Página 3 hoje (25) que ao retornar das férias no dia 15 de março deixará a presidência da Fundação Cultural de Balneário Camboriú.

A decisão está tomada há algumas semanas e ele só não deixou a Fundação antes porque tentou garantir recursos financeiros mínimos para manter parte da programação cultural.

Varela reclamou que o orçamento da Fundação vem diminuindo ano a ano o que torna improdutivo o trabalho.

Além do orçamento ser reduzido, a decisão de onde aplicar é deixada para a última hora, o que inviabiliza o planejamento.

Varela disse que se o prefeito Fabrício Oliveira quiser ele continuará colaborando voluntariamente, desde que para a presidência da Fundação Cultural seja nomeado alguém qualificado como Bia Mattar, atual diretora de interação cultural, ou Lilian Martins, hoje diretora de artes.

Também pesou na decisão de “pedir a conta” a dificuldade que o gabinete impõe aos secretários até para uma simples audiência com o prefeito.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Arquivo JP3.

Varela deixará a Fundação Cultural de Balneário Camboriú

Publicidade

Segunda, 25/2/2019 13:30.

O empresário George Varela disse ao Página 3 hoje (25) que ao retornar das férias no dia 15 de março deixará a presidência da Fundação Cultural de Balneário Camboriú.

A decisão está tomada há algumas semanas e ele só não deixou a Fundação antes porque tentou garantir recursos financeiros mínimos para manter parte da programação cultural.

Varela reclamou que o orçamento da Fundação vem diminuindo ano a ano o que torna improdutivo o trabalho.

Além do orçamento ser reduzido, a decisão de onde aplicar é deixada para a última hora, o que inviabiliza o planejamento.

Varela disse que se o prefeito Fabrício Oliveira quiser ele continuará colaborando voluntariamente, desde que para a presidência da Fundação Cultural seja nomeado alguém qualificado como Bia Mattar, atual diretora de interação cultural, ou Lilian Martins, hoje diretora de artes.

Também pesou na decisão de “pedir a conta” a dificuldade que o gabinete impõe aos secretários até para uma simples audiência com o prefeito.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade