Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Política
Omar Tomalih desenvolve consistente trabalho contra drogas em Balneário Camboriú

 Vereador destaca a importância do auxílio no tratamento da drogadição e alcoolismo

Quinta, 27/6/2019 14:27.
Fotos Josiane Suelos
Visita à Comunidade Terapêutica Viver Livre em BC

Publicidade

A questão da dependência química é algo realmente muito difícil tanto para quem passa pela situação, para a família como também para o poder público. Infelizmente as drogas e o álcool fazem com que muitas pessoas percam a noção e a direção da própria vida, vindo a se dar conta do que fizeram apenas muitos anos depois, quando já não tem mais nenhuma capacidade de retomar uma vida digna sozinhos. Quando ninguém mais confia nessas pessoas, nem parentes, sequer elas mesmas é quando, na maioria das vezes, elas resolvem se entregar à ajuda de um centro de recuperação, como as comunidades terapêuticas.

No estado de Santa Catarina existe o maior programa anti-drogas da história, o REVIVER. Lançado pelo deputado Estadual Ismael dos Santos, em 2014, o programa já atendeu mais de 15 mil dependentes químicos no estado, com índice de reabilitação de 65%.

Em Balneário Camboriú, a Comunidade Terapêutica Viver Livre, que existe há 17 anos, é uma das beneficiadas pelo programa, e atende homens e mulheres que chegam a entidade por demanda própria, ou encaminhadas pelos órgãos competentes da cidade.

Marcos Domainski, 45, foi um dos primeiros a chegar na entidade há 16 anos. Ele havia perdido tudo: família, emprego, bens, e estava morando na rua.

Hoje ele atua como auxiliar administrativo na comunidade que lhe deu uma nova chance de vida. E serve de exemplo para todos que passam por ali. Ele contou que aceitou o tratamento como último recurso,

“Lá fora a gente pensa: amanhã eu paro, depois de amanhã eu paro, mas a gente nunca consegue. A comunidade terapêutica nos ensina a dizer não.”, explica Marcos, contando a reestruturação de vida que teve após abandonar o vício.

O vereador Omar Tomalih é um forte aliado nessa luta, e desenvolve um belíssimo trabalho na região. Seu gabinete já virou endereço certeiro para muitas mães e dependentes que não sabem o caminho para conseguirem um tratamento.

“A questão das drogas é altamente destrutiva para a pessoa, para a sociedade e para a família, uma vez que além do dependente, acontece toda uma desestruturação familiar e social. Recebemos diversas mães aos prantos pedindo ajuda para recuperar seus filhos. O vício acaba atingindo e destruindo muitas famílias”, lamentou o parlamentar.

Para Omar é extremamente importante que as pessoas se engajem nessa luta e que possam pensar no ser-humano, e nas famílias que necessitam de ajuda para se livrar do vício das drogas e do álcool, consideradas doenças tratáveis, porém incuráveis.

Só no início deste ano, o vereador já protocolou duas importantes indicações para o executivo, que se atendidas ajudarão e muito nessa luta contra as drogas.

“Indicamos ao prefeito Fabrício que faça a isenção do ISS - Imposto sobre Serviços, para as entidades que prestam assistência aos dependentes químicos, tendo em vista que o papel dessas Comunidades Terapêuticas na sociedade é de grande relevância.”, destacou o vereador que também indicou ao executivo a criação do Fundo Municipal de Combate às Drogas, com objetivo de financiar programas e ações voltadas à prevenção do uso de entorpecentes, combate ao tráfico e tratamento dos dependentes químicos.

“Esse fundo com certeza será um importante instrumento no enfrentamento dos graves problemas com a drogadição que assolam o país, e que são visíveis nas ruas de nossa cidade.”, pontuou Tomalih.


PROGRAMA REVIVER

É o primeiro e maior programa de tratamento para dependentes químicos do estado. São 72 comunidades terapêuticas que atuam com auxílio do Programa REVIVER em Santa Catarina. O repasse feito pelo programa, via secretaria de estado da saúde, é de R$ 1.000,00 por adulto, e R$ 1.270,00 por adolescente para manutenção do tratamento, que dura em média 9 meses, e tem surtido excelentes resultados na recuperação de vidas.


COMUNIDADE VIVER LIVRE

Com uma equipe técnica composta por 03 psicólogas, 01 auxiliar de enfermagem, 03 coordenadores, 05 monitores, e 01 agente comunitário, a entidade tem no total 102 vagas, 72 masculinas e 30 femininas. Atualmente 10 vagas são mantidas pelo programa REVIVER e outras 30 pela prefeitura de BC. 90% do público que chega a entidade são pessoas em situação de rua. O tratamento dura 09 meses, e depois de finalizado os internos podem fazer cursos profissionalizantes, para ocuparem vagas no mercado de trabalho.

A Comunidade terapêutica VIVER LIVRE fica na rua Morro da Pedra Branca, 795, no bairro Nova Esperança, em Balneário Camboriú.


Fonte: Assessoria Vereador Omar Tomalih


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Fotos Josiane Suelos
Visita à Comunidade Terapêutica Viver Livre em BC
Visita à Comunidade Terapêutica Viver Livre em BC

Omar Tomalih desenvolve consistente trabalho contra drogas em Balneário Camboriú

 Vereador destaca a importância do auxílio no tratamento da drogadição e alcoolismo

Publicidade

Quinta, 27/6/2019 14:27.

A questão da dependência química é algo realmente muito difícil tanto para quem passa pela situação, para a família como também para o poder público. Infelizmente as drogas e o álcool fazem com que muitas pessoas percam a noção e a direção da própria vida, vindo a se dar conta do que fizeram apenas muitos anos depois, quando já não tem mais nenhuma capacidade de retomar uma vida digna sozinhos. Quando ninguém mais confia nessas pessoas, nem parentes, sequer elas mesmas é quando, na maioria das vezes, elas resolvem se entregar à ajuda de um centro de recuperação, como as comunidades terapêuticas.

No estado de Santa Catarina existe o maior programa anti-drogas da história, o REVIVER. Lançado pelo deputado Estadual Ismael dos Santos, em 2014, o programa já atendeu mais de 15 mil dependentes químicos no estado, com índice de reabilitação de 65%.

Em Balneário Camboriú, a Comunidade Terapêutica Viver Livre, que existe há 17 anos, é uma das beneficiadas pelo programa, e atende homens e mulheres que chegam a entidade por demanda própria, ou encaminhadas pelos órgãos competentes da cidade.

Marcos Domainski, 45, foi um dos primeiros a chegar na entidade há 16 anos. Ele havia perdido tudo: família, emprego, bens, e estava morando na rua.

Hoje ele atua como auxiliar administrativo na comunidade que lhe deu uma nova chance de vida. E serve de exemplo para todos que passam por ali. Ele contou que aceitou o tratamento como último recurso,

“Lá fora a gente pensa: amanhã eu paro, depois de amanhã eu paro, mas a gente nunca consegue. A comunidade terapêutica nos ensina a dizer não.”, explica Marcos, contando a reestruturação de vida que teve após abandonar o vício.

O vereador Omar Tomalih é um forte aliado nessa luta, e desenvolve um belíssimo trabalho na região. Seu gabinete já virou endereço certeiro para muitas mães e dependentes que não sabem o caminho para conseguirem um tratamento.

“A questão das drogas é altamente destrutiva para a pessoa, para a sociedade e para a família, uma vez que além do dependente, acontece toda uma desestruturação familiar e social. Recebemos diversas mães aos prantos pedindo ajuda para recuperar seus filhos. O vício acaba atingindo e destruindo muitas famílias”, lamentou o parlamentar.

Para Omar é extremamente importante que as pessoas se engajem nessa luta e que possam pensar no ser-humano, e nas famílias que necessitam de ajuda para se livrar do vício das drogas e do álcool, consideradas doenças tratáveis, porém incuráveis.

Só no início deste ano, o vereador já protocolou duas importantes indicações para o executivo, que se atendidas ajudarão e muito nessa luta contra as drogas.

“Indicamos ao prefeito Fabrício que faça a isenção do ISS - Imposto sobre Serviços, para as entidades que prestam assistência aos dependentes químicos, tendo em vista que o papel dessas Comunidades Terapêuticas na sociedade é de grande relevância.”, destacou o vereador que também indicou ao executivo a criação do Fundo Municipal de Combate às Drogas, com objetivo de financiar programas e ações voltadas à prevenção do uso de entorpecentes, combate ao tráfico e tratamento dos dependentes químicos.

“Esse fundo com certeza será um importante instrumento no enfrentamento dos graves problemas com a drogadição que assolam o país, e que são visíveis nas ruas de nossa cidade.”, pontuou Tomalih.


PROGRAMA REVIVER

É o primeiro e maior programa de tratamento para dependentes químicos do estado. São 72 comunidades terapêuticas que atuam com auxílio do Programa REVIVER em Santa Catarina. O repasse feito pelo programa, via secretaria de estado da saúde, é de R$ 1.000,00 por adulto, e R$ 1.270,00 por adolescente para manutenção do tratamento, que dura em média 9 meses, e tem surtido excelentes resultados na recuperação de vidas.


COMUNIDADE VIVER LIVRE

Com uma equipe técnica composta por 03 psicólogas, 01 auxiliar de enfermagem, 03 coordenadores, 05 monitores, e 01 agente comunitário, a entidade tem no total 102 vagas, 72 masculinas e 30 femininas. Atualmente 10 vagas são mantidas pelo programa REVIVER e outras 30 pela prefeitura de BC. 90% do público que chega a entidade são pessoas em situação de rua. O tratamento dura 09 meses, e depois de finalizado os internos podem fazer cursos profissionalizantes, para ocuparem vagas no mercado de trabalho.

A Comunidade terapêutica VIVER LIVRE fica na rua Morro da Pedra Branca, 795, no bairro Nova Esperança, em Balneário Camboriú.


Fonte: Assessoria Vereador Omar Tomalih


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade