Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Ministro da Educação iguala Lula e Dilma à cocaína encontrada em avião da FAB
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Quinta, 27/6/2019 11:22.

(Gabriel Wainer/AE)

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, se tornou o assunto mais comentado no Twitter do Brasil na manhã desta quinta-feira, 27, ao postar, em seu perfil na rede social, que "no passado, o avião presidencial já transportou drogas em maior quantidade. Alguém sabe o peso do Lula ou da Dilma?", escreveu.

O comentário foi feito em referência aos 39 kg de cocaína encontrados em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que fazia parte da comitiva de 21 militares que acompanha a viagem do presidente Jair Bolsonaro a Osaka, no Japão. O comentário rapidamente mobilizou parte do debate nesta manhã, lançando a expressão "ministro da Educação" ao primeiro lugar nos Trending Topics do país no Twitter.

Reações

Até o momento, os internautas não receberam com simpatia o post do ministro. Entre as várias reações à publicação, os usuários da rede social classificaram como "imaturo", "infeliz", "inacreditável", "imoral" e "incompatível com o cargo de ministro". 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Ministro da Educação iguala Lula e Dilma à cocaína encontrada em avião da FAB

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Publicidade

Quinta, 27/6/2019 11:22.

(Gabriel Wainer/AE)

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, se tornou o assunto mais comentado no Twitter do Brasil na manhã desta quinta-feira, 27, ao postar, em seu perfil na rede social, que "no passado, o avião presidencial já transportou drogas em maior quantidade. Alguém sabe o peso do Lula ou da Dilma?", escreveu.

O comentário foi feito em referência aos 39 kg de cocaína encontrados em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que fazia parte da comitiva de 21 militares que acompanha a viagem do presidente Jair Bolsonaro a Osaka, no Japão. O comentário rapidamente mobilizou parte do debate nesta manhã, lançando a expressão "ministro da Educação" ao primeiro lugar nos Trending Topics do país no Twitter.

Reações

Até o momento, os internautas não receberam com simpatia o post do ministro. Entre as várias reações à publicação, os usuários da rede social classificaram como "imaturo", "infeliz", "inacreditável", "imoral" e "incompatível com o cargo de ministro". 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade