Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Política
Incomodado, Guedes pergunta por que Olavo dispara contra 'revolução' da direita

Segunda, 18/3/2019 10:38.
EBC.

Publicidade

MARINA DIAS E MARIANA CARNEIRO
WASHINGTON, EUA E BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro Paulo Guedes (Economia) usou o jantar em homenagem ao presidente Jair Bolsonaro, neste domingo (17) em Washington, para questionar diretamente o escritor Olavo de Carvalho sobre as críticas recentes que ele tem feito ao governo.

Incomodado com as falas de Carvalho que, um dia antes, afirmou que, se continuar assim, a administração de Bolsonaro não dura seis meses, Guedes questionou: "Por que o líder dispara contra a revolução que inspirou?"

Guedes ficara incomodado com a crítica do escritor ao governo, expressa a jornalistas após sessão que exibiu um filme sobre sua vida e obra, no sábado (16), no Trump International Hotel. O evento foi organizado pelo ex-estrategista do presidente Donald Trump, Steve Bannon.

No jantar neste domingo, com pensadores, financistas e jornalistas conservadores na casa do embaixador brasileiro Sérgio Amaral, Guedes então chamou Carvalho de "líder da revolução liberal no Brasil". Mas, segundo um dos presentes, a declaração foi feita em um contexto de reprimenda.

O ministro lera sobre a fala crítica de Carvalho na internet ainda quando chegava a Washington na comitiva presidencial, no fim da tarde deste domingo.

Segundo um observador do encontro, Guedes ressaltou que Olavo sempre apoiou o presidente e repetiu o diagnóstico de que a democracia no Brasil está fortalecida, com a emergência da aliança entre centro-direita e liberais após anos de governos de social-democracia.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
EBC.

Incomodado, Guedes pergunta por que Olavo dispara contra 'revolução' da direita

Publicidade

Segunda, 18/3/2019 10:38.

MARINA DIAS E MARIANA CARNEIRO
WASHINGTON, EUA E BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro Paulo Guedes (Economia) usou o jantar em homenagem ao presidente Jair Bolsonaro, neste domingo (17) em Washington, para questionar diretamente o escritor Olavo de Carvalho sobre as críticas recentes que ele tem feito ao governo.

Incomodado com as falas de Carvalho que, um dia antes, afirmou que, se continuar assim, a administração de Bolsonaro não dura seis meses, Guedes questionou: "Por que o líder dispara contra a revolução que inspirou?"

Guedes ficara incomodado com a crítica do escritor ao governo, expressa a jornalistas após sessão que exibiu um filme sobre sua vida e obra, no sábado (16), no Trump International Hotel. O evento foi organizado pelo ex-estrategista do presidente Donald Trump, Steve Bannon.

No jantar neste domingo, com pensadores, financistas e jornalistas conservadores na casa do embaixador brasileiro Sérgio Amaral, Guedes então chamou Carvalho de "líder da revolução liberal no Brasil". Mas, segundo um dos presentes, a declaração foi feita em um contexto de reprimenda.

O ministro lera sobre a fala crítica de Carvalho na internet ainda quando chegava a Washington na comitiva presidencial, no fim da tarde deste domingo.

Segundo um observador do encontro, Guedes ressaltou que Olavo sempre apoiou o presidente e repetiu o diagnóstico de que a democracia no Brasil está fortalecida, com a emergência da aliança entre centro-direita e liberais após anos de governos de social-democracia.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade