Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Política
Entidades patronais fazem campanhas a favor da reforma da Previdência

Quinta, 27/6/2019 10:14.
Agência Brasil

Publicidade

(FOLHAPRESS) - Três entidades patronais paulistas lançaram nos últimos dias, na internet e em empresas, campanhas a favor da aprovação da reforma da Previdência.
A maior das iniciativas é realizada pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), que produziu uma série de quatro vídeos animados favoráveis ao projeto do governo.


As peças começaram a ser divulgadas primeiro por meio de mensagens programadas via Whatsapp no dia 17 de junho. Nesta terça-feira (25), a entidade iniciou também a veiculação via redes sociais.

A federação não diz quantos disparos contratou, embora afirme que milhões de números recebem os vídeos.

As peças apresentam personagens que, desinformados sobre as propostas do texto apresentado pelo governo, acreditam em boatos ou informações imprecisas sobre o projeto.

Os vídeos afirmam que a necessidade de aprovação da reforma "não é uma questão política, nem ideológica. É matemática." Um deles pede, também, que as pessoas procurem políticos para defender o texto.

Em outro, um personagem aposentado diz a um professor de ginástica que terá o valor de sua aposentadoria reduzido em 40% com a aprovação da reforma.

O professor, então, explica que o texto não prevê redução nos benefícios pagos aos que já se aposentaram."Fizemos uma pesquisa com os argumentos mais usados contra a reforma que não eram verdadeiros e, com humor, mostramos que são informações falsas", diz a diretora de marketing da Fiesp, Ana Baruch.

Com uma estratégia distinta, a Apas (Associação Paulista de Supermercados) lançou uma página em seu site com cartazes a favor da reforma para que seus 1.500 associados possam imprimir.

Uma das peças contém dizeres como "reforma da Previdência, eu apoio!" e "Mais oportunidades. Menos desigualdades."

"Lidamos diretamente com os consumidores e sabemos que a reforma terá impacto positivo na economia. Os cartazes poderão ser colocados nos caixas, por exemplo, e terão links para a página [do governo] que explica a proposta de reforma", afirma Carlos Correa, superintendente da Apas.

A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) também mobilizou as 420 entidades paulistas que fazem parte da entidade em prol da aprovação do texto.

A Facesp lançou um site com vídeos do ministro Paulo Guedes e de empresários defendendo a reforma. Também apresenta uma cartilha com pontos do texto apresentado por Guedes à Câmara.

O site pede, ainda, que o público grave vídeos de até 30 segundos apoiando a reforma e mande à entidade por whatsapp.

"A ideia é criar uma onda positiva para que os parlamentares entendam a necessidade de aprovar o texto. Também acionamos Cada presidente de associação do estado pedindo que fale com os deputados federais, e mostrem os vídeos", diz o presidente da Facesp, Alfredo Cotait.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Agência Brasil

Entidades patronais fazem campanhas a favor da reforma da Previdência

Publicidade

Quinta, 27/6/2019 10:14.

(FOLHAPRESS) - Três entidades patronais paulistas lançaram nos últimos dias, na internet e em empresas, campanhas a favor da aprovação da reforma da Previdência.
A maior das iniciativas é realizada pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), que produziu uma série de quatro vídeos animados favoráveis ao projeto do governo.


As peças começaram a ser divulgadas primeiro por meio de mensagens programadas via Whatsapp no dia 17 de junho. Nesta terça-feira (25), a entidade iniciou também a veiculação via redes sociais.

A federação não diz quantos disparos contratou, embora afirme que milhões de números recebem os vídeos.

As peças apresentam personagens que, desinformados sobre as propostas do texto apresentado pelo governo, acreditam em boatos ou informações imprecisas sobre o projeto.

Os vídeos afirmam que a necessidade de aprovação da reforma "não é uma questão política, nem ideológica. É matemática." Um deles pede, também, que as pessoas procurem políticos para defender o texto.

Em outro, um personagem aposentado diz a um professor de ginástica que terá o valor de sua aposentadoria reduzido em 40% com a aprovação da reforma.

O professor, então, explica que o texto não prevê redução nos benefícios pagos aos que já se aposentaram."Fizemos uma pesquisa com os argumentos mais usados contra a reforma que não eram verdadeiros e, com humor, mostramos que são informações falsas", diz a diretora de marketing da Fiesp, Ana Baruch.

Com uma estratégia distinta, a Apas (Associação Paulista de Supermercados) lançou uma página em seu site com cartazes a favor da reforma para que seus 1.500 associados possam imprimir.

Uma das peças contém dizeres como "reforma da Previdência, eu apoio!" e "Mais oportunidades. Menos desigualdades."

"Lidamos diretamente com os consumidores e sabemos que a reforma terá impacto positivo na economia. Os cartazes poderão ser colocados nos caixas, por exemplo, e terão links para a página [do governo] que explica a proposta de reforma", afirma Carlos Correa, superintendente da Apas.

A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) também mobilizou as 420 entidades paulistas que fazem parte da entidade em prol da aprovação do texto.

A Facesp lançou um site com vídeos do ministro Paulo Guedes e de empresários defendendo a reforma. Também apresenta uma cartilha com pontos do texto apresentado por Guedes à Câmara.

O site pede, ainda, que o público grave vídeos de até 30 segundos apoiando a reforma e mande à entidade por whatsapp.

"A ideia é criar uma onda positiva para que os parlamentares entendam a necessidade de aprovar o texto. Também acionamos Cada presidente de associação do estado pedindo que fale com os deputados federais, e mostrem os vídeos", diz o presidente da Facesp, Alfredo Cotait.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade